Connect with us

Nossa Cidade

Alunos da rede municipal de Hortolândia voltam às salas de aula, nesta quarta-feira (15/09)

Publicado

em

Prefeitura organiza retomada consciente das aulas presenciais

A Prefeitura de Hortolândia prepara com carinho o reencontro entre alunos e profissionais da educação, marcado para esta quarta-feira (15/09). A retomada presencial das aulas foi o tema da live, feita pelo prefeito José Nazareno Zezé Gomes, na tarde desta segunda-feira (13/09), pelo Facebook.

“Nosso retorno foi programado de forma que garanta toda segurança para a comunidade escolar. Todos os nossos professores e demais servidores municipais só voltam a trabalhar presencialmente com as duas doses da vacina no braço. Tudo isso foi pensado e planejado. Lembramos que, em nenhum momento, nossa rede municipal parou durante essa pandemia e, também, para garantir segurança alimentar para todos os alunos, entregamos desde o ano passado kits de alimentação escolar. Durante todo o processo nossas crianças e jovens foram assistidos pela nossa Administração. Que essa volta as aulas presenciais seja um momento de conquista para que possamos retomar nosso ritmo normal”, afirmou Zezé.

Na família da técnica de enfermagem Simone Rosa Pereira dos Santos, atualmente desempregada, a expectativa com a volta às aulas presenciais é grande. A filha Rebeca, de 5 anos, está muito animada com o retorno à Emeief (Escola Municipal de Educação Infantil e Ensino Fundamental) Sebastiana das Dores Moura, na Vila Real. “Ela sente muita falta de brincar com os amigos da escola. Durante as aulas remotas, ela fez as atividades passadas pela professora”, explica a mãe.

Com retorno das aulas presenciais, a Prefeitura deixa de entregar os kits de alimentação escolar, distribuídos durante toda a pandemia para garantir o direito dos estudantes municipais à segurança alimentar, uma vez que a merenda não estava sendo servida. Com isso, volta a tradicional merenda escolar, servida no refeitório, mas agora com cuidados redobrados para evitar a transmissão do Coronavírus. Alunos que permanecerem em atividade remota também serão atendidos, com o fim da distribuição dos kits de alimentação escolar. Para estas crianças, haverá a opção de fazer uma refeição por dia na escola, entre 11h e 13h, em horário definido pela direção.

As refeições nutritivas e saudáveis servidas nas escolas, preparadas pela equipe de merendeiras, tem como base cardápios variados, com predominância de arroz, feijão, carne, legumes, verduras e frutas. “Estamos fazendo a retomada, observando todos os protocolos sanitários sobre atendimento para que a alimentação seja feita da forma mais segura possível”, garante a diretora de Segurança Alimentar da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, Alessandra Sarto.

A balconista Camila Oliveira do Carmo, mãe de Miguel, de 7 anos, estudante da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Maria Célia Cabral Amaral, no Jd. Amanda, diz que o kit alimentação foi muito importante no período de aulas remotas, mas que o filho aprecia a merenda servida na escola. “Ele gosta da carne com batatas que eles faziam na escola, antes da pandemia. Tem fruta que ele não come em casa, mas na escola ele prova quase todas que dão. A preferida dele é banana”, comenta.

A entrega dos kits buscou beneficiar tanto os estudantes matriculados nas 59 escolas municipais quantos nas 39 contratadas por meio do Bolsa Creche. Segundo o Departamento de Segurança Alimentar, desde o início da pandemia, em março de 2020, foram entregues cerca de 284.300 kits. “Para nós, a alimentação dos nossos alunos é um direito, mais que uma questão social ou uma questão de vulnerabilidade, é garantir aos nossos alunos o direito a uma alimentação de qualidade”, ressalta o secretário de Educação, Ciência e Tecnologia, Fernando Moraes.

Nossa Cidade

Hortolândia retoma aulas presenciais em escolas da Prefeitura, de olho nos protocolos sanitários

Publicado

em

Nesta quarta-feira (15/09), 59 escolas da rede municipal e 39 contratadas fizeram retomada consciente das atividades, após 17 meses em regime virtual

Estudantes da rede municipal de Hortolândia retornaram, nesta quarta-feira (15/09), às salas de aula, após 17 meses de atividades remotas, mediadas pelo Espaço “Educação na rede; Hortolândia: território de saberes”, em razão da pandemia do Coronavírus. Todas as 59 escolas da rede municipal, assim como as 39 contratadas por meio do Programa Bolsa Creche, se prepararam com muito carinho para este momento, em que acolhimento e segurança devem andar de mãos dadas. 

A partir de agora, para entrar no ambiente escolar é preciso usar corretamente a máscara individual (cobrindo boca e nariz), higienizar as mãos com frequência com água e sabão ou álcool em gel, manter distância segura do coleguinha e não apresentar sintomas gripais, como espirro, tosse e febre que poderá ser detectada com a medição da temperatura feita na porta da escola.

Para garantir a saúde de todos e o bom andamento das atividades pedagógicas até o final do ano, a Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, cuidou, previamente, de uma série de outros itens importantes. Afinal, cada detalhe conta, neste momento. Entre eles estão a disponibilização de vacinas para todos os profissionais da Educação; a elaboração de um guia técnico com orientações de segurança sanitária durante a pandemia por COVID-19, contendo o “Protocolo Sanitário” geral para a rede municipal de ensino, postado no site oficial; a preparação, por meio de formações, de toda a equipe para a retomada, bem como o constante diálogo com pais e responsáveis, motivando-os a também se vacinarem e orientando sobre o momento de retomada segura das aulas presenciais.

Mas, como todo trabalho em equipe, a parceria da família é indispensável. Afinal, caberá aos pais e responsáveis orientar e preparar a criança para esta nova etapa de vida na escola, pois a pandemia ainda não acabou e é preciso evitar a transmissão do vírus, entre vacinados e não vacinados, como as crianças até 11 anos de idade. 

“Os pais deverão mandar sempre duas máscaras reservas na mochila e não levar os filhos à escola, caso estejam apresentando sintomas gripais. Nesse caso, deverão procurar uma unidade de saúde. Nossas unidades de referência para crianças com sintomas gripais são a UPA-24h (Unidade de Pronto Atendimento) Jd. Rosolém e Jd. Amanda”, esclarece a pedagoga Renata Müller, da Secretaria de Saúde, que ministrou formação sobre protocolos sanitários para os profissionais da Educação.

“Todos os profissionais da educação se prepararam muito para garantir que esse retorno acontecesse de maneira segura e responsável. Estamos cientes que esse é um momento também de readaptação, de muita observação e, acima de tudo, de acolhimento das nossas crianças e toda comunidade escolar. Dentro de cada realidade e particularidade, as escolas voltam a receber os alunos com muita alegria, carinho e segurança”, ressaltou a diretora de Educação Infantil, Simone Locatelli.

“O retorno foi planejado com cuidado, mas é sempre importante lembrar que ainda vamos aprender muito no cotidiano dentro das escolas. O que funciona e o que não funciona para cada aluno, realidade e unidade escolar. Estamos preparados para receber novamente a comunidade e felizes em ver nossos alunos voltando aos poucos ao ambiente escolar”, afirma o diretor de Ensino Fundamental, Educação Integral e EJA (Educação de Jovens e Adultos), José Luís Menegoro.

Confira abaixo um resumo do Protocolo de Retomada:

– Uso da máscara obrigatório para crianças acima de cinco anos (exceto as que têm TEA – Transtorno do Espectro Autista);

– Manter o distanciamento social de um metro;

– Manter as mãos sempre higienizadas;

– Escolas deverão ter álcool em gel em todos os ambientes:

– Todas as escolas farão a aferição da temperatura na entrada;

– Todos os ambientes serão higienizados a cada troca de turma;

– Todos os profissionais da educação receberam a formação da Secretaria de Saúde para realizarem a retomada de forma segura;

– O Departamento de Vigilância em Saúde fará visitas às escolas para sanar possíveis dúvidas e realizar orientações.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Idosos de Hortolândia com mais de 85 anos receberão dose de reforço contra a COVID-19, neste sábado (18/09)

Publicado

em

Não é necessário agendamento para receber a 3ª dose; é preciso obedecer intervalo de mais de 6 meses desde a 2ª dose

Sábado é dia de vacina. A Prefeitura de Hortolândia organiza mais um esquema de imunização via drive-thru neste sábado (18/09), para imunizar idosos acima de 85 com a 3ª dose da vacina contra o Coronavírus. O posto itinerante de vacinação será montado no estacionamento da Câmara Municipal, localizada na Rua Joseph Paul Julien Burlandy, nº 250, no Parque Gabriel. Idosos dentro desta faixa etária que receberam as duas primeiras doses do imunizante na cidade poderão ir até o prédio do Legislativo, das 8h às 15h30, para garantir a dose de reforço. Não é necessário agendamento para receber a 3ª dose da vacina. Nesta data, também poderão ser vacinados idosos acima de 90 anos que não puderam comparecer ao posto itinerante no sábado passado (11/09), quando iniciou a aplicação da 3ª dose para este público, em Hortolândia.

Para ser vacinado no drive-thru é preciso levar documento com foto, CPF e a carteira de vacinação com o comprovante de que as duas doses anteriores foram aplicadas em unidades de saúde da cidade ou no CCMI (centro de Convivência da Melhor Idade). Caso o idoso tenha se mudado recentemente para Hortolândia, ele poderá ser vacinado se apresentar, além do documento com foto, do CPF e da carteira de vacinação, um comprovante de endereço atualizado.

A Secretaria de Saúde ressalta que aqueles idosos que precisarem acessar o prédio do Legislativo a pé, por não terem veículo, também receberão a 3ª dose da vacina. Já idosos acamados serão vacinados em casa. Para isso, alguém da família precisa ir até a UBS (Unidade Básica de saúde) mais próxima de casa, de segunda à sexta-feira, para solicitar este atendimento.

Conforme informação da Secretaria de Saúde, a vacinação da dose de reforço para idosos será oferecida, inicialmente, aos finais de semana. Conforme novas doses do imunizante forem entregues pela Secretaria de Estado da Saúde ao município, o público para aplicação da dose extra será ampliado, conforme a idade.

A aplicação da dose extra é uma determinação do Ministério da Saúde indicada para idosos em ILPIs (Instituições de Longa Permanência para Idosos), independente da idade, além de idosos acima de 70 anos que tomaram a segunda dose há mais de 6 meses e pacientes imunossuprimidos, como os transplantados, que tomaram a segunda dose há mais de 28 dias. Em Hortolândia, a vacinação de idosos em ILPIs teve início no dia 09 deste mês e prossegue pelos próximos dias.

Adolescentes

Está em andamento a vacinação contra COVID-19 para adolescentes com idade entre 12 e 17 anos, cadastrados no site Vacina Já (CLIQUE AQUI), do governo estadual, e com agendamento no site da Prefeitura, por meio deste LINK. A Secretaria de Saúde salienta que os menores de 18 anos serão imunizados com a vacina da Pfizer, que é a vacina autorizada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), órgão do governo federal para este grupo.

A Secretaria de Saúde reforça a orientação para que os menores compareçam ao local de vacinação acompanhados de pai, mãe ou responsável legal. É necessário levar a impressão (print) ou a foto da tela do agendamento no site da Prefeitura, documento com foto, Cartão Cidadão ou Cartão do SUS, além de comprovante de residência atualizado (de 2021) no nome do responsável. A pessoa que acompanhar o adolescente na vacinação também deve apresentar documento com foto.

Caso o menor compareça ao dia da vacinação desacompanhado ou acompanhado por algum outro parente que não seja o pai, a mãe ou o responsável, ele deverá apresentar duas vias da Declaração de Autorização para ser vacinado. A declaração deve estar preenchida e assinada pelo responsável e precisa ser apresentada junto da cópia do documento desta pessoa. Uma via da declaração ficará com a Secretaria de Saúde e a outra ficará com o menor. A declaração está disponível na página do agendamento no site da Prefeitura para ser baixada e impressa. Quem não tiver acesso à internet, pode retirar a declaração já impressa em papel no próprio CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) ou nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde) do município. A Secretaria de Saúde reforça que o menor desacompanhado que não trouxer a declaração preenchida e assinada não será vacinado.

