Connect with us

Nossa Cidade

1ª Festa do Migrante de Hortolândia terá mais de 30 pratos da culinária brasileira

Publicado

em

1ª Festa do Migrante de Hortolândia terá mais de 30 pratos da culinária brasileira

festa do migrante culinaria

O sabor da culinária das regiões Norte, Nordeste, Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil chega a Hortolândia no cardápio da 1ª Festa do Migrante, que acontece de 16 a 20 de outubro, no Parque Renato Dobelin, Centro. O evento é realizado pela Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Cultura. Os visitantes poderão provar mais de 30 pratos da gastronomia brasileira.

São iguarias doces e salgadas, com variedade para agradar a todos os paladares. Segundo a diretora de Cultura, Patrícia Banhara, os pratos serão produzidos e comercializados por associações, entidades civis e religiosas, além dos empreendedores populares do Programa Economia Solidária, que participam da festa.

A Região Norte traz no cardápio a famosa tapioca, prato típico dos estados do Amazonas e do Pará, feito à base de polvilho de mandioca. Entre as iguarias que serão servidas pela Região Nordeste estão o Baião-de-Dois, comida típica da Paraíba que utiliza arroz, feijão e carne seca no preparo, além do Acarajé, prato consumido pelos moradores da Bahia, feito com massa de feijão fradinho, cebola e sal com recheios diversos, entre eles, camarão.

Bijajica/coquinho (biscoito de polvilho doce frito), prato típico do estado de Santa Catarina, costela bovina no bafo e churrasco, bastante presentes na mesa dos gaúchos, fazem parte do cardápio da Região Sul. O Sudeste traz para a praça de alimentação da Festa do Migrante diversos pratos derivados de milho, a exemplo do cuscuz, galinhada (arroz cozido com frango em pedaços, temperado com açafrão), uma especialidade dos mineiros, o feijão tropeiro, receita típica da culinária paulista criada por bandeirantes e tropeiros, bolo de aipim (mandioca), prato inventado no Rio de Janeiro.

A Região Centro-Oeste apresenta aos visitantes pratos como empadão goiano, paçoca com sorvete e banana, guloseima típica do Mato Grosso, e a famosa polenta com galeto (frango novo), prato bastante consumido do estado de Goiás.

Os pratos são testados com apoio da equipe de nutricionistas do Programa de Segurança Alimentar, realizado pela Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social. O objetivo é garantir o máximo de qualidade no preparo das refeições e orientar os participantes sobre a higiene e conservação dos alimentos.

A culinária típica poderá ser degustada pelos visitantes nos 40 estandes da praça de alimentação da festa, cujos espaços foram divididos pelas regiões do País. As barracas serão caracterizadas conforme a cultura e tradição da região, assim como os atendentes.

Grandes Shows

O evento contará, também, com grandes shows: padre Fábio de Melo (16/10), Donizeti (17/10), Orquestra de Viola com Mazinho Quevedo (18/10), Aline Barros (19/10) e Zé Geraldo (20/10). A entrada é gratuita.

Nos dias 16, 17 e 18, a Festa do Migrante começa a partir das 20h. Nos dias 19 e 20, a partir das 10h. Todos os dias, os visitantes contarão com shows e apresentações culturais feitos por artistas de Hortolândia e região, durante a Revirada Cultural, que fará parte da programação da Festa do Migrante, com auxílio financeiro da Agemcamp (Agência Metropolitana de Campinas).

A expectativa da Secretaria de Cultura é que 100 mil pessoas passem pelo recinto, nos cinco dias de festa, somando os visitantes que assistirão aos shows e os que circularão pela festa.

“Esta festa será uma homenagem a todas as pessoas que apostaram no potencial da nossa cidade e aqui chegaram, décadas atrás, cheias de esperança, em busca de uma vida melhor. É uma homenagem a todos os migrantes que continuam chegando e contribuindo para o desenvolvimento de Hortolândia e na construção de uma cidade cada vez melhor”, afirma o prefeito Antonio Meira.

