Nossa Cidade

Jovens de Hortolândia dispensados do Serviço Militar fazem juramento à bandeira

Na cerimônia, realizada nesta sexta-feira (11/10), o prefeito Antonio Meira foi empossado como presidente da Junta Militar de Hortolândia

 Jovens de Hortolândia dispensados do Serviço Militar 2013 fazem juramento à bandeira

Cerca de dois mil jovens de Hortolândia, nascidos em 1995, participaram, na manhã desta sexta-feira (11/10), da cerimônia de juramento à bandeira, que formaliza a dispensa do Serviço Militar Obrigatório. A solenidade foi realizada no ginásio poliesportivo Victor Savala, que integra o complexo do Parque Socioambiental Irmã Dorothy Stang, no Jardim Nossa Senhora de Fátima, e marcou a posse do prefeito Antonio Meira como presidente da Junta Militar 178, a de Hortolândia.

Além de autoridades militares e vereadores, o evento contou com a presença do prefeito, da secretária de Chefia de Gabinete, Sandra Fagundes Freire, e de alguns pais, mães e demais familiares. Segundo o secretário da Junta Militar de Hortolândia, Francisco Lopes dos Santos, 1.970 rapazes eram esperados no evento.

Muito embora todos os alistados no município sejam dispensados de servir, o ato solene do juramento à bandeira “os torna cidadãos em dia com sua obrigação militar”, de acordo com o subtenente Ricardo Barbosa Mena, chefe de Instrução do Tiro de Guerra 02011, de Capivari.

Saudação aos reservistas

O prefeito Antonio Meira agradeceu à instituição da cidade vizinha, que cedeu oito militares integrantes da Guarda à Bandeira para a realização da solenidade e saudou os jovens reservistas. “Gostei de ver o compromisso de todos, a disposição em defender a nossa Pátria com honra e com o sacrifício da própria vida, se necessário. É uma demonstração de patriotismo dos que querem o melhor para o nosso País. Parabéns a todos! Viva esta juventude”, afirmou o prefeito, muito aplaudido.
“Este é um marco definidor e mesmo um divisor de águas na vida destes jovens porque, a partir deste momento, eles conseguem estar liberados para trabalhar. Este momento em si consolida o compromisso que têm com a Pátria”, afirmou a secretária de Chefia de Gabinete, Sandra Fagundes Freire. “Este ano, dentro do programa Viva Mais e Melhor, pudemos oferecer a estes jovens sete palestras sobre cidadania, envolvendo a postura no dia a dia, como conduzimos a nossa vida. Esperamos que esta iniciativa possa contribuir com as escolhas que vão ter durante toda a vida”, acrescentou.

Compromisso com o País

Na fala de orientação, o capitão Marcos Antônio de Oliveira, delegado do Serviço Militar de Limeira, lembrou aos reservistas que a cerimônia não era uma “mera formalidade”. “Esta solenidade marca a passagem de adolescentes para a idade adulta. Em algumas culturas é comum haver rituais que marcam esta passagem. Na nossa, o que marca este momento é o alistamento no serviço militar, mesmo que, para alguns, haja esta dispensa”, ressaltou.

“A partir de hoje, os senhores deixam de ser adolescentes e passam a ser adultos. Até aqui, pais e mães eram responsáveis por suas atitudes, decisões, contatos. A partir de agora, cada um é responsável pelas próprias atitudes e pela própria vida. Por isso, cada decisão tomada vai ter reflexo no futuro dos senhores. É nesta fase que escolhem a profissão, a carreira acadêmica, a companheira para constituir família. Peço que reflitam, pensem em cada atitude e decidam agir com honestidade e ética para que sejam prósperos na profissão que abracem e sejam ricos em valores morais e espirituais, os únicos que realmente contam”, alertou o militar.

O capitão Oliveira destacou ainda o fato de que, embora dispensados, os reservistas de Hortolândia estão sujeitos a convocação em caso de guerra e situações de calamidade, uma vez que fazem parte da reserva estratégica das Forças Armadas.

Peso da responsabilidade

Prestes a fazer 18 anos, Gabriel Antônio Gombrade de Oliveira, estudante do curso de Turismo e Lazer na USP (Universidade de São Paulo), foi um dos que receberam nesta sexta-feira o Certificado de Dispensa de Incorporação. “Fiquei emocionado ao ver o compromisso e a dedicação destes militares que entraram com a bandeira com a Pátria. Mas vou seguir outra carreira”, revelou. “Senti que esta é mesmo uma forma de deixar de ser adolescente para ser adulto. Mesmo dispensado, se o País precisar de mim, estou à disposição para servir com todo empenho, com vontade e não fazer por fazer”, disse o rapaz.

José Carlos Barbosa Jr, de 18 anos, instalador de som, também sentiu que algo mudou a partir de agora. “Tem mais responsabilidade, porque agora eu respondo pelos meus atos”, destacou.

Emoção dos familiares

Muito emocionado, o aposentado Giovanni Abate Jr veio acompanhar o filho Ivan Soares de Araújo Abate, de 18 anos, que quer ser mecânico de aviões. “A família da mãe dele é de militares”, lembrou o pai. “É importante para o jovem este momento. Para que tenha mais dignidade e aprenda a honrar a Pátria, se envolva mais com as coisas do País”, afirmou.

A chefe de cozinha Valéria Cristina Carneiro, trouxe o filho Júnior Gabriel Silva, de um ano, para ver o irmão mais velho, João Paulo Barbosa, de 18 anos, jurar a bandeira. “É importante para ele este dia e a nossa presença aqui. Ele queria servir, mas não pode. Agora está trabalhando há um ano”, comentou.

Ingresso na carreira militar via concurso público

Procurado ao final da solenidade por alguns jovens que, mesmo dispensados, desejam seguir carreira militar, o subtenente Mena avisou que eles têm a possibilidade de ingressar, via concurso público, nas escolas de uma das três Forças Armadas, como a Academia Militar das Agulhas Negras, o IME (Instituto Militar de Engenharia) e o ITA (Instituto Tecnológico da Aeronáutica). No caso do Exército, mais informações podem ser obtidas no site www.exercito.gov.br. Algumas delas têm vagas abertas também para o público feminino, em áreas como magistério, direito, saúde e música.

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia



Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98