Todos os imunizantes oferecidos são seguros e foram aprovados pela Anvisa. Mais informações e orientações sobre a vacinação contra COVID-19 podem ser obtidas nos seguintes telefones: (19) 99976-2276, (19) 99979-9620, (19) 99976-6835 e (19) 99920-3204.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Fiscalização do trânsito que integram Nova Central de Monitoramento já está em teste em Hortolândia

Publicado

em

Dispositivos estão na Avenida da Emancipação

A Prefeitura de Hortolândia está testando dois equipamentos de fiscalização eletrônica na Avenida da Emancipação, na altura do Jardim Mirante: um radar em frente ao Hospital Municipal Mário Covas, no sentido bairro/centro; e uma lombada eletrônica próxima à sede da Guarda Municipal, no sentido centro-bairro. A instalação dos dispositivos foi concluída nesta quarta-feira (15/09) e, segundo a Secretaria de Mobilidade Urbana, permanecerão em fase de teste por cerca de dez dias. Durante este período de adaptação, nenhum condutor será autuado por eventuais infrações detectadas neles.

Entre os equipamentos, que integram a nova Central de Monitoramento do Trânsito, em implantação pela Prefeitura de Hortolândia, está um radar híbrido, capaz de detectar velocidade, avanço do sinal vermelho e parada sobre faixa de pedestres. Há também uma lombada eletrônica com display que mostra ao condutor, em tempo real, a velocidade com que ele trafega pela via. Todos eles dispõem de tecnologia OCR, que faz a leitura da placa automaticamente.

“Isso permite criar no município uma cerca eletrônica, detectando quando o veículo tem alguma solicitação na Polícia, se é roubado, por exemplo. No momento em que o carro passa em qualquer equipamento de fiscalização eletrônica nosso, poderemos detectar que é roubado e acionar a Polícia. Esta nova Central permitirá o controle e a fiscalização das entradas e saídas da cidade, com estas câmeras de monitoramento”, afirma o diretor de Planejamento e Projetos Ricardo Barbosa.

Nova Central de Monitoramento

A nova Central de Monitoramento do Trânsito irá auxiliar, também, as forças de segurança do município. Neste espaço, agentes da Secretaria de Mobilidade Urbana poderão observar de perto as imagens geradas pelos equipamentos de fiscalização eletrônica em funcionamento na cidade atualmente, tais como radares fixos e de avanço semafórico, lombadas eletrônicas e câmeras 360° que acompanham o trânsito e a segurança do munícipe, em geral, em locais estratégicos. A futura central, que contará com 12 telas, oito no sistema vídeo wall (série de monitores conectados fisicamente em arranjo, de modo a formar uma grande tela) e 18 estações de trabalho, está sendo implantada no prédio onde funcionava o auditório e observatório de contação de histórias Professora Andréia Marise Borelli, localizado na Rua Francisco Guimarães de Oliveira, 130, no Remanso Campineiro. O município já dispõe de outra central de monitoramento, porém com menos serviços integrados.

De acordo com a Diretoria de Planejamento e Projetos, a Central visa integrar os serviços da mobilidade urbana aos de outras secretarias municipais, como a de Segurança.

“No médio prazo, o objetivo da Secretaria de Mobilidade Urbana é trazer novos serviços para a central, integrando o controle dos semáforos, transporte escolar, iluminação pública e câmeras de segurança”, afirma Barbosa. Entre os equipamentos integrados à central estão 10 pontos de câmera móvel, dois com câmeras 360° para fiscalizar tudo o que acontece em volta 24h por dia e 68 faixas de rolamento para equipamentos de fiscalização eletrônica.

Além das câmeras, a Central receberá informações sobre o trânsito, alertas sonoros e de incidência de fumaça. Tudo isso em tempo real, por meio dos mais de 20 mil sensores instalados nos pontos de iluminação pública em LED. Toda essa rede interligada garantirá mais segurança para a cidade e possibilitará uma resposta mais efetiva das forças policiais e Defesa Civil.

Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares