Connect with us

Nossa Cidade

MP pede afastamento e cassação de Adaílton

Publicado

em

Segundo informações do Jornal TodoDia, o MPE (Ministério Público Estadual) de Hortolândia pediu à Justiça o afastamento imediato do vereador Adaílton Sá (PV) do cargo, bloqueio de R$ 300 mil em bens e sua condenação por improbidade administrativa e crime de concussão, cuja pena é de dois a oito anos. O órgão o acusa de enriquecimento ilícito por meio da cobrança de “pedágio” – segundo o MP, ele ficava com parte do salário de, pelo menos, oito ex-assessores parlamentares.

A ação civil, impetrada no dia 13, pede liminar (decisão provisória) para o afastamento de Adaílton porque ele teria tentado coagir uma testemunha, bloqueio dos bens e quebra dos sigilos bancário e fiscal. Adaílton, que nega e acusa adversários políticos, poderá perder o mandato de vereador caso seja condenado.

O parlamentar é acusado pelo MPE de reter parcelas dos salários que deveriam ser pagos para oito ex-assessores que trabalharam em seu gabinete. Os valores eram repassados ao vereador no dia do pagamento ou no dia posterior, todos em dinheiro, segundo o MPE. “Ele nomeava a pessoa já estabelecendo o valor do pedágio (…). O que chamou atenção foi que não era um pedacinho do salário que ele ficava, mas em muitos casos, era a maior parte do salário”, afirmou o promotor Marcelo Di Giácomo, responsável pelo caso.

Um ex-assessor ouvido pelo MP disse, por exemplo, que recebia R$ 1 mil, enquanto o salário real era de R$ 3.174. Segundo Di Giácomo, o valor acumulado pelo parlamentar desde 2013 é de, no mínimo, R$ 107.756,85. No processo, Adaílton nega a cobrança e alega “que seus ex-assessores estariam mentindo sob ordens de inimigos políticos a quem seriam vinculados. A intenção de seus adversários seria prejudicá-lo e fazer com que ele perca seu cargo”.

Na avaliação de Di Giácomo, a versão do vereador “é absolutamente frágil e inverossímil, não sendo suficiente sequer para colocar em dúvida a veracidade dos depoimentos colhidos”. Além de improbidade administrativa com o agravante de enriquecimento ilícito, o vereador também é acusado do crime de concussão, por “exigir, para si ou para outrem, direta ou indiretamente (…) vantagem indevida”. Entre as punições por improbidade estão perda do cargo, suspensão dos direitos políticos por período de oito a dez anos e pagamento de multa três vezes maior do que o conquistado ilicitamente. A pena prevista é de dois a oito anos de prisão, além de multa.

AFASTAMENTO
O promotor pede liminarmente o afastamento de Adaílton do cargo pelo risco de o parlamentar atrapalhar o andamento do processo.

Segundo o promotor, Adaílton teria oferecido dinheiro para que uma das denunciantes, na época sua chefe de gabinete, mudasse seu depoimento. Segundo o MP, ele pagaria R$ 580 por mês à assessora, valor da mensalidade da faculdade dela, caso ela recuasse das acusações. Ela relatou o caso ao MP. Di Giácomo solicita também liminar para bloquear pelo menos R$ 300 mil em bens por causa da incidência de juros e correção monetária sobre os valores supostamente retidos no “pedágio”e da possibilidade de o montante arrecadado por Adaílton ser maior do que o estimado. Ele pede ainda quebra de sigilo fiscal e bancário do vereador. Até a noite de ontem, o processo ainda não havia sido aceito pela Justiça.

Fonte: Jornal TodoDia

Nossa Cidade

Pré-conferências de Saúde Mental começam na próxima semana

Publicado

em

Prefeitura promoverá quatro pré-conferências em diferentes regiões da cidade; eventos são preparatórios para a 1ª Conferência Municipal, que acontecerá em março 

Quer ajudar a melhorar os serviços da rede pública de saúde mental de Hortolândia? Você poderá apresentar suas sugestões nas quatro pré-conferências sobre o tema que a Prefeitura promoverá em fevereiro. Os eventos serão realizados em diferentes regiões da cidade para possibilitar a participação de toda a população. A primeira pré-conferência será na próxima terça-feira (01/02), às 18h30, no Centro de Covivência da Melhor Idade do Jardim Amanda, localizado na rua Di Cavalcanti, 1.947. O evento abrirá espaço para a população participar das discussões junto com trabalhadores e profissionais da rede pública de saúde mental do município. Os eventos são preparatórios para a 1ª Conferência Municipal de Saúde Mental, que também será realizada pela Prefeitura no dia 12 de março. 

Cada pré-conferência abordará um dos eixos temáticos que serão discutidos na conferência municipal. Na primeira pré-conferência o tema será Gestão, financiamento, formação e participação social na garantia de serviços de saúde mental. 

“Para que o evento seja produtivo, é importante que a população apresente propostas relacionadas com o tema que será discutido na primeira pré-conferência”, salienta a coordenadora do Departamento de Saúde Mental da Secretaria de Saúde, Leici Santana. Em cada pré-conferência também serão indicados os representantes da região que participarão da conferência. 

CONFERÊNCIA

Leici ressalta que é importante o município realizar a conferência para participar das discussões sobre políticas públicas de saúde mental que acontecerão em âmbito estadual e nacional neste ano. “Na conferência municipal serão escolhidos os representantes do município que participarão das conferências estadual e nacional”, destaca Leici. 

O tema da conferência será “A política de saúde mental como direito: pela defesa do cuidado em liberdade, rumo a avanços e garantia dos serviços da atenção psicossocial no SUS (Sistema Único de Saúde)”. 

As discussões serão divididas nos quatro eixos temáticos abaixo: 

– Cuidado em liberdade como garantia de direito a cidadania; 

– Gestão, financiamento, formação e participação social na garantia de serviços de saúde mental; 

– Política de saúde mental e os princípios do SUS: universalidade, integralidade e equidade; 

– Impactos na saúde mental da população e os desafios para o cuidado psicossocial durante e pós-pandemia.

As sugestões feitas nas pré-conferências serão discutidas na conferência. As propostas serão então apresentadas na conferência estadual, prevista para ser realizada em abril, e na 5ª Conferência Nacional de Saúde Mental, que será realizada pelo Ministério da Saúde, entre os dias 17 a 20 de maio, em Brasília.

Confira abaixo as datas, os locais e os horários das pré-conferências:

1ª Pré-conferência:

Tema: Gestão, financiamento, formação e participação social na garantia de serviços de saúde mental

Data: 01/02

Horário: 18h30

Local: Centro de Convivência da Melhor do Jardim Amanda

Endereço: Rua Di Cavalcanti, 1.947

 

2ª Pré-conferência:

Tema: Política de saúde mental e os princípios do SUS: universalidade, integralidade e equidade

Data: 08/02

Horário: 18h30

Local: Centro de Convivência da Melhor do Remanso Campineiro

Endereço: Rua Euclides Pires de Assis, 200

 

3ª Pré-conferência:

Tema: Impactos na saúde mental da população e os desafios para o cuidado psicossocial durante e pós-pandemia

Data: 15/02

Horário: 18h30

Local: Salão Paroquial Dom Bruno Gamberini

Endereço: Rua Sebastião Paula, 57, Vila Real

 

4ª Pré-conferência:

Tema: Cuidado em liberdade como garantia de direito a cidadania

Data: 22/02

Horário: 18h30

Local: Ginásio Poliesportivo Victor Savala

Endereço: Rua Agnaldo Gomes Camargo, 500, Jardim Nossa Senhora de Fátima

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura inicia instalação das bases dos postes que acoplarão novas câmeras de monitoramento em Hortolândia

Publicado

em

Primeira etapa de trabalho  contempla 12 pontos monitorados 

Avançam os trabalhos da Prefeitura de Hortolândia para a instalação das novas câmeras de monitoramento. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, agora, as equipes já trabalham na colocação das bases que sustentarão os postes colocados para acoplar as câmeras. Além da base dos postes, a Administração Municipal trabalha na finalização da instalação do cabeamento necessário para fornecer a energia que ligará os dispositivos.

“Nesta primeira etapa de trabalho, acontece a instalação de 12 bases para os postes serem colocados e  aproximadamente 19 mil metros de cabos também são instalados para o correto funcionamento desta ‘muralha digital’ de segurança viária e  pública, com informações integradas, que Hortolândia contará quando o serviço for concluído”, explica o diretor de operações da Secretaria de Mobilidade Urbana, José Eduardo Vasconcellos.

INFORMAÇÕES INTERLIGADAS

As imagens disponibilizadas pelas futuras câmeras estarão diretamente interligadas à nova Central de Monitoramento do Trânsito que funcionará no Remanso Campineiro. A Administração Municipal realiza ajustes na parte elétrica e fiação do prédio, além de serviços na fachada. Com o início da operação, previsto para este semestre, os agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana monitorarão diversos pontos da cidade, 24 horas por dia, todos os dias da semana, para auxiliar as forças de segurança do município contra infrações de trânsito e crimes.

Além das câmeras de monitoramento, a Central integrará informações de radares fixos e de avanço semafórico e lombadas eletrônicas. A futura Central contará com 12 telas, oito no sistema vídeo wall (série de monitores conectados fisicamente em arranjo, de modo a formar uma grande tela) e 18 estações de trabalho. O espaço fica localizado na rua Francisco Guimarães de Oliveira, 130, no Remanso Campineiro. 

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, a médio prazo, o objetivo é trazer novos serviços para a Central, integrando o controle dos semáforos, transporte escolar, iluminação pública e câmeras de segurança. Um dos pontos mais interessantes sobre a Central é a cerca eletrônica, que permite identificar veículos roubados e acionar a Polícia Militar assim que eles são localizados. Entre os equipamentos integrados à Central estarão 10 pontos de câmera móvel, dois com câmeras 360° para fiscalizar tudo o que acontece em volta 24h por dia e 68 faixas de rolamento para equipamentos de fiscalização eletrônica. Toda a rede interligada garantirá mais segurança e possibilitará uma resposta mais efetiva dos agentes da Administração Municipal.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Aparelho de tomógrafo chega a Hortolândia

Publicado

em

Por

O prefeito de Hortolândia, Zezé Gomes, recebeu nesta sexta-feira (28), o aparelho de Tomógrafo do Hospital Municipal Mário Covas.

“A partir de agora, temos um aparelho altamente sofisticado para atender as necessidades da nossa população. Um sonho do amigo Perugini e que se torna realidade. Em breve o aparelho estará em operação em nossa rede municipal. ” Comentou Zezé.

A CPFL ainda precisa fazer a adequação da rede elétrica que atenderá o aparelho. Em entrevista ao Portal, Zezé frizou que vem cobrando a distribuidora de energia pra agilizar as adequações.

Tomógrafo é o aparelho utilizado no exame de tomografia computadorizada, um procedimento não invasivo de diagnóstico por imagem que combina o uso de raio-x com computadores especialmente adaptados. É utilizado para criar imagens detalhadas dos mais variados tecidos do corpo humano. Sua estrutura habitual é formada por: Gantry, tubos de raio x, detectores, mesa de exame, mesa de comando e bomba injetora.

Continue Lendo

Populares