Connect with us

Nossa Cidade

Hortolândia vacina mais de 95% das crianças contra Pólio e Sarampo

Publicado

em

 

A Campanha Nacional de Vacinação contra Poliomielite (Paralisia Infantil) e Sarampo terminou, na sexta-feira (14/09). Em Hortolândia, a Prefeitura atingiu a meta do Ministério da Saúde, que previa a imunização de, pelo menos, 95% das crianças com idade entre um e quatro anos. A cobertura para Pólio ficou em 96,16% da cidade, com 10.789 doses aplicadas. Para Sarampo, a cobertura vacinal foi de 95,85%, com 10.754 doses aplicadas. A partir de agora, as vacinas estarão disponíveis para imunização das crianças de acordo com as regras do Calendário Básico de Vacinação.

Conforme explica o diretor de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde, Antônio Roberto Stivalli, a vacina contra Sarampo também está disponível para adultos. “A pessoa adulta de até 29 anos precisa ter duas doses contra Sarampo anotadas na carteira de vacinação. Já a pessoa com idade entre 29 e 59 anos, precisa ter uma dose. Quem tiver menos do que isso, deve ir até qualquer unidade de saúde e se vacinar para ficar protegido”, disse o diretor. Já no caso das crianças, a vacina contra sarampo é oferecida no “pacote” de proteção da tríplice viral (Sarampo, Caxumba, Rubéola), com 12 meses, e na tetra viral (Sarampo, Caxumba, Rubéola, Catapora), com 15 meses.

Para a vacina contra Pólio, a campanha utilizou a dose em gotinha. Na rotina, a vacina é a injetável: a imunização começa aos 2 meses de idade, e se repete com 4 e 6 meses. A criança recebe um reforço com 15 meses e aos 4 anos, desta vez, com a gotinha.

“Agradeço a participação de todos os servidores da saúde, que estiveram empenhados nesta Campanha. Agora, é importante que a população fique sempre atenta sobre as datas previstas no Calendário Básico de Vacinação para que nenhuma imunização seja esquecida”, destacou a secretária de Saúde, Odete Carmem Gialdi.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Programa “Agenda Verde” continua com trabalho de orientação ambiental com moradores

Publicado

em

Nesta semana, agentes da Prefeitura percorreram as regiões do Jardim Nova Hortolândia e Parque do Horto

Manter a cidade limpa é uma tarefa que requer a participação dos moradores. Então, que tal você ser aliado do município no combate contra o descarte irregular de resíduos? Para incentivar a população a se unir ao poder público nessa luta, a Prefeitura de Hortolândia continua a percorrer a cidade com o programa “Agenda Verde”. Nesta semana, a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável realiza ação casa a casa nas regiões do Jardim Nova Hortolândia e Parque do Horto. 

Os agentes de Fiscalização Ambiental e do Núcleo de Educação Ambiental conversam e informam os moradores sobre a retomada do programa. As equipes também dão orientações sobre como fazer o descarte correto de resíduos nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) da Prefeitura e distribuem material explicativo sobre outros temas ambientais, como queimada e ligação correta de esgoto.

Durante a ação no Jardim Nova Hortolândia, o coordenador do Núcleo de Educação Ambiental, Ricardo Zanoni, salienta que foi constatado descarte irregular de resíduos em um terreno localizado na esquina das ruas Odete Vieira Santos e Treze A. 

“Alguns moradores nos informaram que o proprietário sempre limpa o terreno. Mas, infelizmente, as pessoas insistem em fazer o descarte irregular no local. Apesar disso, os moradores elogiaram o trabalho da Prefeitura. Eles destacaram que a Administração Municipal faz a parte dela na limpeza da cidade e criticaram a falta de educação de outros moradores da região que fazem o descarte irregular ali no local”, salienta Zanoni.  

Na ação, os agentes também têm reforçado com a população a importância de manter os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, e o aplicativo Agenda Verde. 

Aplicativo 

A retomada do programa conta com uma ferramenta de comunicação disponível para os moradores. É o aplicativo Agenda Verde. Por meio da ferramenta, as pessoas podem fazer denúncias de descarte irregular de resíduos na cidade. O Aplicativo pode ser baixado nas plataformas Google Play ou App Store do celular da pessoa. A identidade do denunciante é mantida em sigilo.

Agenda Verde

O programa “Agenda Verde” foi instituído em 2017, na gestão do falecido prefeito Angelo Perugini. Nessa primeira fase, o programa executou ações de enfrentamento às demandas ambientais, com ênfase nas questões da destinação correta dos resíduos, limpeza e zeladoria da cidade. 

