Um varejão de hortifruti foi autuado pela Vigilância Sanitária na tarde de ontem por não fazer o controle de fluxo de pessoas no interior do estabelecimento, aumentando o risco de aglomeração de clientes durante as compras.

A irregularidade foi constatada em ação que percorreu os bairros Jardim Flamboyant, Jardim das Oliveiras, Sítio Recreio Gramado, Jardim Nova Europa, Jardim Conceição e Alto da Barra. O estabelecimento autuado por infração à legislação sanitária municipal está sujeito a aplicação de multa de R$ 3.030,88.

Com base em denúncias recebidas pela população sobre aglomerações e falta de máscara por funcionários e clientes, os fiscais percorreram também, no período da manhã de ontem, clínicas médicas – serviços considerados essenciais – no Centro e no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora. No entanto, quando a fiscalização chegou aos estabelecimentos, não constatou nenhuma irregularidade. Assim, houve somente orientações aos proprietários sobre a necessidade de reforçar os protocolos sanitários. A equipe da Vigilância também foi até uma barbearia, mas o local estava fechado, cumprindo assim a determinação do decreto vigente.

Além disso, padarias, restaurante e cafeteria, denunciadas pelo sistema 156 por irregularidades sanitárias, também foram fiscalizados, mas a Vigilância não apurou desvio no respeito às medidas sanitárias.

Durante as ações, que foram intensificadas, os fiscais também fazem rondas nos bairros para identificar se comércios e serviços não essenciais estão realmente fechados. A equipe visita, ainda, estabelecimentos essenciais e orienta os responsáveis sobre as medidas de controle e prevenção da Covid 19.

A Prefeitura reforça a necessidade de colaboração da população por meio de denúncias pelo 156 ou 153. Além disso, é importante que todos tenham consciência das medidas de prevenção, como uso adequado de máscaras de proteção, lavagem das mãos com frequência, uso de álcool gel e, principalmente, evitar aglomerações.