Nossa Cidade

Prefeitura capacita guardas municipais para operar central de monitoramento

Objetivo é formar 28 GMs para atendimento operacionais

Prefeitura capacita guardas municipais para operar central de monitoramento

Encerra nesta sexta-feira (08), a capacitação de 28 guardas municipais da Secretaria de Segurança. A formação iniciada na última segunda-feira (04), teve duração de 20h, e foi divida em módulos. Os GMs receberam treinamentos técnicos da metodologia do trabalho, integrando a operacionalização e legislação voltadas às ocorrências.

A formação proporcionará melhor qualidade no teleatendimento, despacho de ocorrências e da avaliação do monitoramento do INFOSEG (Informações de Segurança). A capacitação foi realizada na sede da Guarda Municipal, localizada rua Odenir Padovani, 260, Residencial Maria de Lourdes.

De acordo com o secretário de Segurança, Marcelo Borges, o objetivo é desenvolver estes atendimentos com qualidade. “A segurança em Hortolândia é prioridade para o prefeito Antonio Meira. Então a boa qualidade dos atendimentos das ocorrências e a prevenção de novas ocorrências acontecem por meio de profissionais qualificados, que tenham visão estratégica do que pode ser uma ação criminosa ou suspeita”, disse o secretário.

Borges afirma ser fundamental a identificação dos guardas para a execução do trabalho e resultado preciso. “As câmeras de monitoramento facilitam o trabalho de segurança, principalmente com a instalação do Sistema INFOSEG, já em operação. Os novos equipamentos leitores de OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres) serão instalados nas entradas e saídas da cidade”, comentou Borges.

Leitores de OCR

Para ampliar o monitoramento de segurança nas entradas e saídas da cidade, a Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Segurança, em parceria com a Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas), adquire 26 câmeras inteligentes de leitores OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres). O investimento para aquisição das câmeras, por meio do convênio com a Agemcamp, é de R$ 550 mil. A contrapartida da Prefeitura é de R$ 300 mil. A previsão é de que as câmeras sejam instaladas até o final deste ano.

O sistema é composto por radares inteligentes capazes de fazer a leitura instantânea das placas de veículos, ação que ajuda na identificação rápida de veículos roubados, furtados ou com documentação irregular.

De acordo com o secretário de Segurança, Marcelo Borges, o diferencial das câmeras OCR é a integração de dados, permitindo agilidade no fluxo de informações e eliminação de trabalhos redundantes, aumentando, desse modo, a eficácia operacional dos órgãos envolvidos.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98