Connect with us

Campinas

Protesto trava terminal metropolitano de Campinas

Publicado

em

Motoristas e cobradores da Empresa Ouro Verde decidiram fazer um protesto no começo da noite desta segunda-feira (21) por atraso no pagamento do vale. Eles bloquearam a entrada principal do Terminal Metropolitano Magalhães Teixeira, por cerca de duas horas, impedindo a entrada de ônibus municipais e intermunicipais no terminal em Campinas.
 
Houve congestionamento e ao menos 30 ônibus ficaram estacionados da entrada do terminal até a Avenida Lix da Cunha.
 
Passageiros que seguiam viagem precisaram descer dos coletivos e fizeram o percurso a pé, alguns deles carregados com bagagem para embarcar no terminal rodoviário.

O protesto começou por volta das 18h30 e terminou às 20h30. O bloqueio atingiu todas as linhas que acessam o Terminal Metropolitano vindas dos municípios de Sumaré, Hortolândia, Monte Mor e Paulínia.
 
A fila de ônibus chegou à Avenida Lix da Cunha. Agentes da Empesa Municipal de Desenvolvimento de Campinas (Emdec) ajudaram a monitorar o trânsito, orientando as linhas de ônibus municipais no entorno da Rodoviária.
 
Policiais militares também foram ao local para garantir a segurança no entorno do terminal.

Os motoristas informaram que decidiram iniciar o movimento por causa de constantes atrasos no pagamento.
 
“Não é a primeira vez que a empresa atrasa”, disse um motorista que preferiu não se identificar.
 
Os manifestantes informaram que realizaram a ação por conta própria e não tiveram apoio sindical.
 
O sindicato da categoria não se posicionou nesta segunda (21).
 
Os trabalhadores informaram que até ontem à noite o pagamento não foi depositado, mas que eles fizeram um acordo com a empresa de suspender o protesto para realizarem uma reunião, marcada para 10h desta terça (22), na garagem da empresa no Jardim Nova Veneza, em Sumaré.

Paralisação

Publicidade

“Vamos negociar direto com o chefe do setor”, disse um motorista, que também não quis se identificar.
 
A possibilidade de uma paralisação hoje não foi descartada pelos motoristas.
 
Um representante da empresa que esteve no terminal negociando com os funcionários não quis se manifestar.
 
A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) afirmou que a manifestação prejudicou a operação do terminal, mas não soube precisar quantos usuários foram atingidos.
 
Além dos passageiros do Terminal Metropolitano, as pessoas que iam embarcar dentro da rodoviária tiveram problemas por causa da manifestação.
 
A estudante Juliana Brito, de 22 anos, ia desembarcar em frente à rodoviária, mas teve que descer no acesso da Avenida Barão de Itapura e fazer parte do percurso a pé.
 
“Não tem ônibus nenhum entrando no terminal. Fui surpreendida pela greve. Ficamos um tempo esperando no ônibus e os agentes da Emdec orientaram o motorista a contornar a rodoviária”, disse.
 
Por causa do protesto, as passageiras Solange Carvalho, de 31 anos, Shirley Vieira, de 46 anos, e Márcia Moraes, de 31 anos, ficaram esperando ônibus para Sumaré dentro do Terminal Metropolitano por duas horas.
 
“Chegamos às 18h30 aqui. Já são 20h20 e continuamos esperando. Os fiscais evaporaram. Ninguém deu nenhuma informação para a gente, quando íamos perguntar o que estava acontecendo e se tinha previsão de ônibus, respondiam com grosseria”, afirmou Solange. “É uma falta de respeito com quem foi trabalhar ou quem está voltando do feriado. Nós pagamos passagem cara e ainda somos obrigados a enfrentar essa situação”, disse Shirley.

Simone Alves precisava embarcar para São Paulo e ficou pelo menos 30 minutos presa no trânsito que se formou no entorno do terminal.
 
“Tinha uma fila enorme de carros e ônibus aqui no acesso à rodoviária. Isso atrasou nossa viagem porque normalmente é mais rápido. Além de ser a volta do feriado, teve o protesto para piorar a situação”, disse

Fonte: rac.com.br

Publicidade

Campinas

2 milhões de motos são esperadas no “Acelera para Cristo” rumo a Campinas

Publicado

em

motos

Ação evangelística e solidária contará com apoio das prefeituras de São Paulo e de Campinas e deve reunir mais 2 milhões de motos, superando a edição passada, que contou com 1,2 milhões de motociclistas.

O trajeto de 97 km começa às 10h, no Sambódromo do Anhembi, e seguirá em direção à cidade Campinas.

De acordo com os organizadores o evento contará com uma megaestrutura, que inclui: banheiros químicos, quatro ambulâncias, dois guinchos (caso alguma moto quebre na estrada), engradamentos de seguranças, seguranças, três camarins e um palco para as apresentações musicais.

Para participar da motociata é necessário preencher um cadastro disponível no site, clique aqui

Publicidade
Continue Lendo

Campinas

Campinas terá vacinação contra covid sem agendamento nesta quinta e sexta

Publicado

em

Por

Serão cerca de 12,5 mil vagas disponíveis em 44 Centros de Saúde nos dias 3 e 4/02; seis unidades atenderão somente crianças.

A Secretaria de Saúde vai disponibilizar em torno de 12,5 mil vagas sem agendamento para a vacinação contra a covid-19 nesta quinta e sexta-feira, dias 3 e 4 de fevereiro, das 8h às 17h. Serão cerca de 500 vagas para crianças (primeira dose) e aproximadamente 12 mil para adultos (dose adicional e segunda dose adicional para imunossuprimidos que receberam o reforço há quatro meses).

As vacinas serão aplicadas em 44 centros de saúde – seis vão atender exclusivamente crianças e 38 serão destinadas para adultos. Confira quais são as unidades disponíveis no site vacina.campinas.sp.gov.br.

Na segunda-feira, 31 de janeiro, foram abertas mais de 25 mil vagas para adultos e crianças, mas nem todas foram preenchidas. Por isso, haverá o atendimento de demanda espontânea.

Publicidade

As pessoas que fizeram agendamentos devem comparecer às unidades na hora marcada. Os demais serão atendidos mediante distribuição de senhas de acordo com a disponibilidade de vagas de cada centro de saúde.
Os documentos necessários e outras informações sobre a vacinação podem ser consultados no site vacina.campinas.sp.gov.br.

Continue Lendo

Campinas

Livraria da Vila volta a Campinas

Publicado

em

Rede retorna à cidade em nova unidade com projeto inovador e mais de 30 mil itens entre livros, jogos e artigos de papelaria

A Livraria da Vila, que completa 36 anos em 2021, inaugura nesta terça-feira (09/11), uma nova unidade em Campinas (SP). A loja marca o retorno da Rede à cidade, onde esteve presente até 2018. Localizada no Shopping Iguatemi, um dos mais tradicionais da cidade, a unidade conta com aproximadamente 510m2 dedicados à literatura e um mix completo de livros e serviços para atender a todos os públicos.

Essa é a sétima loja inaugurada desde 2020, quando Livraria da Vila iniciou seu plano de expansão. Com a nova unidade a rede passar a contar com 17 unidades, sendo quinze na Grande São Paulo e duas no Paraná.

“No início de 2018 fechamos uma unidade em Campinas, e sempre recebemos mensagens de clientes tristes pedindo nosso retorno. Agora surgiu essa possibilidade no Shopping Iguatemi, um dos mais tradicionais da cidade, e ficamos muito felizes por voltar”, conta Samuel Seibel, Presidente da Livraria da Vila.

Publicidade

Com 30 mil itens entre livros, jogos, brinquedos e artigos de papelaria, o mix de produtos da loja foi desenvolvido especialmente para o público da região. A escolha do acervo se deu a partir de pesquisas e conta com títulos para todos os gostos. Entre os destaques estão livros atuais e fundo de catálogo, desde literatura jovem até grandes clássicos da literatura.

Destaque para obras de não-ficção com títulos em humanidades, negócios, autoajuda e religião. A nova unidade conta ainda com espaço exclusivo para o público infantil. São 75 m2 com mobiliário lúdico e entrada de luz natural dedicados especialmente para a formação de leitores mirins.

“Sempre buscamos um mix entre lançamentos e obras importantes do catálogo das editoras. Pesquisamos o mercado, usamos o know-how das outras lojas, analisamos as tendencias, e montamos um acervo variado para atender o público eclético que frequenta o Shopping”, reforça Seibel. Além do amplo acervo, os consumidores da região contarão ainda com o programa ‘Seu jeito de Ler’, que converte pontos em descontos. “É um plus para incentivar a leitura”, complementa Seibel.

A loja conta ainda com uma unidade da La Guapa Empanadas Artesanais, famosa rede de empanadas artesanais da Chef Paola Carosella. Aconchegante, o espaço de 60m2 oferece diversas opções de empanadas, sobremesas e um excelente café. “Boa comida, bom café e bons livros sempre foi um combo delicioso, e conosco não poderia ser diferente. Une-se a essa equação a paixão e cuidado da La Guapa e da Vila pelos seus clientes, um casamento construído com muito carinho desde que abrimos nossa segunda loja na Vila da Lorena, em 2014”, conta Benny Goldenberg, diretor da La Guapa.

Publicidade

A estratégia da Vila, que inaugurou sete unidades entre dezembro de 2020 e julho de 2021 – Shopping Eldorado, na Zona Oeste, Park Shopping São Caetano, no ABC, Shopping Anália Franco, na Zona Leste, Pátio Paulista¸ no coração de SP, Shopping Maia, em Guarulhos, Shopping Center Norte, na Zona Norte, e Shopping Morumbi, na Zona Sul -, é investir em lojas mais compactas, uma curadoria pensada no cliente e um atendimento feito por vendedores apaixonados por livros- característica tradicional da rede.

Serviço:
Livraria da Vila – Shopping Iguatemi
Endereço: Avenida Iguatemi, nº 777 – Loja 137A1 – Vila Brandina
Horário: Segunda a sábado das 10 às 22h, domingos e feriados das 14h às 20h
Telefone: (19) 2042.4464| WhatsApp da rede: 11 99539-0321

Continue Lendo

Populares