Connect with us

Esportes

EMS e Prefeitura entregam quadra de tênis para a população de Hortolândia

Publicado

em

Uma parceria entre a Prefeitura de Hortolândia e a empresa farmacêutica EMS inaugurou na manhã desta quinta-feira(22) a primeira quadra pública de tênis de Hortolândia.

O espaço fica localizado entre as ruas México e Bolívia, na divisa do Jardim Santa Clara do Lago com o Residencial Maria de Lourdes e vai permitir prática gratuita da modalidade, além de ser utilizado pelo projeto “Tênis para Todos”, realizado no município desde 2017 com o patrocínio da empresa.

A quadra será a primeira quadra de tênis com medidas oficiais da cidade e de acordo com a empresa EMS a segunda quadra será construída pela EMS no Jardim Nova Hortolândia.

Estiveram no evento de inauguração o Secretario de Esporte Marcos Antonio Panício, o Secretário de Governo Carlos Augusto César (Cafú) entre outros representantes da Prefeitura e Carlos Sanchez presidente da empresa EMS.

Apoio a ações sociais – A EMS mantém um histórico de incentivo a programas sociais pela sua comunidade, pelo Brasil e também pelo mundo, atuando com diversos públicos, sempre com transparência, respeitando a sociedade e colaborando para a melhoria das condições sociais, culturais, esportivas e ambientais em suas parcerias, ampliando o acesso a experiências e projetos que promovam bem-estar, saúde e qualidade de vida.

Em Hortolândia, onde está instalado o seu complexo industrial, a empresa mantém, por exemplo, a EMEI (Escola Municipal de Educação Infantil) Emiliano Sanchez, em parceria com a Prefeitura local, que oferece educação de qualidade em período integral para 210 crianças de quatro meses a cinco anos de idade, incluindo filhos de colaboradoras e crianças da comunidade. Também na cidade, a EMS realiza o projeto “JR’s Tênis para Todos”, que oferece aulas gratuitas de tênis a crianças e adolescentes regularmente matriculados em escolas públicas da cidade. No Nordeste, a EMS é parceira desde 2006 do Instituto Qualidade no Ensino (IQE), que beneficia diretamente milhares de estudantes de Recife por meio da capacitação de professores em Português e Matemática. Já o apoio ao Projeto Guri, um programa de iniciação musical gratuita para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos, é mantido desde 2015. Ainda, a EMS firmou parceria, em 2017, com a Organização Mundial da Saúde (OMS) para a erradicação da bouba no planeta.

Sobre a EMS

Cuidar das pessoas: essa é a missão da EMS, o maior laboratório farmacêutico no Brasil, líder de mercado há 14 anos consecutivos, pertencente ao Grupo NC. Com mais de 55 anos de história e mais de cinco mil colaboradores, atua nos segmentos de prescrição médica, genéricos, medicamentos de marca, OTC e hospitalar, fabricando produtos para praticamente todas as áreas da Medicina. Tem presença no mercado norte-americano com a Brace Pharma, empresa com foco em inovação radical, e com a sua controlada Vero Biotech, localizada em Atlanta, Geórgia (EUA), por meio da qual a EMS obteve em 2019 a aprovação de seu primeiro produto revolucionário submetido à FDA (EUA), posicionando o laboratório como uma empresa de inovação no mercado global.

A EMS também investe consistentemente em inovação incremental, em genéricos de alta complexidade e é uma das acionistas da Bionovis, de medicamentos biotecnológicos – considerados o futuro da indústria farmacêutica. A empresa possui unidades produtivas em Jaguariúna (SP); em Brasília (DF); em Hortolândia (SP), onde funcionam o complexo industrial, incluindo o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento, um dos mais modernos da América Latina, e a unidade totalmente robotizada de embalagem de medicamentos sólidos; e conta também com a Novamed, localizada em Manaus (AM), uma das maiores e mais modernas fábricas de medicamentos sólidos do mundo. A EMS exporta para mais de 40 países e tem, na Itália, o laboratório de pesquisas MonteResearch. A empresa mantém um histórico consistente de iniciativas sociais, culturais, ambientais e esportivas dentro e fora do país como uma forma concreta de também promover saúde e qualidade de vida. www.ems.com.br.

Esportes

Equipe de vôlei de praia do projeto Escolinhas Esportivas disputa competição oficial em São Paulo

Publicado

em

Atletas de Hortolândia foram destaque no torneio

Com o avanço da vacinação contra o Coronavírus e a volta das competições e atividades esportivas no Estado de São Paulo, o esporte de Hortolândia, mais uma vez, foi representado em uma competição oficial. Os times de vôlei de praia masculino e feminino do projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura de Hortolândia, participaram, no final de semana passado, de uma competição no Nacional Atlético Clube, em São Paulo, evento do Circuito Paulista da modalidade, torneio oficial da Federação Paulista de Vôlei de Praia.

De acordo com a Secretaria de Esportes, o time hortolandense viajou à capital com um grande contingente de jogadores para a competição. O time de atletas até os 19 anos de idade foi representado por três duplas masculina e uma feminina. Já o time para jogadores até 17 anos de idade contou com duas duplas masculinas e duas duplas femininas. No sub-17, Hortolândia ficou com a segunda e terceira colocações, com as duas duplas. Já no sub-19, o time masculino terminou na quinta posição.

