A Prefeitura de Hortolândia realizou, no sábado (29/06), o segundo mutirão de fiscalização e conscientização ambiental. Durante todo a manhã, agentes ambientais ficaram “de campana”, aguardando eventuais ações de descarte irregular em 10 “pontos viciados” existentes na cidade (veja abaixo). A iniciativa é da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. O objetivo é alertar a população quanto aos riscos do descarte irregular de material de construção, móveis velhos, objetos inservíveis e outros resíduos recicláveis. 

A fim de flagrar irregularidades, 26 agentes ambientais da Prefeitura ficaram próximos a dez “pontos viciados”, onde sempre se verificam descartes irregulares em feriados e finais de semana. Durante a ação, houve um flagrante de descarte indevido e abordagem de dezenas de pessoas para conscientização. Ninguém foi multado.

Além de coibir descartes irregulares, o mutirão de fiscalização buscou conscientizar a comunidade quanto à existência de equipamentos gratuitos para coleta seletiva e a importância do papel de todos para evitar queimadas, corte irregular de árvores e a proliferação de criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, segundo o gerente de fiscalização ambiental, José Apóstolo.

O descarte irregular de resíduos é crime ambiental sujeito a multa, em Hortolândia. Atualmente, os valores variam de R$ 340 a R$ 34.000. Segundo a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, quem quiser ajudar na identificação de pessoas e veículos que praticam crime ambiental podem enviar fotos e textos para o aplicativo do Programa Agenda Verde, Mutirão de Limpeza e Zeladoria, que atende pelo número 99976.1840. A identidade dos denunciantes é mantida em sigilo. Em caso de dúvida, é possível ligar para o telefone da Fiscalização Ambiental: 3845-1149.

“A ação do mutirão de fiscalização promove a integração de diferentes setores da Prefeitura no trabalho de cuidado com a cidade. Além disso, permite à população entrar em contato com estes agentes durante a própria operação para tirar dúvidas, dar sugestões e solicitar serviços da Prefeitura. Nossa avaliação é positiva, pois permite que a gente observe a dinâmica e os fluxos dos descartes irregulares com quem é diretamente afetado e fornece dados para ações preventivas na cidade”, avalia o diretor de Licenciamento Ambiental, Gustavo Belic Cherubina.

Confira os “pontos viciados” contemplados no mutirão de fiscalização:

1. Jd. Boa Esperança – Rua da Ema, próximo da ETA

2. Vila São Pedro – Rua Sérgio F. Giraldes/Antonio M. da Silva

3. Jd. Brasil – Rua da Prosperidade (CDHU) 

4. Jd. São Bento – Rua Noel Rosa/SP-101

5. Pq. Sto André – Rua dos Evangélicos, 91

6. Jd. Amanda – Rua Casimiro de Abreu 

7. Jd. Amanda – Av. Princesa Isabel/ SP-101

8. Jd. Sta Fé – Rua Tapajós, em frente ao nº 874 b

9. Jd. Campos Verdes – Rua da Confibra 

10. Jd. Sta  Esmeralda  – Rua Pedro Azevedo / posto de saúde 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Artigo anteriorPrefeitura promove campanha de adoção de animais domésticos
Próximo artigoDelegação de Hortolândia embarca para a disputa dos Jogos Regionais