Connect with us

Nossa Cidade

Diretrizes e metas para educação foram aprovadas

Publicado

em

O Projeto de Lei 101/2015, de autoria do Poder Executivo, que trata do PMEH (Plano Municipal de Educação de Hortolândia) foi aprovado na sessão desta terça-feira (16/06), pela Câmara Municipal. O Plano é o documento que define as diretrizes e metas para a educação no município para o período de 10 anos, com vigência de 2015 a 2025. O texto original, enviado ao Legislativo no último dia 1º, para votação em regime de urgência, apresenta 32 metas e 224 estratégias na área.

A aprovação do Projeto de lei municipal atende à determinação da Lei Federal 13.005/2014, que instituiu o PNE (Plano Nacional de Educação) e estabeleu como prazo para a criação e aprovação dos planos municipais o dia 24 deste mês.

Entre as metas propostas pelo documento para a Educação em Hortolândia estão: alfabetizar todas as crianças, no máximo, até o final do 3º (terceiro) ano do Ensino Fundamental; construir novas creches e ampliar as já existentes; ampliar os recursos destinados ao financiamento da educação no município, mediante aumento da arrecadação; assegurar e ampliar o uso das tecnologias educacionais e os programas de formação continuada aos profissionais da Educação.

O texto base do PMEH foi construído no período de um ano, a partir das amplas discussões realizadas nas Câmaras Temáticas, contando com a participação dos membros do CME (Conselho Municipal de Educação), além de debates com segmentos da sociedade civil organizada e profissionais da Educação do município.

As 10 câmaras temáticas coordenaram o processo de formulação de metas educacionais nos seguintes segmentos: Educação Infantil (creche e pré-escola); Ensino Fundamental; Educação Especial e Inclusiva; EJA (Educação de Jovens e Adultos); Educação Profissional – Ensino Médio, Graduação, Pós-Graduação; Formação e Valorização dos Profissionais da Educação e Trabalhadores não docentes da Secretaria Municipal de Educação; Avaliação Educacional; Tecnologias Educacionais; Recursos Financeiros e Gestão da Educação.

Os encontros nas Câmaras Temáticas envolveram cerca de 300 participantes. As reuniões se encerraram em abril. O objetivo dos encontros foi, à luz do PNE (Lei 13.005/2014) e da realidade local, elaborar as metas e estratégias do Plano Municipal de Hortolândia para os próximos dez anos.

Plano Nacional de Educação

Estados e municípios devem criar e aprovar seus planos de educação até 24 de junho deste ano. O prazo foi estabelecido no PNE (Plano Nacional de Educação), instituído pela Lei 13.005/2014, que compreende 20 metas amparadas por mais de 250 estratégias. Para que o PNE se concretize como política de Estado integrada e colaborativa, os planos de educação do Distrito Federal, dos estados e dos municípios precisam estar alinhados a ele.

Ao todo, o PNE indica 20 metas para a educação, propondo estratégias para concretizá-las dentro do prazo de vigência do documento. Entre elas está a erradicação do analfabetismo, a municipalização do Ensino Fundamental, a garantia da matrícula de pelo menos 50% das crianças com idade entre zero e três anos na rede municipal, a ampliação da oferta de Educação Integral, melhoria na qualidade de ensino da Educação Básica e a elevação das taxas de alfabetização e escolarização, entre outras.

Nossa Cidade

Hortolândia reforça sinalização em ruas de unidades de saúde

Publicado

em

Vias próximas das UPA do Jd. Nova Hortolândia e do Hospital Samaritanos foram contempladas na ação

Cuidar da segurança viária em todos as regiões da cidade é uma das prioridades da Prefeitura de Hortolândia. As equipes da Secretaria de Mobilidade Urbana realizaram, nesta terça-feira (18/01), mutirão de reforço e implantação da sinalização de solo no entorno da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Jardim Nova Hortolândia. Localizada na rua João Ribeiro Evangelista, o local recebia o estacionamento irregular de veículos em frente ao espaço, dificultando o fluxo de veículos na via e atrapalhando a chegada e saída de ambulâncias no local.

“Em frente a unidade de saúde flagramos muitas situações de desrespeito. Por isso, priorizamos este serviço para que o fluxo na via possa sempre estar livre, evitando problemas a quem precisa usar o espaço e circular pela região. Também retomamos o reforço da pintura em lombadas e faixas duplas amarelas em ruas de algumas regiões”, explica o diretor de operação da Secretaria de Mobilidade Urbana, José Eduardo Vasconcellos.

Também nesta terça-feira,  na rua Osvaldo da Silva, em frente ao Hospital Samaritano, no bairro Villagio Ghiraldelli, as equipes da Administração Municipal reforçaram a pintura de uma lombada na via e de faixas duplas amarelas contínuas. O mesmo serviço aconteceu nas ruas 12 de Junho, no Jardim Mirante e Adamastor Pirschner, no Jardim Santa Clara do Lago. “O trabalho continua nos próximos dias em diversas regiões”, comenta Vasconcellos. 

Para salvar vidas no trânsito, a Prefeitura realiza, desde 2017, uma série de ações, que vão de atividades educativas com motoristas e pedestres, reforço na sinalização, até a implantação de radares controladores de velocidade, principal medida adotada pela Administração Municipal para a redução de mortes no trânsito da cidade. Os dispositivos começaram a funcionar em janeiro de 2019. Além disso, a cidade recebe, periodicamente, um mutirão de Tapa-Buraco em todas as regiões. Outra medida importante é a instalação dos painéis eletrônicos informativos nos portais de entrada e saída da cidade e investimentos na malha cicloviária.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Motociclista fica gravemente ferido ao cair na SP-101

Publicado

em

Por

Um motociclista ficou gravemente ferido ao cair na Rodovia Jornalista Francisco Aguirre Proença (SP-101), na tarde desta terça-feira(18), em Hortolândia.

Condutor transitava com a motocicleta Honda/Titan no sentido Hortolândia a Campinas, quando pelo km 07 leste o pneu dianteiro da Moto estourou, fazendo com que o condutor perdesse o controle da direção, tombando ao solo.

O piloto teve ferimentos graves e o passageiro teve ferimentos leves. Vitimas socorridas ao Hospital Mário Covas, pela UR da Concessionária Rodovias do Tietê.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia inicia vacinação contra a COVID-19 para crianças com comorbidade ou deficiência, nesta quarta-feira (19/01)

Publicado

em

Prefeitura ofertará “xepa” para cadastrados via Whatsapp

Hortolândia inicia a vacinação contra a COVID-19 para crianças de 5 a 11 anos na UBS (Unidade Básica de Saúde) Dom Bruno Gamberini, nesta quarta-feira (19/01). Começarão a ser vacinadas crianças com comorbidade ou deficiência. Na quinta-feira (20/01), a vacinação será na UBS Parque do Horto. Já na sexta-feira (21/01), a vacinação será na UBS Campos Verdes. A vacinação acontecerá das 8h às 15h30. Essas unidades farão a vacinação exclusivamente para as crianças. Para o início da vacinação, Hortolândia recebeu do governo do Estado 1.150 doses da vacina pediátrica da Pfizer. 

A Secretaria de Saúde explica que a vacinação será por livre demanda, com distribuição de senha em cada unidade. De acordo com a Secretaria de Saúde, a previsão é de que sejam aplicadas cerca de 250 doses por dia. 

Na próxima semana, a vacinação será realizada nas seguintes unidades:

– Segunda-feira (24/01): UBSs Novo Ângulo e Dom Bruno Gamberini

– Terça-feira (25/01): UBS Rosolém

– Quarta-feira (26/01): UBS Campos Verdes

– Quinta-feira (27/01): UBS Parque do Horto

– Sexta-feira (28/01): UBS Amanda II

As crianças deverão ir acompanhadas de pai, mãe ou responsável. Será necessário apresentar laudo que comprove a comorbidade ou a deficiência da criança, com o número do CRM (Conselho Regional de Medicina) do médico que a atende. Também será necessário apresentar o CPF (Cadastro de Pessoa Física) da criança. Caso a criança ainda não tenha o documento, a Secretaria de Saúde orienta para que a família ou o responsável providencie a emissão do documento da criança em alguma das agências dos Correios da cidade.  

Caso a criança compareça acompanhada de adulto, que não seja pai, mãe ou responsável, ela deverá apresentar o termo de autorização para ser vacinada. O termo deverá ser assinado por pai, mãe ou responsável. O termo está disponível no site da Prefeitura para ser baixado neste LINK. O termo também está disponível em versão impressa nas UBSs da cidade. 

A Secretaria de Saúde reforça a solicitação para que a criança venha com apenas um acompanhante para evitar aglomeração na unidade na hora da vacinação.   

Caso a criança apresente reação adversa ao imunizante, a Secretaria de Saúde orienta para que ela seja levada aos serviços públicos de urgência e emergência da cidade.

“XEPA”

Em caso de haver sobra de vacina, a Secretaria de Saúde organizará lista de espera. Para entrar na lista, é necessário que o pai, a mãe ou o responsável da criança envie mensagem via WhatsApp para o número (19) 99920-3204. Na mensagem deverão ser informados o nome do pai, mãe ou responsável, e os seguintes dados da criança: nome, CPF, data de nascimento e idade. A Secretaria de Saúde entrará em contato com as pessoas da lista. As pessoas chamadas terão o prazo de meia hora para levar a criança à unidade onde houve a sobra da vacina.

Continue Lendo

Noticias

Amazon

Populares