“Mesmo com o pouco tempo de treinamento por conta do agravamento da pandemia do Coronavírus, conseguimos disputar uma competição oficial e importante em alto nível. Nossos atletas mostraram comprometimento e continuarão os treinamentos para as próximas competições. Acima dos resultados, é importante a dedicação dos meninos e meninas”, comenta o técnico da equipe de alto rendimento do vôlei de praia das Escolinhas Esportivas de Hortolândia, Thiago Gean Macedo.

ESCOLINHAS ESPORTIVAS

Os treinos de vôlei de praia na Praça de Esportes do Santa Clara, estão de volta. Interessados em matrículas nesta e outras modalidades disponibilizadas no projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura podem ligar, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no telefone (19) 3965-1400 ramal 7409 para obter mais informações.

Continue Lendo

Esportes

Taekwondô de Hortolândia faz bonito em competição disputado no Espírito Santo

Publicado

em

Equipe do projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura somou seis medalhas em torneio oficial 

O time de taekwondô do projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura continua colecionando medalhas e conquistas.

No final de semana passado, o time viajou para Serra, no Espírito Santo, onde representou Hortolândia na disputa da Copa Regional Sudeste da Modalidade.

O evento, oficial da Confederação Brasileira da modalidade, contou com competidores de toda a região Sudeste e valeu pontos no ranking nacional de taekwondô, além de uma vaga para o Grand Slam do ano que vem, conquistada pelo atleta hortolandense Enzo Paludo Conceição. Sete atletas de Hortolândia participaram da disputa em diferentes categorias e, ao final da Copa, somaram seis medalhas. Foram quatro bronzes, entre eles no feminino, com Letícia Vitória, uma prata e um ouro com João Chaves.  “Além da vaga conquistada por Conceição para o Grand Slam do ano que vem, os demais atletas estão aguardando mais vagas. A classificação será definida no Campeonato Brasileiro, disputado no dia 25 de novembro no Rio de Janeiro. Voltamos às competições em grande estilo já que a pandemia do Coronavírus prejudicou a preparação para os torneios. Continuaremos os treinamentos visando a temporada de competições”, explica o técnico do time de Hortolândia e treinador do projeto Escolinhas Esportivas da Administração Municipal, Anderson Conceição.  

ESCOLINHAS ESPORTIVAS

  Com a retomada dos treinamentos do projeto Escolinhas Esportivas seguindo o Código Sanitário do Estado de São Paulo contra a disseminação do Coronavírus, interessados em treinar taekwondô e outras modalidades podem ligar, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no telefone (19) 3965-1400 ramal 7409 para obter mais informações. 

No início de 2017, as Escolinhas Esportivas atendiam seis mil alunos em 21 modalidades. Agora, são 9.500 pessoas atendidas em 30 tipos de atividades. De acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer, com a reestruturação do projeto e a implantação de novos espaços esportivos, foram criadas quase quatro mil novas vagas e outras nove modalidades.  

Continue Lendo

Esportes

Equipe do futebol amador de Hortolândia estreou em partida para amputados, neste sábado (18/09)

Publicado

em

Jogo contra Ajax, de São Paulo, mostra que esporte é inclusivo e pode ser disputado por todos

O esporte e a inclusão social caminham lado a lado para a integração social. Neste sábado (18/09), Hortolândia foi palco de uma partida de futebol para amputados, onde o resultado do placar pouco importou: ao final do jogo, prevaleceu a lição que a prática esportiva é para todos.

Segundo a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social da Prefeitura, a partida foi entre duas equipes tradicionais do futebol amador, o Santa Clara de Hortolândia – que agora com o time de amputados, e o Ajax de São Paulo – onde a equipe já existia. Os times disputam os torneios de futebol amador em suas respectivas cidades e, agora, buscam neste novo projeto, ampliar a maneira de jogar futebol.

“A equipe do Ajax é um time tradicional da Zona Leste de São Paulo, acostumados a jogar grandes competições do futebol amador como a Copa Kaiser, por exemplo. Lá, eles já contam com este projeto de futebol para amputados e, agora, aqui em Hortolândia, buscamos na equipe do Santa Clara este tipo de inclusão. Essa foi a primeira partida do time e o projeto é a realização de mais jogos para ampliarmos a oferta de equipes que queiram ter esta modalidade, que alia futebol e inclusão social, despertando o interesse para que todos possam praticar o esporte”, explica o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva.

A partida deste final de semana foi jogada em um campo de futebol society particular no Jardim Interlagos. Ao final do jogo, os hortolandenses do Santa Clara empataram por 3 a 3 com o Ajax no tempo normal e venceram por 4 a 3 nos pênaltis. Ao longo do jogo, a principal atração foi o espírito esportivo e a união que a paixão pelo futebol traz. “Grandes equipes do futebol brasileiro já possuem uma equipe para esta modalidade. Estamos na torcida e contribuindo para que o esporte continue aliado a inclusão social”, comenta o secretário.

COMO FUNCIONA A MODALIDADE?

No futebol de amputados, as partidas acontecem em um campo de futebol society. Os times jogam com sete jogadores, sendo o goleiro amputado ou com alguma deficiência em um dos braços, e os atletas de linha amputados ou com alguma deficiência em uma das pernas. Para jogar, não pode se tocar na bola de forma intencional com a perna ou braço amputados e nem com a muleta, além disso, o tiro de meta cobrado pelo goleiro não pode passar o meio do campo e ele, goleiro, não pode sair da área.

Continue Lendo

Noticias

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares