Estão abertas as inscrições para dois cursos de qualificação profissional, promovidos pelo Via Rápida Emprego, órgão da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Governo do Estado: “Ajudante de cozinha” e “Almoxarife e estoquista”. De acordo com o site do programa, a novidade é que, agora, os cursos contam com uma bolsa-auxílio de R$ 210,00 (veja abaixo). A iniciativa tem o apoio da Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social.

Interessados podem se inscrever, até o próximo domingo (14/03), acessando o site do programa: http://www.viarapida.sp.gov.br/. É necessário fazer login ou, se for o primeiro acesso, se cadastrar. A partir daí, basta seguir as instruções disponíveis no portal.  Segundo a Secretaria Municipal de Inclusão e Desenvolvimento Social, há 40 vagas disponíveis em cada curso, 20 para o período da manhã e 20 para o da tarde.

O curso de “Almoxarife e estoquista” será disponibilizado na modalidade remota, enquanto o de “Ajudante de Cozinha” deverá ter aulas presenciais, a serem ministradas em uma carreta, que ficará estacionada na ETEC (Escola Técnica) de Hortolândia – Centro Paula Souza, no Remanso Campineiro. Porém, em razão de o município estar na Fase Vermelha do Plano São Paulo, relativo à pandemia do Coronavírus, será necessário aguardar as próximas recomendações do Estado para a formação profissionalizante ocorrer.

De acordo com secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva, todo período de crise é também período de aprendizagem e, em razão disso, representa boa oportunidade para o crescimento pessoal. “Saber identificar oportunidades, em meio ao barulho, e transformá-las em realidade pode ser um fator crucial para driblar as dificuldades impostas pela atual economia acompanhada pelos agravantes ocasionados pela pandemia. Por isso, trabalhamos com parcerias para abrir portas para a nossa população hortolandense, oferecendo um novo caminho para minimizar estes impactos. Estes cursos iniciam um novo olhar emancipatório para o nosso povo”, afirmou o secretário.

Sobre os cursos

A ementa do curso de “Ajudante de cozinha”, de 80 horas/aula, informa que o objetivo da formação é “capacitar o aluno para atuar como auxiliar nos serviços de alimentação, ajudando outros profissionais da área no preparo e processamento de alimentos e na montagem de pratos”. Já o de “Almoxarife e estoquista”, com mesma carga horária, visa “capacitar o aluno para recepcionar, conferir e armazenar produtos e materiais em almoxarifados, fazer os lançamentos da movimentação de entradas e saídas e controlar os estoques, distribuir produtos e materiais a serem expedidos e organizar o almoxarifado para facilitar a movimentação dos itens armazenados”.

Informações sobre número de vagas, confirmação de matrícula e data do início dos cursos devem ser obtidas junto ao Via Rápida Emprego.

Sobre o benefício de bolsa-auxílio

De acordo com informações publicadas no site do programa, para ter direito ao bolsa-auxílio, o candidato precisa estar matriculado em cursos do Via Rápida, ser alfabetizado e domiciliado no Estado de São Paulo e ter 16 anos ou mais, estar desempregado e atender aos critérios do curso em que está matriculado. Neste caso específico, segundo a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, é preciso ser morador de Hortolândia.

O candidato selecionado receberá no e-mail convocação para o início do curso. Iniciado a formação, após 10 dias de aulas, cumpridos todos os requisitos da turma em que está inscrito, o aluno está apto a receber o auxílio, segundo informações disponíveis no site do programa. Outras informações sobre o benefício podem ser obtidas no link: http://www.viarapida.sp.gov.br/bolsa-auxilio.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia