A obra de uma creche no Jardim Novo Ângulo, em Hortolândia, que era para ter sido entregue em 2017 segue sem prazo para ser concluída. O prédio teve as paredes levantadas, contra piso e telhado. No local não há ninguém trabalhando e os materiais de construção estão sendo furtados, segundo moradores.

Enquanto os pais não têm onde deixar os filhos, muitos vão estudar em unidade longe do bairro. Na frente da obra não tem placa informando início, entrega e custo da obra.

Segundo os moradores, a obra está parada há mais de 3 anos e meio, e até agora a creche que serviria para atender moradores dos condomínios do bairro está abandonada.

Os materiais de construção foram furtados. Criminosos levaram até as calhas do telhado. “Tinha um monte de materiais aí na frente, mas carregaram. Areia também tinha muito. Tão levanto tudo”, disse a estudante Fabiana Cardoso. “Não tem guarda para cuidar aí eles podem fazer o que quiserem”, afirmou um morador que preferiu não se identificar.

“Ver uma obra dessa parada com um tanto de dinheiro que já foi envolvido nisso aí. E pode ser ainda muito mais dinheiro para poder fazer funcionar. Dói muito o coração da gente”, reclamou a dona de casa Lucineide Almeida.

A creche do Jardim Novo Ângulo é construída em parceria com o governo federal, com recursos do FNDE (Fundo Nacional para o desenvolvimento da Educação). O projeto inicial prevê área construída de 1.433,76 metros quadrados, num terreno de 5.905,03 metros quadrados, localizado na Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo.

De acordo com a Secretaria de Educação, com a entrega desta obra, serão oferecidas 376 vagas para crianças de zero à seis anos. Quando pronta, a unidade de ensino terá dez salas de aula, sendo duas para cada turma de crianças, divididas por idade, uma sala multiuso, lactário, dois fraldários, seis solários, espaço lúdico, parque infantil, refeitório, copa, cozinha, sala de higienização, sanitários infantil, adulto e adaptado, vestiários para funcionários, lavanderia, despensa, depósito, almoxarifado, secretaria, direção, sala de professores e de reunião.

Em Nota

A prefeitura de Hortolândia disse que está em andamento uma nova licitação para contratar a empresa e dar continuidade a obra da Escola Municipal. Os atrasos aconteceram porque a primeira empresa abandonou a obra e desfez o contrato com a prefeitura. Ainda segundo a nota, a Guarda Municipal realiza ronda frequentemente para que haja invasão e nem depredação do prédio público. 

Por: Cézar Henrique 

Artigo anteriorPM apreende menor por prática de roubo no Adelaide
Próximo artigoTST pede a funcionários dos Correios que suspendam a greve