Connect with us

Nossa Cidade

Hortolândia inicia nesta semana ação casa a casa contra Aedes aegypti em condomínios

Publicado

em

Prefeitura também realiza busca e eliminação de criadouros do mosquito nas regiões do Jardim Carmen Cristina e Jardim Minda

Moradores de condomínios também devem manter os cuidados para evitar a reprodução do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Chikungunya e Zika. A Prefeitura de Hortolândia inicia a ação casa a casa em condomínios. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância de Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, estará no condomínio Green Park. Outras duas equipes também realizarão a ação nos bairros Jardim Carmen Cristina e Jardim Minda. O trabalho é feito em regiões onde houve notificações de casos positivos de Dengue.

Na ação casa a casa, os agentes visitam os imóveis para fazer busca ativa e eliminação de possíveis criadouros do Aedes aegypti. O objetivo é eliminar o mosquito ainda na fase de larva. Caso sejam encontradas larvas, algumas delas são recolhidas para identificação em laboratório. De acordo com a UVZ, 80% dos focos de criadouros do inseto estão nas casas das pessoas.

Mesmo com o início do inverno, nesta terça-feira (21/06), o veterinário do órgão, Evandro Alves Cardoso, ressalta a importância dos moradores de condomínios manterem as ações de combate ao Aedes aegypti. 

Publicidade

O veterinário alerta os moradores para redobrarem a atenção com piscinas, inclusive as infláveis ou desmontáveis, para não deixá-las com água e mantê-las tampadas com algum tipo de lona. “Caso o morador mantenha a piscina com água, a mesma deve estar limpa e tratada e deixá-la tampada. É importante manter a piscina tampada mesmo sem água para evitar que o acúmulo da água de chuva”, ressalta Cardoso. O especialista reforça que a fêmea do Aedes aegypti deposita em água parada os ovos que darão origem a mais mosquitos.

Outro recipiente que os moradores devem ter cuidado é o bebedouro para animais domésticos. O veterinário recomenda que seja feita diariamente a troca da água desse tipo de recipiente.

O veterinário ainda salienta que moradores em imóveis com laje exposta sem teto também devem verificar se, após a chuva, houve acúmulo de água na laje e façam a retirada da mesma.

Além disso, o veterinário salienta para que os moradores em condomínios façam regularmente a limpeza de quintais, jardins e áreas externas de seus imóveis. Nesses locais é importante ainda verificar e recolher materiais, recipientes plásticos, baldes, garrafas PET, entre outros objetos que possam acumular água parada.

Publicidade

Outras medidas importantes são colocar telas em ralos e mantê-los limpos, e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda para evitar o acúmulo de água parada.

Imóveis em construção ou em obras

O veterinário ainda alerta que moradores e proprietários de imóveis e/ou terrenos em condomínios que estejam em obras ou em construção também devem manter a limpeza nesses locais e evitar o acúmulo de materiais e recipientes que possam acumular água parada para evitar a proliferação do Aedes aegypti.

A UVZ reforça a solicitação para que os moradores permitam a entrada dos agentes em suas residências. A ação é importante para evitar o ciclo de reprodução do mosquito. O órgão reforça ainda que os agentes estão identificados com crachá e uniforme. 

Publicidade

A Prefeitura orienta a população para ficar atenta contra golpes. Nas visitas, os agentes não solicitam nenhum dado bancário ou informação pessoal dos moradores. Eles entram nas casas somente para realizar a busca ativa. Em caso de dúvidas e para saber em quais regiões serão realizadas as ações, os moradores podem entrar em contato com a UVZ pelos telefones (19) 3897-3312 ou (19) 3897-5974.

A população pode ainda ajudar no combate ao Aedes aegypti ao fazer o descarte correto de resíduos e recicláveis nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) da Prefeitura localizados em diferentes regiões da cidade. Atualmente, Hortolândia conta com 13 PEVs.

Sintomas

Caso o morador apresentar algum dos sintomas de Dengue, Chikungunya ou Zika, a Prefeitura orienta para que ele procure a UBS (Unidade Básica de Saúde) mais próxima de onde mora para receber atendimento adequado, possibilitando que a Secretaria de Saúde faça a notificação correta do caso.

Publicidade

A Vigilância Epidemiológica, órgão também da Secretaria de Saúde, salienta que os sintomas de Dengue, Chikungunya e Zika são parecidos. Dentre os principais sintomas da Dengue estão dores no corpo, de cabeça e na parte atrás dos olhos, febre, manchas e/ou pontos vermelhos no corpo, náusea e vômito. Já o sintoma principal de Chikungunya são dores nas articulações que persistem durante dias. Os sintomas da Zika são febre, mas não tão elevada, vermelhidão no corpo e nos olhos (neste último sem formação de pus).

De acordo com dados da Vigilância Epidemiológica, o município registra 2.085 casos notificados de Dengue, dos quais 664 positivos. Já de Chikungunya, o município tem 4 casos notificados, sendo um positivo. Neste ano, o município ainda não registra nenhuma notificação de Zika e nenhum óbito das três doenças.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Publicidade

Nossa Cidade

Rua da ETEC-Hortolândia ganha pavimento novo

Publicado

em

Prefeitura espera concluir serviço em cinco vias do Jardim Santana até sábado (02/07)

A Rua Capitão Lourival Mey, no Jardim Santana, conhecida por ser “a rua da ETEC-Hortolândia (Escola Técnica Estadual/Centro Paula Souza)”, está de pavimento novo. Após remoção da cobertura anterior e fresagem, equipes contratadas pela Prefeitura colocaram, nesta quinta-feira (30/06), a massa asfáltica. O trecho beneficiado vai desde o cruzamento com a Av. Olívio Franceschini até a Luiz Camilo de Camargo. Com isso, a Administração Municipal reforça a segurança viária de quem circula por importantes vias de Hortolândia.

Segundo a Secretaria de Obras, esta é uma das cinco vias que está sendo pavimentada pela Prefeitura no Jardim Santana. O trabalho na região começou no final de semana passado e tem previsão de término para este sábado (02/07). As outras vias atendidas são: Amélia de Camargo Blumer (da Av. Olívio Franceschini até a Euclides Pires de Assis), Wilson Vasco Mazin (da R. Amélia Blumer até a R. Capitão Lourival Mey), Carlos Roberto de Melo (da R. Cap. Lourival Mey até a R. 11) e Rua J (da Mário Léssio até a Av. Olívio Franceschini).

No início deste mês, aconteceram ações de pavimentação asfáltica tanto na Vila Real, em vias no entorno da Av. Thereza Ana, como a Rua Ernesto Bergamasco, quanto no Jd. Santa Rita. Neste último, foi refeito o pavimento de todo o trecho que vai da Rua Paulina Rosa até a Casemiro de Abreu, no entorno da Ponte da Esperança (Estaiada), na área que dá acesso ao Corredor Metropolitano. Além desta, houve pavimentação ainda na própria Av. Thereza Ana Cecon Breda, em trecho na Vila São Pedro, na saída para Sumaré, e na Rua Dr. Leandro Luiz Camargo dos Santos, em frente a agência dos Correios da Praça da Neusa, na Vila São Francisco. 

Publicidade

Desde o final de maio, a Prefeitura vem atuando em 17 frentes, em bairros como Remanso Campineiro, Parque Gabriel e Jardim Santana; Jardim das Colinas, Vila Real e Vila São Pedro; além do Jardim Santa Clara do Lago. Nos próximos meses, o serviço estará concluído, beneficiando toda a cidade.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Limite de velocidade para o tráfego é reduzido em trecho do Corredor Metropolitano, no Jardim Novo Ângulo

Publicado

em

Medida tem o objetivo de evitar acidentes de trânsito na região

Motoristas que trafegam pelo Corredor Metropolitano na avenida Antônio da Costa Santos devem ficar atentos à redução do limite de velocidade para o tráfego de 60 km/h para 50 km/h no trecho da via desde o cruzamento com a avenida Osvaldo de Souza (Posto Ipiranga) até a Estrada Municipal Sabina Baptista de Camargo (Presídio), na região do Jardim Novo  Ângulo. A medida contempla os dois sentidos da avenida e já está em vigor. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, o novo limite de velocidade permitida para o tráfego evita acidentes de trânsito.

“O trecho possui radares controladores de velocidade e, mesmo assim, é comum observarmos motoristas trafegando acima do limite de velocidade permitida na via, colocando a própria vida e a vida de terceiros em risco. Pedimos a colaboração da população para respeitar a nova medida adotada pela Prefeitura por mais segurança viária neste trecho do Corredor Metropolitano. A contribuição de todos é necessária para construirmos um trânsito cada vez mais seguro e sem mortes na cidade”, explica o diretor de operações da Secretaria de Mobilidade Urbana, José Eduardo Vasconcellos.

Melhoria dos dados de segurança viária em Hortolândia

Publicidade

As políticas públicas implementadas na cidade reduziram em aproximadamente 70% o número de acidentes de trânsito entre os anos de 2017 e 2021, e a redução de 79% dos acidentes com vítimas fatais nas vias municipais. “Além da redução de 1.265 para 404 acidentes no período que compreende entre estes anos, vale ressaltar que, paralelo ao trabalho para redução de acidentes, Hortolândia desenvolve a malha cicloviária, investe na melhoria do transporte público, nas ações educativas com a população e em diversos temas que abrangem o desenvolvimento da mobilidade urbana”, explica o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.

Segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, entre os anos de 2017,  criação da secretaria até 2021, nas vias municipais houve a redução em 70% dos acidentes registrados na cidade. Neste mesmo período, o número de vítimas causadas por colisões no trânsito em ruas e avenidas dentro dos limites do município foi reduzido em 79%. Com isso, a cidade cumpriu a meta estipulada pela ONU (Organizações das Nações Unidas) na “Década de Ação pela Segurança no Trânsito”, regulamentada pela instituição  apontando que até 2030, governos de todo o planeta devem tomar novas medidas para prevenir os acidentes com vítimas.

Conjunto de ações para desenvolvimento da segurança viária

Para salvar vidas no trânsito, são desenvolvidas ações, que vão desde atividades educativas com motoristas e pedestres, reforço na sinalização, até a implantação de semáforos e radares controladores de velocidade, principal medida adotada pela Administração Municipal para a redução de mortes no trânsito. Os dispositivos começaram a funcionar em janeiro de 2019. Além disso, a cidade recebe, periodicamente, um mutirão de Tapa-Buraco em todas as regiões. Outra medida importante é a instalação dos painéis eletrônicos informativos nos portais de entrada e saída da cidade e investimentos na malha cicloviária, que, neste ano chegará a 50 quilômetros de um total de 100 quilômetros que serão implantados.

Publicidade

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura irá iniciar inscrições para a disputa de mais três categorias do futebol amador da cidade

Publicado

em

Equipes Máster, Infantil e Mirim podem demonstrar interesse na disputa à partir de sexta-feira (01/07)

As equipes interessadas na disputa das categorias Máster (jogadores à partir dos 40 anos de idade), Infantil (14 e 15 anos) e Mirim (12 e 13 anos) do Campeonato de Futebol Amador de Hortolândia podem entrar em contato, à partir desta sexta-feira (01/07) até o dia 15 de julho, por meio do telefone (19) 992929241, para apresentar o interesse em inscrever os times na competição. De acordo com a Secretaria de Esportes, as inscrições devem ser iniciadas na segunda-feira (18/07) e os campeonatos com previsão de início no sábado (06/08).  Na categoria Super Máster, para jogadores com 45 anos de idade ou mais, as inscrições serão encerradas no domingo (03/07), e a competição tem início previsto para o dia 23 de julho, podendo ter alterações na data do começo do campeonato.

O calendário do futebol em Hortolândia está “recheado” com torneios até o final deste ano. No momento, acontecem as disputas da primeira e segunda divisões  do Campeonato Amador. Além das categoria Super Máster, Máster, Infantil e Mirim com competições em agosto, no mês de outubro, a previsão é do início das competições nas categorias Veterano (jogadores à partir dos 35 anos de idade) e da terceira divisão do Campeonato Amador. Para fechar o calendário do futebol 2022 em Hortolândia, em novembro, devem acontecer as disputas das categorias Juniores (19 e 20 anos) e Juvenil (16 e 18 anos).

 

Publicidade

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Populares