Crime ambiental

O descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas é crime ambiental, sujeito à multa. O valor da multa varia de 25 a 10.000 UFMHs (Unidade Fiscal Municipal de Hortolândia, que neste ano é de R$ 4,0941), de acordo com a lei municipal Nº 873, de 2001 (Código de Posturas). Já o valor da multa para descarte irregular em terreno particular também varia de 25 a 10.000 UFMHs.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia imuniza mais de 67.000 pessoas contra gripe

Publicado

em

Com a queda brusca na temperatura registrada nesta semana, é bom tomar cuidado com a saúde e se imunizar contra a Influenza. A Prefeitura de Hortolândia mantém a campanha de vacinação contra a doença. De acordo com dados da Secretaria de Saúde, o município já imunizou 67.901 pessoas (vide cobertura vacinal abaixo)

Para ser vacinado, é necessário apresentar algum documento com foto. A campanha vai ser realizada enquanto houver disponibilidade do imunizante no município. A orientação da Secretaria de Saúde é que a população deve tomar a vacina uma vez por ano.

A Prefeitura reforça ainda que é obrigatório o uso de máscara, inclusive de pessoas acompanhantes, dentro das unidades de saúde, durante a vacinação. 

A Secretaria de Saúde reforça que a vacinação das crianças e de outros públicos, como idosos e gestantes, continua baixa. Por isso, a orientação é para que as famílias e/ou os responsáveis levem as crianças para receberem a vacina contra a gripe, uma vez que o público infantil é mais suscetível a contrair a doença, em especial nesta época do inverno. Também continuam a ser vacinados os públicos-alvos da campanha deste ano.

A Secretaria de Saúde também reforça a orientação que crianças com até 11 anos que, porventura, tenham sido imunizadas contra a COVID-19, somente poderão receber a vacina contra a gripe após cumprir o intervalo de 15 dias.

Cobertura Vacinal contra a Influenza
GRUPODOSES APLICADAS%
Caminhoneiros160
Trabalhadores do transporte coletivo409
Trabalhadores portuários3
Forças Armadas12
Forças de segurança e salvamento146
Funcionários do sistema prisional404
População privada de liberdade5.59691%
Profissionais de Educação1.39866%
Pessoas com comorbidades7.65149%
Pessoas com deficiência560,9%
Crianças8.48452%
Gestantes1.23658%
Puérperas19054%
Idosos19.25269%
Profissionais de saúde3.61153%
Outros grupos sem comorbidade (vacinação feita somente em clínicas particulares)19.293
Total67.90162%

*Obs.: A cobertura vacinal é calculada com base nos dados de 2021 das populações estimadas dos públicos-alvos

Continue Lendo

Nossa Cidade

Caixa d´água de 15 metros de altura vai virar obra de arte em Hortolândia

Publicado

em

Graffiti

A partir de segunda-feira (15-08), os artistas Kranium e Cabelin começam a desenhar no reservatório localizado dentro da Unidade Cultural Arlindo Zadi, no Jardim Amanda; atividade faz parte do 5º Jacuba Festival de Graffiti

O reservatório de água da Unidade Cultural Arlindo Zadi localizado no Jardim Amanda, em Hortolândia, será transformado em obra de arte pelas mãos dos artistas urbanos Kranium e Cabelin. A pintura da estrutura, que começa na próxima segunda-feira (15) e vai até quarta (17), faz parte das atividades de pré-evento do 5º Jacuba Festival de Graffiti, que será realizado nos dias 20 e 21 de agosto pela Secretaria de Cultura da Prefeitura, com coordenação dos artistas. A caixa d´água, em formato de taça,  tem cerca de 15 metros de altura e um total de, aproximadamente, 25 metros quadrados para receber a arte com tinta spray.

Kranium e Cabelin costumam utilizar temas relacionados ao cotidiano e à natureza em seus trabalhos. E são esses elementos que estarão presentes na pintura do reservatório. Cores vivas, formas geométricas e traços vetorizados marcam os trabalhos de Leandro Ferreira dos Santos, o Kranium, que há mais de 20 anos se dedica à arte do graffiti. A inspiração do artista, migrante do Paraná, que mora há mais de 30 anos em Hortolândia, vem da natureza, lembranças da vida no campo durante a infância e do cotidiano urbano.

Já Hélio Domingues da Luz, o Cabelin, imprime em suas criações ilustrações mais figurativas que narrativas. A obra do artista é marcada pelo gesto de sempre pintar o personagem de uma raposa como se o animal estivesse correndo pela cidade, conforme observou uma fã. “A partir da fala dessa pessoa veio o insight de priorizar a raposa em meus trabalhos e fazer esse personagem circular mais pela cidade. É uma metáfora ao próprio graffiti que circula pela cidade selvagem e solto”, explica Cabelin, que nasceu em Curitiba e mora em Hortolândia desde 2004.

Para colorir e dar vida ao reservatório serão necessários pelo menos 50 latas de spray e 20 litros de tinta látex. Os artistas pretendem concluir a obra de arte em três dias intensos de trabalho. Com o suporte de um andaime, Kranium e Cabelin estarão seguros para soltar a criatividade e garantir que os seus desenhos em graffiti possam ser vistos e apreciados por quem passa pela rua.

Experiente em fazer arte nas alturas, Kranium já chegou a desenhar a 25 metros do chão, seu maior desafio. A experiência foi em Hortolândia mesmo, no reservatório de água da Sabesp (Companhia de Saneamento do Estado de São Paulo), localizado no Parque do Horto, que pode ser visto por quem passa pela Avenida São Francisco de Assis, uma das principais saídas da cidade.

“Queremos ressignificar espaços e transformá-los em galerias de arte a céu aberto e em pontos turísticos, valorizando a cidade e promovendo o contato da população com novas linguagens artísticas e, assim, fomentar a arte do graffiti”, afirma Kranium.

DIVERSIDADE CULTURAL

O 5º Jacuba Festival de Graffiti trará para Hortolândia cinco artistas urbanos de diferentes estados: Chermie (Amazonas), Korea (Sergipe), Veio Art (Recife), LudBird (Tocantis) e Ramon Phanton (Goiás). Também participarão do festival  três artistas da região – Q.Pirigo (Monte Mor), Lua e Gui Nature (Hortolândia). Juntos, por meio da arte coletiva, os artistas  produzirão um mural de cerca de 50 metros quadrados na Unidade Cultural Arlindo Zadi, localizado na Rua Graciliano Ramos, nº 280, Jd. Amanda.

O festival será nos dias 20 e 21 de agosto, das 09h às 17h. A classificação é livre, permitida para todas as idades, com entrada gratuita. Nos dois dias do festival, sábado e domingo, haverá food trucks, animação com DJ e feira de exposição dos trabalhos dos artistas para comercialização.

“O Jacuba Festival de Graffiti tem como objetivo se tornar referência nacional, proporcionando trocas, experiências e vivências com artistas de outros estados para que a nossa cidade tenha mais acesso a diferentes estilos da arte e cultura”, afirma Kranium.

Somadas as quatro primeiras edições, o Jacuba Festival de Graffiti apresenta como resultado a transformação em obra de arte de quatro muros de Hortolândia, o equivalente a mais de 1 mil m² de grafitagem realizados pelas mãos de 24 artistas, de vários estados do País.  Com  a realização do Jacuba Festival de Graffiti, Hortolândia passa a figurar entre os grandes principais festivais realizados Brasil afora.

SOBRE OS ARTISTAS

CABELIN

Formado no Curso de Artes Visuais da PUC-Campinas, o artista Hélio Domingues da Luz, conhecido como Cabelin, iniciou seus trabalhos de graffiti em 1998, mas, somente em 2004 que se firmou na arte. Natural de Curitiba (PR), foi em Hortolândia, cidade onde mora, que descobriu a arte do graffiti e toda sua vertente cultural. Imprime em seus trabalhos ilustrações mais figurativas que narrativas. A obra é marcada pelo gesto de sempre pintar o personagem de uma raposa como se o animal estivesse correndo pela cidade, conforme observou uma fã. Atualmente, Cabelin é professor de artes na rede municipal de Campinas. Tem trabalhos assinados em várias cidades da região e em algumas das principais capitais do País.

KRANIUM

Já faz mais de 20 anos que a arte do graffiti faz parte da vida de Leandro Ferreira dos Santos, mais conhecido como Kranium, que é como o artista se apresenta e assina seus trabalhos marcados por cores vivas,formas geométricas e traços vetorizados. Kranium nasceu na cidade de Francisco Alves (PR). Há mais de 30 anos, mora em Hortolândia (SP). É formado em Artes Visuais, mas conta que foi como autodidata que boa parte de sua carreira como artista urbano se desenvolveu.Kranium também é arte-educador, produtor cultural, palestrante e empreendedor. Ele enxerga na formação de novos talentos uma importante ferramenta de transformação social. O artista é referência na arte do graffiti na região e no Brasil.

Continue Lendo

Populares