Connect with us

Esportes

Campo da Confibra terá sistema de drenagem inteligente e econômico

Publicado

em

A obra de construção da arquibancada no Campo da Confibra, em execução pela Prefeitura de Hortolândia em parceria com o Governo Federal, avança a cada dia. Quem passa pela praça esportiva, localizada no Jardim Campos Verdes, já observa os quatro lances de arquibancadas de alvenaria, que abrigarão os torcedores, após a volta dos jogos de futebol na cidade, temporariamente suspensos por conta da pandemia do Coronavírus.

A arquibancada substitui o antigo talude que existe no campo, de onde os espectadores observavam os jogos. Agora, de acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer, está sendo implantado um sistema inteligente de drenagem, que ficará instalado de maneira subterrânea.

Segundo a Secretaria de Esporte e Lazer, o espaço terá capacidade para receber aproximadamente 1.500 pessoas durante os jogos.

“Com a implantação desse sistema de drenagem, economizaremos até na hora de molhar a grama. A tubulação deste sistema captará a água da chuva e de uma mina que há próxima ao campo. A água será armazenada para irrigação, tornando este sistema inteligente e econômico. Após esta etapa, que está em andamento, será feito um calçamento entre a arquibancada e o alambrado que separará a torcida do campo. Esta calçada ainda seguirá até a entrada da praça esportiva, levando embelezamento e facilitando a locomoção dos torcedores pelo local”, informou o secretário de Esporte e Lazer da Prefeitura.

Gramados dos campos municipais de futebol recebem reforma

Equipes da Prefeitura também trabalham na manutenção dos outros campos de futebol da cidade. O objetivo é mantê-los em condições de uso. As melhorias são realizadas nos gramados do campo do Remanso Campineiro, Jardim Adelaide, Poliesportivo (Nova Hortolândia), Rosolen, CAIC (Jd. Amanda) e no próprio Campo da Confibra.

Esportes

Equipe de vôlei de praia do projeto Escolinhas Esportivas disputa competição oficial em São Paulo

Publicado

em

Atletas de Hortolândia foram destaque no torneio

Com o avanço da vacinação contra o Coronavírus e a volta das competições e atividades esportivas no Estado de São Paulo, o esporte de Hortolândia, mais uma vez, foi representado em uma competição oficial. Os times de vôlei de praia masculino e feminino do projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura de Hortolândia, participaram, no final de semana passado, de uma competição no Nacional Atlético Clube, em São Paulo, evento do Circuito Paulista da modalidade, torneio oficial da Federação Paulista de Vôlei de Praia.

De acordo com a Secretaria de Esportes, o time hortolandense viajou à capital com um grande contingente de jogadores para a competição. O time de atletas até os 19 anos de idade foi representado por três duplas masculina e uma feminina. Já o time para jogadores até 17 anos de idade contou com duas duplas masculinas e duas duplas femininas. No sub-17, Hortolândia ficou com a segunda e terceira colocações, com as duas duplas. Já no sub-19, o time masculino terminou na quinta posição.

“Mesmo com o pouco tempo de treinamento por conta do agravamento da pandemia do Coronavírus, conseguimos disputar uma competição oficial e importante em alto nível. Nossos atletas mostraram comprometimento e continuarão os treinamentos para as próximas competições. Acima dos resultados, é importante a dedicação dos meninos e meninas”, comenta o técnico da equipe de alto rendimento do vôlei de praia das Escolinhas Esportivas de Hortolândia, Thiago Gean Macedo.

ESCOLINHAS ESPORTIVAS

Os treinos de vôlei de praia na Praça de Esportes do Santa Clara, estão de volta. Interessados em matrículas nesta e outras modalidades disponibilizadas no projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura podem ligar, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no telefone (19) 3965-1400 ramal 7409 para obter mais informações.

Continue Lendo

Esportes

Taekwondô de Hortolândia faz bonito em competição disputado no Espírito Santo

Publicado

em

Equipe do projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura somou seis medalhas em torneio oficial 

O time de taekwondô do projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura continua colecionando medalhas e conquistas.

No final de semana passado, o time viajou para Serra, no Espírito Santo, onde representou Hortolândia na disputa da Copa Regional Sudeste da Modalidade.

O evento, oficial da Confederação Brasileira da modalidade, contou com competidores de toda a região Sudeste e valeu pontos no ranking nacional de taekwondô, além de uma vaga para o Grand Slam do ano que vem, conquistada pelo atleta hortolandense Enzo Paludo Conceição. Sete atletas de Hortolândia participaram da disputa em diferentes categorias e, ao final da Copa, somaram seis medalhas. Foram quatro bronzes, entre eles no feminino, com Letícia Vitória, uma prata e um ouro com João Chaves.  “Além da vaga conquistada por Conceição para o Grand Slam do ano que vem, os demais atletas estão aguardando mais vagas. A classificação será definida no Campeonato Brasileiro, disputado no dia 25 de novembro no Rio de Janeiro. Voltamos às competições em grande estilo já que a pandemia do Coronavírus prejudicou a preparação para os torneios. Continuaremos os treinamentos visando a temporada de competições”, explica o técnico do time de Hortolândia e treinador do projeto Escolinhas Esportivas da Administração Municipal, Anderson Conceição.  

ESCOLINHAS ESPORTIVAS

  Com a retomada dos treinamentos do projeto Escolinhas Esportivas seguindo o Código Sanitário do Estado de São Paulo contra a disseminação do Coronavírus, interessados em treinar taekwondô e outras modalidades podem ligar, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, no telefone (19) 3965-1400 ramal 7409 para obter mais informações. 

No início de 2017, as Escolinhas Esportivas atendiam seis mil alunos em 21 modalidades. Agora, são 9.500 pessoas atendidas em 30 tipos de atividades. De acordo com a Secretaria de Esporte e Lazer, com a reestruturação do projeto e a implantação de novos espaços esportivos, foram criadas quase quatro mil novas vagas e outras nove modalidades.  

Continue Lendo

Esportes

Equipe do futebol amador de Hortolândia estreou em partida para amputados, neste sábado (18/09)

Publicado

em

Jogo contra Ajax, de São Paulo, mostra que esporte é inclusivo e pode ser disputado por todos

O esporte e a inclusão social caminham lado a lado para a integração social. Neste sábado (18/09), Hortolândia foi palco de uma partida de futebol para amputados, onde o resultado do placar pouco importou: ao final do jogo, prevaleceu a lição que a prática esportiva é para todos.

Segundo a Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social da Prefeitura, a partida foi entre duas equipes tradicionais do futebol amador, o Santa Clara de Hortolândia – que agora com o time de amputados, e o Ajax de São Paulo – onde a equipe já existia. Os times disputam os torneios de futebol amador em suas respectivas cidades e, agora, buscam neste novo projeto, ampliar a maneira de jogar futebol.

“A equipe do Ajax é um time tradicional da Zona Leste de São Paulo, acostumados a jogar grandes competições do futebol amador como a Copa Kaiser, por exemplo. Lá, eles já contam com este projeto de futebol para amputados e, agora, aqui em Hortolândia, buscamos na equipe do Santa Clara este tipo de inclusão. Essa foi a primeira partida do time e o projeto é a realização de mais jogos para ampliarmos a oferta de equipes que queiram ter esta modalidade, que alia futebol e inclusão social, despertando o interesse para que todos possam praticar o esporte”, explica o secretário de Inclusão e Desenvolvimento Social, Francisco Raimundo da Silva.

A partida deste final de semana foi jogada em um campo de futebol society particular no Jardim Interlagos. Ao final do jogo, os hortolandenses do Santa Clara empataram por 3 a 3 com o Ajax no tempo normal e venceram por 4 a 3 nos pênaltis. Ao longo do jogo, a principal atração foi o espírito esportivo e a união que a paixão pelo futebol traz. “Grandes equipes do futebol brasileiro já possuem uma equipe para esta modalidade. Estamos na torcida e contribuindo para que o esporte continue aliado a inclusão social”, comenta o secretário.

COMO FUNCIONA A MODALIDADE?

No futebol de amputados, as partidas acontecem em um campo de futebol society. Os times jogam com sete jogadores, sendo o goleiro amputado ou com alguma deficiência em um dos braços, e os atletas de linha amputados ou com alguma deficiência em uma das pernas. Para jogar, não pode se tocar na bola de forma intencional com a perna ou braço amputados e nem com a muleta, além disso, o tiro de meta cobrado pelo goleiro não pode passar o meio do campo e ele, goleiro, não pode sair da área.

Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares