Hortolândia tem 270 famílias de baixíssima renda, inscritas no CadUn (Cadastro Único) do Governo Federal não beneficiadas pelo PBF (Programa Bolsa Família), que têm o direito de solicitar o Vale Gás, programa estadual lançado no último dia 17 deste mês. A informação, do próprio Governo do Estado, foi enviada à Secretaria Municipal de Inclusão e Desenvolvimento Social, nesta quarta-feira (23/06). 

Para auxiliar estas famílias na busca por informações a respeito de sua situação cadastral junto à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, a Prefeitura informa novamente o link de acesso ao programa: http://valegas.sp.gov.br/. Outra possibilidade é consultar o site www.bolsadopovo.sp.gov.br, que abriga o programa Vale Gás. 

Munícipes sem aceso à internet poderão buscar informações a respeito do programa junto ao CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) de referência de seu bairro.

O auxílio, no total de R$ 300,00 por família, será pago em dinheiro a partir de julho até dezembro de 2021, em três parcelas de R$ 100, liberadas a cada dois meses. Segundo a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, têm direito ao auxílio temporário famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, com renda per capita de R$ 178,00, residentes em 82 municípios, dentre eles Hortolândia. O objetivo é ajudá-las a comprar o botijão de gás de cozinha.

“É necessário repensarmos todos os dias as políticas públicas de proteção social diante dos impactos da pandemia e, neste caso, as políticas públicas ocupam um importante papel de transformação social na vida dos que mais precisam. Este programa chega para acendermos mais uma luz no caminho das famílias mais desestabilizadas pelo Coronavírus. Juntos, vamos superar todos os desafios”, afirma o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva.

“Bolsa do Povo”

O “Vale Gás” faz parte do Programa Estadual “Bolsa do Povo”, lançado em maio deste ano. Segundo o site oficial do Governo de São Paulo, a iniciativa tem como objetivo “concentrar a gestão de benefícios, ações e projetos para pessoas em situação de vulnerabilidade social. […] Somente para 2021, estão previstos R$ 1 bilhão em recursos para o Bolsa do Povo. Nele foram incorporados os programas Renda Cidadã, Via Rápida, Bolsa-Trabalho, Ação Jovem, Bolsa Talento Esportivo e o auxílio-moradia emergencial (Aluguel Social). Também está prevista a contratação de mães e pais nas escolas, além da contratação de agentes de apoio na Saúde. O Bolsa do Povo vai pagar benefícios de até R$500 e poderá beneficiar até 500 mil pessoas direta e indiretamente nos 645 municípios”.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Artigo anteriorPrefeitura alarga canteiro central na Av. Thereza Ana para implantação de ciclovia
Próximo artigoConsulta ao site é a forma segura de comprar veículos apreendidos pelo Detran