Uma cerimônia realizada na sede da Fazenda Gazzetta, importante área histórica localizada no Jardim Terras de Santo Antônio, marcou a festividade dos 30 anos de emancipação de Hortolândia e “selou” a posse da área para o município. A Prefeitura iniciará, em breve, a construção de mais um parque socioambiental para a cidade. No início da semana o termo de posse já havia sido assinado no Paço Municipal “Palácio das Águas”. 

“Este paque será mais um cartão postal para a cidade. Vamos restaurar a área e ela será mais um espaço importante para a diversão das famílias. Este é o presente de aniversário. Muitas pessoas trabalharam intensamente para realizarmos este sonho. Esta conquista é do povo de Hortolândia”, comemorou o prefeito Zezé Gomes na cerimônia.

Desde 1938 a área pertencia a família Gazzetta e, o ponto histórico de Hortolândia, já foi fazenda de criação de gado, café, milho e cana-de-açúcar. De acordo com a Secretaria de Planejamento Urbano e Gestão Estratégica, o próximo passo na área, que conta com mais 50 mil metros quadrados, é preservar a mata ciliar que há no local e a nascente que forma uma grande lagoa e, depois, iniciar as obras de construção do parque. O acesso ao local acontece pelas ruas Paulo Roberto Soares, Eleusina Batista Silva e Pedrina Oliveira da Cunha.

“É legal ver o legado do saudoso Angelo Perugini sendo mantido em Hortolândia. Sempre tivemos a ideia de ajudar a população no que ela mais precisa. Tenho lembranças muito boas desta cidade, no qual é uma das que represento. O meu presente para a cidade é um investimento de R$ 500 mil para ajudar nas obras deste local que será um novo cartão postal e um espaço de diversão para o povo de Hortolândia”, exaltou o deputado federal Vanderlei Macris, durante o evento.

“A negociação desta área começou em 2017. É um sonho que está se realizando hoje. Resgataremos e transformaremos esta área. A data de hoje é bastante importante e marcante. É um desafio para nós realizarmos este sonho e entregar um local ainda mais valorizado para a população”, explica a secretária de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, Eliane Nascimento.

“O futuro parque será agregado à ampla área verde já existente no local. Além disso, o parque também valorizará empreendimentos e loteamentos que podem surgir nos bairros próximos”, explica o secretário de Planejamento Urbano, Carlos Roberto Prataviera Júnior. “O local possui construções históricas, como uma capelinha. Cuidaremos da preservação ambiental e das construções deste espaço, aliando a diversão da população com a proteção do meio ambiente. O parque será nos padrões dos outros parques lineares da Administração Municipal, com pista de caminhada, academia ao ar livre e iluminação com lâmpadas de LED”, completou Prataviera Junior.

PARQUES LEVAM QUALIDADE DE VIDA À POPULAÇÃO 

Atualmente, Hortolândia conta com sete parques socioambientais, em diferentes regiões da cidade: Parque Socioambiental Lago da Fé (Jd. Nova Alvorada); CREAPE – Centro de Referência em Educação Ambiental Parque Escola (Jd. Santa Clara do Lago); Parque Socioambiental Jardim Novo Ângulo (Jd. Novo Ângulo); Parque Socioambiental Irmã Dorothy Stang (Jd. Nossa Senhora de Fátima); Parque Socioambiental Remanso das Águas (Jd. Carmen Cristina), Parque Socioambiental Chico Mendes (Região Central) e Parque Socioambiental Renato Dobelin (Região Central).

Além do parque na área da antiga Fazenda Gazzeta, estão previstas a construção de cinco outros novos parques ambientais na cidade: ampliação do Parque Lago da Fé, com obras já iniciadas; um novo parque na Vila Real e outro sob a ponte estaiada, ambos já licitados; mais um parque no trecho onde está localizado a lagoa da empresa EMS, no Parque Residencial Maria de Lourdes; e outro na avenida da Emancipação, entre o bairro Green Park e a sede do SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência).

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia