Connect with us

Nossa Cidade

Por 16 dias, ações combatem violência contra a mulher em Hortolândia

Prefeitura

Publicado

em

Banner

 

Com o crescente número de casos de histórias de violência contra a mulher, em todo o país, a Prefeitura de Hortolândia traz o tema para o centro das discussões, durante o evento “Direitos Humanos em Debate”. A agenda dos “16 dias de ativismo pelo fim da violência contra a mulher” foi abordada, na noite desta quarta-feira (21/11), em roda de diálogo, que reuniu cerca de 20 servidores do Departamento de Diretos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres da Secretaria de Governo e integrantes do Coletivo Anastácia, formado por moradoras da cidade, sensibilizadas com questões ligadas ao universo feminino. O debate aconteceu na Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Marleciene Priscila Presta Bonfim, no Remanso Campineiro.

Entre os dias 25 deste mês e 10 de dezembro, uma série de ações buscarão sensibilizar a população no sentido de perceber e enfrentar as diversas modalidades de agressão à figura feminina. Neste período, haverá palestras sobre a “Lei Maria da Penha” e a solidariedade entre mulheres, assim como mobilização contra o assédio sexual (campanha do Laço Branco), além de simpósio para marcar o “Dia Internacional dos Direitos Humanos”. A data, instituída em 1991, é celebrada mundialmente desde 2003, atualmente em mais de 100 países. Confira a programação completa no seguinte link: http://www2.hortolandia.sp.gov.br/images/banners/programacao_direitoshumanos.pdf

Segundo o diretor do Departamento de Diretos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres, Tino Sampaio, no Brasil a campanha ganha cinco dias a mais, uma vez que a contagem começa a ser feita no dia 20 de novembro. “Queremos tirar o tema do campo da normalidade. Discutir a situação da violência de maneira ampla. Despertar os homens e sensibilizá-los de que alguns atos habituais podem ser de violência, seja verbal, financeira, de cerceamento de liberdade ou de igualdade de condições. Queremos causar estranhamento para promover a reflexão, uma consciência reflexiva”, comenta Sampaio.

Ensino da história e da cultura afro-brasileira e africana

Nesta quarta-feira (21/11), durante o seminário de Educação, o tema foi “Avanços e Retrocessos da Lei 10.639”, que estabelece o ensino da história e da cultura afro-brasileira e africana nas escolas brasileiras, públicas e particulares, do Ensino Fundamental ao Médio. O assunto foi enfocado pelas palestrantes Caroline Jango e Jacqueline Damázio Armando. Caroline Jango é pedagoga do IFSP (Instituto Federal São Paulo) e fundadora do Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros e Indígenas do IFSP, mestre em Educação pela Unicamp e atualmente conclui o Doutorado em Educação na mesma universidade. Pesquisa sobre racismo no espaço educativo há 12 anos e é autora do livro “Aqui tem racismo!”: um estudos das representações sociais e das identidades das crianças negras na escola, publicado em 2017. Jacqueline Damazio Armando é formada em Letras com Especialização em Análise do Discurso, coordenadora do centro de referência em Direitos Humanos na Prevenção e Combate ao Racismo e Discriminação Religiosa de Campinas.

A palestra foi voltada a gestores da rede municipal de ensino de Hortolândia. Segundo Caroline Jango, o objetivo da lei 10.639, sancionada em 2003 e alterada em 2008, é promover uma educação anti-racista no país. Para ela, os pontos a melhorar não estão no texto da lei, satisfatoriamente organizada e com diretrizes traçadas, mas nas práticas educativas em si. Para ela, é fundamental que cada unidade escolar disponha de equipe que consiga acompanhar, avaliar e diagnosticar a aplicação da lei. Pesquisas em cidades vizinhas e com abordagem na região Sudeste como um todo mostram que a aplicação desta lei tem ficado a cargo somente de professores ativistas, já envolvidos com o tema.

A pedagoga defende, então, que, para abranger toda a complexidade social, racial e de desigualdades existentes no Brasil, a implementação desta política de promoção da diversidade étnico-racial aconteça de modo amplo, envolvendo a todos os profissionais da educação e não apenas alguns alinhados à temática. “É preciso colocar metas claras para que este assunto seja abordado em todas as áreas do conhecimento, de modo transversal, e também esteja em documentos oficiais, projetos político-pedagógicos”, ressalta.

A programação do “Direitos Humanos em Debate” se encerra no dia 10 de dezembro, com um simpósio que marca o “Dia Internacional dos Direitos Humanos”.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Prefeitura conclui mais uma etapa da Operação Tapa-Buraco em mais dois bairros de Hortolândia

Portal Hortolândia

Publicado

em

Banner

A Operação Tapa-Buraco da Prefeitura de Hortolândia foi realizada, nesta quinta-feira (13/05), em duas novas regiões da cidade. A ação para evitar a deterioração da malha asfáltica da cidade foi concluída entre as ruas das Rosas e dos Jambeiros, nos limites entre os jardins Malta e do Braz.

O trabalho também aconteceu na rua Alfredo Gomes entre as vilas Real e São Pedro. De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, as ruas são residenciais e recebem grande fluxo de veículos de moradores e visitantes. A intervenção nestes locais ainda tem como objetivo evitar acidentes de trânsito com pedestres e motoristas, além de danos à veículos.

Desde o início do ano, a Prefeitura investe na recuperação do asfalto das ruas e avenidas em todas as regiões da cidade. Para a realização da Operação Tapa-Buraco, toneladas de massa asfáltica são colocadas sobre os buracos para recuperação do pavimento. De janeiro a abril, já foram utilizadas aproximadamente 420 mil toneladas do produto nas ruas da cidade.

As equipes iniciam o trabalho pelo corte e limpeza do buraco, para, assim, fazer a aplicação de cascalho e a pintura de ligação sobre o local a ser aplicado o novo pavimento. Após toda essa preparação, é realizado o enchimento do buraco com a massa asfáltica aquecida e, por fim, a passagem do rolo compressor. Se a área for muito ampla, também é aplicado o rolo de pneus.

MAIS AÇÕES PARA A SEGURANÇA NO TRÂNSITO

Além da Operação Tapa-Buraco, outro serviço de zeladoria realizado pela Administração Municipal para contribuir com a segurança viária é a pintura das guias. Desde a semana passada, o trabalho foi realizado nas avenidas Anhanguera e São Francisco de Assis. Nesta semana, receberam a pintura das guias as avenidas da Emancipação, Olívio Franceschini, além de ruas próximas ao Paço Municipal Palácio das Águas e a rotatória do Supermercado São Vicente, na região Central. O objetivo da pintura é contribuir com o embelezamento da cidade e, também, auxiliar a visibilidade no período noturno, evitando acidentes.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Começou a revitalização na praça “A Poderosa” com mutirão de poda do mato

Portal Hortolândia

Publicado

em

Banner

A Prefeitura de Hortolândia iniciou as ações de zeladoria, manutenção e limpeza na praça A Poderosa, uma das principais áreas de lazer de Hortolândia, localizada no Jardim Rosolém. De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, um mutirão de poda do mato acontece, desde o começo da semana, no local. A ação é a primeira de uma série de atividades que acontecerão nos próximos meses. Na semana passada, o prefeito Zezé Gomes visitou o local para uma vistoria prévia.

Além da poda do mato e da limpeza geral realizadas, periodicamente, a praça passará também por poda de árvores, além de pintura da arquibancada, dos bancos de descanso e de todo o entorno. O objetivo é revitalizar o espaço para atividades culturais e fomentar o comércio, para que a área seja utilizada pelas famílias da cidade como mais um ponto de encontro e lazer gratuito. 

De acordo com a Secretaria de Cultura, a ideia é fazer no espaço pinturas grafittis que expressam a arte das ruas, além de outras intervenções artísticas. Já a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação prepara um edital para a convocação de comerciantes que queiram utilizar o espaço para comercialização de produtos. Já a Secretaria de Serviços Urbanos fará a reforma e manutenção da área.

ILUMINAÇÃO

Outra ação que contribuirá para a revitalização da praça é a implantação de sistema de iluminação modernizado. Ruas, avenidas e as áreas públicas da cidade também recebem investimento em modernização do sistema de iluminação. Este trabalho já  foi concluído no Parque Chico Mendes, na região Central e está em andamento no CREAPE (Centro de Referência em Educação Ambiental Parque Escola) e no Parque Socioambiental do Jardim Novo Ângulo. 

Os parques, praças e áreas públicas recebem mais postes, com lâmpadas LED, que conferem maior potencial de luminosidade, além de sistema de monitoramento inteligente por meio de sensores nas lâmpadas. O sistema de modernização da iluminação de Hortolândia já conta com mais de 20 mil lâmpadas de LED instaladas de um total de 22 mil lâmpadas.

Continue Lendo

Nossa Cidade

PAT de Hortolândia está com 104 vagas de emprego

Prefeitura

Publicado

em

Banner

Tem notícia boa para quem procura emprego. O PAT (Posto de Atendimento ao Trabalhador) de Hortolândia, órgão vinculado à Prefeitura, está com 104 vagas de emprego. Destas, 30 são para corretor de imóveis. Há ainda vagas para encanador (15 vagas), eletricista (15 vagas), auxiliar de pedreiro (15 vagas), ajudante geral (15 vagas), eletricista predial (6 vagas), encanador predial (6 vagas), pintor predial (1 vaga) e mecânico diesel com Habilitação A/B (1 vaga). As datas e os locais da entrevista para as vagas serão informados aos interessados que comparecerem no órgão. O PAT fica dentro do HORTOFÁCIL, localizado na rua Argolino de Moraes, 405, Vila São Francisco. Em virtude da pandemia do Coronavírus, o órgão funciona em horário reduzido, das 9h às 15h, de segunda a sexta-feira. O atendimento é feito de acordo com os protocolos sanitários que incluem uso obrigatório de máscara e distanciamento.

Para as vagas de corretor de imóveis é necessário ter Ensino Médio. O salário não foi informado.

Os interessados nas vagas de encanador, eletricista, auxiliar de pedreiro e ajudante geral devem ter Ensino Fundamental completo e noções de básicas de construção e impermeabilização. Os salários não foram divulgados. 

Para as vagas de eletricista predial os requisitos são ter Ensino Fundamental completo e experiência em redes de alta e baixa tensão, cabines e quadros de força, manutenção de motores, transformadores, reatores e equipamentos elétricos em geral. O salário é de R$ 1.946,74.

Os candidatos para as vagas de encanador predial devem ter Ensino Fundamental completo e experiência na área. O salário é de R$ 1.946,74.

Já para a vaga de pintor predial os interessados devem ter concluído Ensino Fundamental e ter experiência no cargo. O salário não foi divulgado.

Para a vaga de mecânico diesel com habilitação A/B é necessário ter Ensino Fundamental completo e experiência na área. O salário não foi informado.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares