Em tempos de pandemia, a Prefeitura de Hortolândia permanece adequando seus serviços a nova realidade de proteção e prevenção a vida, e cria um núcleo de atendimento e orientação dos Direitos Humanos. A partir desta quinta-feira (02/04), o núcleo, formado por profissionais da assistência social, advogadas e chefes de setores de políticas públicas do Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, oferecerá atendimento, de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, pelo telefone: 3965-1472 e pelo email:

\n

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.


. Dúvidas em relação aos direitos durante o período de epidemia, denúncias sobre violência doméstica e contra o idoso, orientação sobre o acesso a programas e ações dos Governos Municipal, Estadual e Federal, orientação às ILPIs e ações do município para pessoas em vulnerabilidade social, podem ser acessadas através deste núcleo.

De acordo com o Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, o núcleo atuará durante todo o período de isolamento social podendo estender-se para o período pós pandemia. Nele, serão abordados assuntos  pertinentes às políticas públicas dos setores do idoso, da mulher, da juventude,  PCD (Pessoa com Deficiência), e Igualdade Racial. Todas informações levantadas serão divulgadas em formato de boletim informativo no Hotsite do Comitê de Prevenção e Enfrentamento  ao Corona Vírus.

“Os serviços oferecidos através do núcleo tem como objetivo estabelecer um canal de acesso a informações e orientações relacionados a garantias de direitos, principalmente para as pessoas em situação de vulnerabilidade.Todos os atendimentos realizados através destes dois canais, passarão pela equipe que compõe esta ferramenta. Tudo será analisado”, orientou o diretor de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, Amarantino de Jesus Sampaio.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia