As aulas do Programa Emprega Jovem, promovido pela Prefeitura de Hortolândia, já começaram. A iniciativa da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social visa auxiliar jovens da cidade, entre 14 e 17 anos de idade, em situação de vulnerabilidade social, a conquistarem o primeiro emprego. 

A partir da tarde desta terça-feira (27/11) e pelos próximos sete meses, os 60 selecionados para integrar as turmas iniciais do programa assistem ao módulo “Educação para o Trabalho”. As aulas acontecem em dois locais: para os moradores da Vila Real, no Hortofácil, na Região Central; para os do Jd. Novo Ângulo, no salão da comunidade Santa Edwiges, na paróquia São Guido Maria Conforti.

Ao todo, os aprendizes terão 330 horas/aula, entre os meses de novembro de 2018 e maio/junho de 2019. A formatura está prevista para maio, mês de aniversário da cidade. A formação é oferecida em parceria com o Senac Campinas (Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial). Caberá à instituição parceira realizar a formação.

Segundo o Diretor do Departamento de Geração de Renda e Economia Solidária, Gérson Ferreira, neste ano são atendidos jovens da Região Central (Vila Real) e do Jd. Novo Ângulo. Em 2019, serão selecionados moradores dos jardins Amanda e Rosolen. Todos os participantes se enquadram em situação de vulnerabilidade social, seja por terem renda per capital familiar de até R$ 300, seja por apresentarem outros fatores de risco; moram em Hortolândia há, pelo menos, dois anos; cursam o Ensino Médio em escolas da rede estadual e participam do programa no contra turno escolar. 

“O objetivo da Prefeitura é oferecer oportunidades para que o jovem se prepare para disputar vagas de emprego geradas no município, em condição de igualdade com os de outras cidades”, esclarece Ferreira.

“A falta de oportunidades para ingressar no mercado de trabalho conduz o jovem, muitas vezes, à perversidade do mundo do crime. Para que a cidade não seja atingida por essa realidade, a Prefeitura trabalha para ocupar o tempo dos jovens com oportunidade de qualificação e admissão no mercado do trabalho. Por meio do Programa Emprega Jovem, os alunos receberão uma formação preparatória realizada pelo Senac, dentro do Programa Educação para o Trabalho”, informou o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Regis Athanázio Bueno, quando da seleção dos participantes das turmas iniciais.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia