Hortolândia celebrou, nesta segunda-feira (17/05), o “Dia das Pessoas Centenárias”. A data foi criada por meio da lei municipal 3.468, de oito de março de 2018, durante o terceiro mandato do então prefeito Angelo Perugini, que faleceu em abril em razão da COVID-19.

Segundo o Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para as Mulheres da Secretaria de Governo, atualmente o município abriga cinco moradores com 100 anos ou mais.

Para homenageá-los, mesmo em tempos de pandemia, a Prefeitura trocou o evento anual com a presença dos centenários, familiares e agentes públicos, por uma celebração mais adequada aos tempos atuais, em que respeitar o isolamento social significa também cuidado e respeito para com o próximo.

A pedido do Setor de Políticas Públicas para o Idoso, a Administração Municipal publicou um vídeo comemorativo, contando um pouco da trajetória de três destes centenários: a mineira Isabel L. dos Santos, 103 anos, cinco filhos, moradora da cidade há 20 anos; o pernambucano Cassimiro J. da Silva, 102 anos, cinco filhos, que chegou ao município bem na época de sua emancipação política, há exatos 30 anos; e o suíço Guilherme Geminder, também com 102 anos, que chegou à região em 1973 e se orgulha de ter visto o município crescer. “Aqui era bem diferente. Quando eu vim para cá, isso aqui pertencia a Sumaré. Eu vi Hortolândia crescer, depois que se tornou independente, um município também. Aqui no bairro São Sebastião, não existia nada”.