Serviço

O que? 1ª Festa do Migrante de Hortolândia
Quando 16 a 20 de outubro
Onde? Parque Renato Dobelin, Centro

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia



Nossa Cidade

Prefeitura de Hortolândia realiza vacinação contra a COVID-19, neste sábado (16/10)

Publicado

em

A vacinação será realizada no horário das 8h às 15h30

Com 70% da população acima de 12 anos já protegida com a 2ª dose ou dose única contra a COVID-19, Hortolândia continua a avançar com a imunização. Neste sábado (16/10), a Prefeitura realizará vacinação no CCMI (Centro de Convivência da Melhor Idade) do Remanso Campineiro e nas UBS (Unidades Básicas de Saúde) Novo Ângulo e Rosolém. Já as UBS Amanda II, Parque do Horto e Rosolém, que realizarão o “Dia V” da campanha de multivacinação, também neste sábado, vão fazer a imunização contra a COVID-19 somente para adolescentes. O horário da vacinação em todos os locais será das 8h às 15h30.

Para que o município atinja mais rapidamente 100% da população imunizada contra a COVID-19, a Secretaria de Saúde reforça a solicitação às pessoas que ainda não receberam a 2ª dose para que compareçam à vacinação deste sábado. De acordo com dados da Secretaria de Saúde, 18.189 pessoas estão faltantes com a 2ª dose na cidade.

1ª DOSE

Para receber a 1ª dose, é necessário realizar o agendamento no site da Prefeitura de Hortolândia. No agendamento é indicado o local onde a pessoa deve se dirigir para ser imunizado, levando documento com foto, CPF (Cadastro de Pessoa Física) e comprovante de endereço. Para crianças e adolescentes com idade entre 12 e 17 anos, também é exigido um termo de autorização assinado pelos pais ou responsáveis, além da presença desta pessoa maior de idade no ato da vacina.

2ª DOSE

Para receber a 2ª dose, não é necessário agendamento. Basta se dirigir ao local anotado na carteira de vacina, levando documento com foto e CPF, além do comprovante de recebimento da 1ª dose.

Para quem recebeu a 1ª dose da vacina Pfizer, é possível antecipar a 2ª dose. Antes, o intervalo entre a 1ª e a 2ª doses era de 12 semanas (equivalente a 84 dias). Com a nova determinação do Ministério da Saúde e da Secretaria de Estado da Saúde, o intervalo foi reduzido de 12 para 8 semanas (equivalente a 2 meses, ou 56 dias). Com isso, quem se enquadra neste critério já pode procurar o mesmo local para ter a 2ª dose antecipada.

A Secretaria de Saúde ainda informa que adolescentes com comorbidades que receberam a 1ª dose da Pfizer também poderão antecipar a 2ª dose a partir desta segunda-feira (18/10).

3ª DOSE

A vacinação da 3ª dose é oferecida atualmente para idosos com idade de 60 anos ou mais e pacientes imunossuprimidos. A imunização é feita exclusivamente no CCMI. É preciso fazer agendamento no site da Prefeitura. 

A Secretaria de Saúde reforça a orientação que os idosos podem receber a 3ª dose somente seis meses após a 2ª dose. No dia da vacinação, os idosos devem levar os comprovantes de vacinação da 1ª e 2ª doses. Caso o idoso tenha sido vacinado com a 1ª ou a 2ª dose fora de Hortolândia, ele deverá apresentar comprovante de residência deste ano e CPF (Cadastro de Pessoa Física). 

A Secretaria de Saúde ainda salienta que a 3ª dose continua a ser aplicada para imunossuprimidos com idade a partir de 12 anos e profissionais da rede particular de saúde. Esses públicos também devem fazer o agendamento para a 3ª dose no site da Prefeitura. Os imunossuprimidos devem seguir o intervalo de 28 dias entre a 2ª dose e a 3ª dose. No dia da vacinação, os imunossuprimidos devem levar o comprovante da 2ª dose, CPF e comprovante da doença. Já os profissionais da rede particular de saúde devem apresentar algum documento que comprove sua atuação na área.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura pinta pictograma de Pessoa com Deficiência em nove abrigos de ônibus no Jardim Amanda

Publicado

em

Ação da Secretaria de Mobilidade Urbana aconteceu nesta sexta-feira (15/10)

Mais nove novos abrigos de ônibus, recém-implantados pela Prefeitura no Jardim Amanda, ganharam, nesta sexta-feira (15/10), sinalização específica para PCD (Pessoa Com Deficiência).

De acordo com os dados da Secretaria de Mobilidade Urbana, agora já são 63 os equipamentos em que a sinalização de reserva de vaga para PCD foi pintada pela Administração Municipal. A medida contribui para que a população respeite o direito do deficiente que utiliza o transporte público para se deslocar.

Logo cedo, técnicos do Setor de Pintura percorreram a Avenida Brasil, onde implantaram a sinalização específica em quatro abrigos: um em frente ao numeral 635, outro no lado oposto ao supermercado Poupar, mais um em frente ao supermercado Minicusto e, por fim, outro em frente ao numeral 1.100.

Em seguida, a equipe se dirigiu à Avenida Cora Coralina, onde foram sinalizados outros cinco equipamentos: um próximo ao cruzamento com a Avenida Anita Garibaldi, outro em frente ao numeral 351b, um próximo ao cruzamento com a Rua Padre Feijó, outro em frente ao número 1.175 e, finalmente, um próximo ao cruzamento com a Rua Anita Garibaldi.

A sinalização para PCD é implantada nos 165 novos abrigos de ônibus, à medida que estes vão sendo construídos pela Administração Municipal. Os mais recentes foram implantados nestes dois bairros. Segundo o diretor de Operações, José Eduardo Vasconcellos, a pintura do pictograma garante a reserva da vaga para cadeirante.

Sinalização de lombadas

Além da pintura de pictogramas PCD nos novos abrigos de ônibus, a Secretaria de Mobilidade Urbana também sinalizou lombadas, na manhã desta sexta-feira (15/10). A primeira a receber pintura de faixas amarelas foi a localizada na Rua Joaquim Martarollli, entre as ruas Maria Ribeiro dos Santos e Joseph Paul Burlandy, no Parque São Miguel. A segunda, também na Joaquim Martarollli, fica entre a Rua Carlos de Campos Adorno e a Avenida Olívio Franceschini, no Parque São Gabriel.

Novos pontos de parada

Ao todo, Hortolândia ganhará 218 novos sinalizadores de pontos de parada de ônibus: 165 abrigos e 53 totens que demarcam os locais de embarque e desembarque. Modernos, os novos equipamentos garantem comodidade e segurança aos usuários do transporte público. Além de confortáveis, os novos pontos contam com painéis que permitirão aos usuários consultar o itinerário e o tempo de chegada dos ônibus. Os abrigos dispõem de iluminação, espaço para cadeirante e piso tátil para deficientes visuais, assim como bancos reforçados para obesos.

De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, abrigos e totens serão instalados em toda a cidade, em ruas e avenidas de grande fluxo de pessoas. A ação mantém Hortolândia no ranking das cidades mais inteligentes do Brasil, pois estes pontos vão contar, muito em breve, com Wi-Fi para que todos possam acompanhar os horários e itinerários por meio de aplicativo na internet.

Continue Lendo

Nossa Cidade

Divisão de Saúde Ocupacional da Prefeitura de Hortolândia mudará para o prédio do HORTOFÁCIL

Publicado

em

Imóvel que abrigava órgão da Secretária de Administração e Gestão de Pessoal agora será sede da Farmácia de Alto Custo da Secretária de Saúde

Atenção, servidor da Prefeitura de Hortolândia. A DSO (Divisão de Saúde Ocupacional e Segurança no Trabalho) está de mudança para o prédio do HORTOFÁCIL, central de serviços municipais localizada na Rua Argolino de Moraes, 405, na Vila São Francisco. Segundo a Secretaria de Administração e Gestão de Pessoal, dúvidas sobre o atendimento, neste período, podem ser esclarecidas pelo e-mail [email protected] ou pelo WhatsApp da DSO: (19) 99976-3890.

Com a mudança, a antiga sede da DSO, na Rua Vanderlei Costa Camargo, 58, na Vila São Francisco, passará a abrigar a Farmácia de Alto Custo, órgão da Secretaria de Saúde. 

“A DSO contará com um espaço mais amplo e seguro, próximo ao DGP (Departamento de Gestão de Pessoal), o que facilitará o atendimento dos servidores”, afirma a secretária de Administração e Gestão de Pessoal, Ieda Manzano de Oliveira.

Continue Lendo

Populares