Os amantes de automobilismo poderão resgatar, neste domingo, dia 28 de julho, às 9h, a “Volta do Chapadão”, com simulado de competição de carros antigos de corrida. A largada será no Balão do Castelo.  

Nesta edição, seis carros antigos de corrida simularão uma competição de duas voltas com percurso pelo trajeto original do circuito na avenida João Erbolato. Depois da volta simulada, outros 30 carros de colecionadores se unirão em carreata e seguirão pelas ruas José de Camargo Andrade, avenidas Brasil, Orozimbo Maia e Francisco Glicério até o Largo do Rosário onde ficarão em exposição ao público.   

A “Volta do Chapadão” tem o apoio da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, Emdec, Clube do Fordinho de Campinas e Escuderia Chic. Para o coordenador de Esportes da Secretaria de Esportes e Lazer, Fernando Vanin, esse tipo de acontecimento é importante para preservar a história da cidade. “É uma forma de resgatar a modalidade esportiva, uma das riquezas da memória da corrida na cidade, frisa Vanin.  

O Jardim Chapadão era palco de provas automobilísticas nas décadas de 1920 e 1930. O evento celebra as conquistas do piloto campineiro Benedicto Lopes e faz parte das comemorações do aniversário de 245 anos de Campinas.  

A Primeira “Volta do Chapadão” foi realizada em 1935, tendo outras quatro edições: em 1937, 1947, 1948 e sua última, em 1953. Durante esses anos, o circuito teve grande destaque nacional e internacionalmente, com diversos pilotos estrangeiros competindo na volta.  

Benedicto Moreira Lopes  

Benedicto Moreira Lopes era filho de um maestro e de uma dona de casa e nasceu em Campinas no dia 11 de Novembro de 1904. Depois dos acontecimentos da Revolução de 1932, começou a comprar carros danificados com o objetivo de restaurar para revendê-los, o que lhe rendeu prestigio e reconhecimento na região. Depois de algum tempo, um de seus clientes, Dante de Bartolomeu, o incentivou a participar de corridas, oferecendo um Bugatti antigo para que participasse.  

Sua primeira participação oficial em uma competição foi no 2° Grande Prêmio do Rio de Janeiro, em 1934, no Circuito da Gávea. Depois de sua estreia, continuou participando de outras competições, inclusive internacionais, ganhando título de “O Campineiro Voador”. Sua ultima prova foi em 1954, no “3° Circuito do Maracanã”, em que saiu vitorioso. Benedicto faleceu no dia 8 de agosto de 1989 e foi instituído por lei municipal, em sua homenagem, o “Dia do Antigomobilista Benedicto Lopes”, sempre no último domingo de julho.

Artigo anteriorPrefeitura faz manutenção em escolas municipais
Próximo artigoHomem tem seus pertences furtados, no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora