Brasil

Greve em Universidades Federais termina com acordo assinado

greve

Greve, uma palavra que ressoou nas universidades e institutos federais por quase dois meses, chega ao fim após um acordo entre professores e o governo federal. O Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (Andes-SN) confirmou que o termo de acordo, fechado em uma reunião em Brasília neste último domingo (23), será formalmente assinado na próxima quarta-feira (26). A greve começará a ser suspensa a partir de hoje, com previsão de normalização completa das atividades até 3 de julho.

A decisão de encerrar a greve foi tomada após uma série de assembleias com docentes de todo o país, ocorridas entre 17 e 21 de junho. “O termo de acordo, embora não atenda plenamente às reivindicações dos professores, reflete avanços significativos e foi aceito devido à pressão exercida pelo movimento”, explicou o Andes em uma nota. Esses avanços incluem a proposta governamental de um reajuste salarial escalonado que, apesar de começar com um reajuste zero em 2024 devido a restrições orçamentárias, promete aumentos até 2026, alcançando um total de 12,8%.

Este acordo marca um ponto de virada na mobilização dos docentes que, segundo o Andes, “atingiu seu limite e agora a luta deve seguir por outras vias”. A greve, iniciada por questões salariais e de condições de trabalho, evidenciou a capacidade de mobilização da categoria e a necessidade de diálogo contínuo com o governo para futuras negociações.

Com informações da Agência Brasil de Notícias

Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98