Nossa Cidade

Moção de Pesar pelo falecimento de Osmar Belufe

Osmar Belufe

No dia 28 de abril de 2024, a cidade de Hortolândia perdeu um de seus cidadãos mais ilustres, Osmar Belufe, uma figura querida e respeitada por todos. Durante a sessão desta segunda-feira (29 de abril) foi aprovada uma Moção de Pesar pelo falecimento do hortolandense, elaborada pelo presidente da Câmara, Edivaldo Sousa Araújo e aprovada por todos os presentes.

Nascido em Birigui, no Estado de São Paulo, a vida de Osmar foi marcada por desafios desde cedo. Aos cinco anos, enfrentou a perda de sua mãe e foi criado com amor e dedicação por seus tios, Tereza Belufe e Florindo Ricardo Belufe.

Com condições não muito favoráveis, Osmar iniciou sua jornada de trabalho aos dez anos de idade e desde então nunca mais parou. Mesmo com pouca educação formal, sua sede por conhecimento e sua humildade o levaram a desempenhar uma série de profissões, desde ajudante de padeiro até comerciante, deixando sua marca em cada uma delas.

Casado com Júlia Moreno Belufe há 59 anos, Osmar construiu uma família sólida, tendo três filhos: Roberto Carlos Belufe Moreno, Regina Célia Moreno Belufe e Renata Cristina Belufe Moreno Lippaus, que é ex-vereadora e ex-vice-prefeita de Hortolândia. Preocupado com a educação de seus filhos, Osmar mudou-se para Sumaré em 1977, buscando melhores oportunidades de estudo e trabalho para sua família.

Em Hortolândia, Osmar se destacou por seu espírito comunitário e sua incansável busca por melhorias para a cidade. Em 1988, ingressou na política, sendo convidado a concorrer ao cargo de vereador pelo PTB. Sua dedicação e trabalho árduo renderam-lhe o posto de primeiro suplente, sendo posteriormente nomeado Administrador Geral da Cidade de Sumaré.

Em 1990, Osmar assumiu a cadeira de vereador e, em seguida, a Administração Regional de Hortolândia, onde deixou um legado de realizações. Sua atuação incansável resultou na implementação de importantes melhorias, como a criação da Estação de Filtro Lento de Água no Horto Florestal e a implantação de creches em diversos bairros.

Além disso, Osmar foi fundamental para a vinda do CAIC Escola de Ensino Fundamental, a construção do Campo de Futebol do Boa Vista e a instalação da primeira linha de ônibus circular para transportar crianças do bairro Parque Orestes Ôngaro para escolas vizinhas.

Apesar de não ter sido eleito na primeira eleição municipal após a emancipação de Hortolândia em 1991, Osmar continuou contribuindo para o desenvolvimento da cidade que tanto amava.

O legado deixado por Osmar Belufe é imensurável. Sua dedicação incansável, seu amor pela comunidade e sua humildade serão lembrados para sempre. Que sua memória continue a inspirar os habitantes de Hortolândia a trabalharem pelo bem-estar de todos, assim como ele fez ao longo de sua vida.

Neste momento de pesar, prestamos nossas condolências à família Belufe e expressamos nossa gratidão por tudo que Osmar fez por nossa cidade. Que ele descanse em paz, deixando um exemplo vivo de amor e dedicação à família e à comunidade.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98