20 de maio de 2024
Nossa Cidade

Idosos do Centro da Melhor Idade recebem ajuda para se cadastrar para a vacina contra o Coronavírus

Em Hortolândia, a turma da Melhor Idade conta com uma ajudinha extra da Prefeitura para se cadastrar no site para agendamento da vacina contra o Coronavírus. Quem não tem computador em casa, não sabe usar o equipamento nem o celular, tem recebido apoio da equipe do CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) Remanso Campineiro, órgão da Secretaria de Governo, vinculado ao Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres.

Em geral, o suporte é dado via telefone. Mas, às vezes, o atendimento ocorre presencialmente, mediante agendamento e respeitadas todas as recomendações sanitárias de uso de máscara, álcool em gel e distanciamento social. Segundo os responsáveis pela ação, até o momento, já foram realizadas aproximadamente 720 ligações para os cadastrados na unidade, oferecendo ajuda nesta tarefa de cadastro no site. Os primeiros a receber o chamado foram os participantes acima de 90 anos, depois os que têm entre 75 e 90 e, assim por diante, em ordem decrescente. Nesta sexta-feira (26/02), quem está recebendo ligações são os participantes entre 65 a 69 anos. O programa tem cerca de 1.100 cadastrados, somente na unidade central.

Diariamente, além das ligações efetuadas, a equipe também recebe telefonemas e mensagens no aplicativo WhatsApp de idosos atendidos no CCMI que não sabem como fazer o cadastro nem acompanhar o agendamento pelo site. Aproximadamente 200 participantes já fizeram isso, até agora.

Segundo a coordenadora Fernanda Fadiga, a ajuda busca atender três objetivos: 1) Orientar algum familiar sobre como fazer o cadastro e como acompanhar o agendamento; 2) Realizar e acompanhar o cadastro para o idoso que relata não conseguir fazer sozinho; 3) Orientar o idoso sobre como acompanhar no site quando será o agendamento para a faixa etária dele ser vacinada.

“A ideia surgiu porque conhecemos a realidade dos idosos e sabemos que a grande maioria tem dificuldades em acessar a internet, seja por falta de conhecimentos ou até mesmo por não ter aparelhos para isso. Desde o início, nosso objetivo foi ajudar, orientar e facilitar o acesso a este cadastro para a vacina. Acreditamos que a família tem um papel fundamental nesse processo. Se cada família se responsabilizar pelo seu idoso, esse processo será bem mais tranquilo e se desenvolverá com mais agilidade”, afirma Fernanda, ressaltando que o retorno gradual e seguro às atividades presenciais no espaço dependerá da imunização dos idosos.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98