Connect with us

Saúde & Beleza

Inchaço nas pernas: quais os sintomas da má circulação e como prevenir?

Avatar de Redação Portal Hortolândia

Published

on

pernas

Temperaturas mais altas, exposição ao sol e passar muito tempo na mesma posição: esses são alguns fatores que contribuem para inchaços nas pernas em estações marcadas por climas mais quentes e, diversas vezes, este sintoma indica problemas na circulação sanguínea dos membros inferiores.

Conforme o cirurgião vascular, Dr. Márcio Steinbruch, esta situação está associada ao fato de o calor ter potencial de dilatar as veias e, consequentemente, causar uma alteração no retorno do sangue das extremidades do organismo ao coração.

Anuncio


“Para entender isso, é preciso recordar como funciona o sistema circulatório: as artérias são responsáveis por levar o sangue para as extremidades do corpo; as veias auxiliam no trajeto contrário, ou seja, fazem com que o sangue da periferia do organismo retorne ao coração. Além disso, também há os vasos linfáticos que drenam o excesso de líquido, conhecido como linfa, dos tecidos”, explica o cirurgião vascular.

As veias e os vasos linfáticos atuam contra a gravidade e, para que a circulação ocorra de maneira adequada, o corpo depende da musculatura da panturrilha, estrutura chamada de coração venoso periférico. “É por isso que quando ficamos muito tempo na mesma posição, sem movimentar as pernas, seja sentado ou em pé, dificultamos o retorno venoso e, podemos perceber os membros inferiores inchados. No calor, esta situação pode se intensificar, porque as veias podem ficar dilatadas e a exposição prolongada ao sol pode prejudicar o funcionamento dos vasos linfáticos”, destaca o dr. Márcio.

Advertisement

Além do inchaço, as pessoas também podem ter a sensação de peso e formigamento nos pés e pernas, cãibras e manchas vermelhas. O cirurgião vascular reforça que esses sintomas podem piorar no fim do dia, “principalmente se a dinâmica de trabalho for em pé ou se há o uso de saltos altos por longos períodos”.

Para prevenir o surgimento de má circulação, Steinbruch comenta que é importante deitar e elevar as pernas a um nível acima do coração pelo menos três vezes ao dia, por cerca de 15 minutos, praticar atividades físicas diariamente, manter uma alimentação saudável e evitar passar muito tempo na mesma posição, por isso, é recomendado intercalar momentos durante o dia para exercitar a panturrilha, andando por pelo menos 10 minutos.

“Ao perceber o inchaço nos membros inferiores, compressas de água fria podem ajudar e se o problema se tornar frequente, é importante procurar um especialista para evitar o agravamento da situação”, concluiu o dr. Márcio.

Sobre o especialista: Dr. Márcio Steinbruch – formado pela Universidade de São Paulo (USP), é médico com especialização em cirurgia vascular pelo Hospital das Clínicas da FMUSP, além disso, possui título de especialista pela Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular e é membro titular da Sociedade Brasileira de Angiologia e Cirurgia Vascular. Curta as redes sociais do médico: Instagram: @livredevarizes e Facebook.com/marcio.steinbruch

Advertisement

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98

Saúde & Beleza

Conheça a febre oropouche: doença viral com aumento significativo de casos no Brasil

Avatar de Eder Oliveira

Published

on

febre oropouche

Você conhece a febre oropouche? Pois saiba que há um aumento expressivo de casos desta doença viral no Brasil. Ela é transmitida, principalmente, pela picada de um mosquito conhecido como maruim ou mosquito-pólvora (Culicoides paraensis é seu nome científico).

Os dados revelam, segundo o Ministério da Saúde, que em 2023 foram 832 casos, contra 3.354 registros nas quinze primeiras semanas de 2024.

Números da febre oropouche

Anuncio


O número de casos da febre oropouche pode ser visto abaixo:

  • Amazonas (2.538 casos),
  • Rondônia (574 casos),
  • Acre (108 casos),
  • Bahia (31 casos),
  • Pará (29 casos),
  • Roraima (18 casos),
  • Mato Grosso (11),
  • São Paulo (7) e,
  • Rio de Janeiro (6).

Uma das razões apontadas pelo Ministério da Saúde para esse aumento é a descentralização do diagnóstico laboratorial para detecção do vírus nos estados da região amazônica, onde a febre oropouche é considerada endêmica.

No entanto, a situação é mais complexa, uma vez que muitas regiões do Brasil não têm disponibilidade de exames, sugerindo que o número real de casos pode ser ainda maior do que os registros oficiais.

Advertisement

O que é a a doença?

Detectado no Brasil na década de 1960 a partir de amostras de sangue de um bicho-preguiça capturado durante a construção da rodovia Belém-Brasília. A partir disso, ela tem se tornado um preocupante vilão da saúde pública, exigindo medidas de controle e prevenção, como o combate ao vetor transmissor e a conscientização da população sobre os sintomas e medidas de proteção.

COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
Compartilhar no Facebook

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98
Continue Reading

Saúde & Beleza

10 dicas para proteger crianças contra infecções + dica bônus

Avatar de Eder Oliveira

Published

on

dicas para proteger crianças contra infecções

Aqui, mostraremos 10 dicas para proteger crianças contra infecções. Isso tem se tornado uma preocupação constante para pais e cuidadores, especialmente durante os períodos de maior incidência de doenças respiratórias, como gripes e resfriados. Contudo, tome os cuidados listados abaixo e, se verificar sintomas mais constantes, procure ajuda médica.

10 dicas para proteger crianças contra infecções

Vacinação:

A vacinação é fundamental para crianças, jovens e adultos, independentemente do que muitos digam por aí. Certifique-se de que as crianças recebam todas as vacinas recomendadas, incluindo as vacinas contra gripe e outras doenças respiratórias, de acordo com o calendário de vacinação.

Higiene das mãos:

Anuncio


Ensine as crianças a lavar as mãos regularmente com água e sabão por pelo menos 20 segundos, especialmente antes de comer, depois de usar o banheiro e ao chegar em casa.

Cobrir a boca e o nariz:

Instrua as crianças a cobrir a boca e o nariz com um lenço de papel ao tossir ou espirrar e a jogar o lenço no lixo imediatamente após o uso. Se não houver lenço disponível, ensine-as a tossir ou espirrar no cotovelo, em vez das mãos.

Advertisement

Evitar contato próximo com pessoas doentes:

Oriente as crianças a evitar o contato próximo com pessoas que estão doentes, incluindo evitar compartilhar objetos pessoais, como talheres e copos.

Limpeza e desinfecção:

Mantenha superfícies e objetos frequentemente tocados limpos e desinfetados regularmente, especialmente em áreas de uso compartilhado, como banheiros e cozinhas.

Evitar multidões:

Evite levar as crianças a locais lotados ou eventos onde haja muitas pessoas, especialmente durante surtos de doenças respiratórias. Tudo isso para que o sistema imunológico mantenha-se equilibrado.

Promover um estilo de vida saudável:

Incentive as crianças a manterem um estilo de vida saudável, incluindo uma dieta equilibrada, exercícios regulares, sono adequado e redução do estresse.

Advertisement

Mantenha as crianças em casa quando estiverem doentes:

Se uma criança estiver doente, é importante mantê-la em casa para evitar a propagação da doença para outras pessoas.

Ventilação adequada:

Mantenha os ambientes internos bem ventilados, abrindo janelas e portas sempre que possível para permitir a circulação de ar fresco. Essa ‘troca de ar’ ao longo do dia, é fundamental não só para crianças, mas também para adultos.

Consulta médica:

Em caso de sintomas de infecções respiratórias, como febre, tosse, coriza ou dificuldade para respirar, consulte um médico imediatamente para avaliação e tratamento adequados.

Dica Bônus:

Oferecer exclusivamente leite materno nos primeiros 6 meses de vida e complementá-lo com alimentos saudáveis até os 2 anos é altamente recomendado, pois o leite materno contém anticorpos fornecidos pela mãe. Esses anticorpos ajudam a aumentar a proteção contra infecções comuns no outono/inverno e outras doenças.

Advertisement

    COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
    Compartilhar no Facebook

    Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98
    Continue Reading

    Saúde & Beleza

    Entenda o que é Mounjaro: remédio que tem sido usado por ricaços brasileiros

    Avatar de Eder Oliveira

    Published

    on

    Entenda o que é Mounjaro

    Você sabe Entenda o que é Mounjaro: remédio que tem sido usado por ricaços brasileiros? Esta é uma nova substância apelidada de “Ozempic dos ricaços” e que foi produzida pelo laboratório Eli Lilly. Semelhante ao Ozempic, tornou-se favorito dos ricaços quando o assunto é rápido emagrecimento e o valor dele? Pode chegar a R$ 3.782,17.

    Além disso, sua indisponibilidade no mercado brasileiro aumenta seu status de exclusividade. Aprovado pela Anvisa no ano passado, tem como principal objetivo tratar diabetes.

    O que é Mounjaro?

    Anuncio


    Segundo a bula seu principal ativo é a tirzepatida, que ajuda a controlar a taxa de açúcar no sangue. Na prática, o remédio foi aprovado para tratar a diabetes, desta vez do tipo 2 e nos Estados Unidos, o Mounjaro foi aprovado para tratamentos da obesidade.

    Simulando a ação dos hormônios GLP-1 e GIP, a medicação afeta a sensação de saciedade no cérebro e a redução da velocidade da digestão da comida. Com essa ação, a pessoa que usa o medicamento sente menos fome, consome menos calorias e perde peso. Já no pâncreas, o Mounjaro estimula a produção de insulina, motivo pelo qual os remédios são utilizados no tratamento da diabetes tipo 2.

    Advertisement

    COMPARTILHE NAS REDES SOCIAIS
    Compartilhar no Facebook

    Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98
    Continue Reading

    Noticias

    Cursos gratuitos de artesanato Cursos gratuitos de artesanato
    Cursos27 minutos ago

    Cursos gratuitos de artesanato em Hortolândia: saiba como se inscrever

    O Fundo Social de Solidariedade de Hortolândia abriu inscrições para dois cursos gratuitos de artesanato. Um deles é de confecção...

    Dia dos Patinadores Dia dos Patinadores
    Esportes46 minutos ago

    Agora Hortolândia tem o Dia dos Patinadores: projeto de lei tem aprovação unânime

    Na noite de ontem (22), o legislativo municipal de Hortolândia aprovou por unanimidade o projeto de lei que institui o...

    Hortolândia Hortolândia
    Policial3 horas ago

    Homem é preso após agressões físicas e psicológicas contra a companheira em Hortolândia

    Na noite de ontem (22), a polícia de Hortolândia se dirigiu até o bairro Vila São Pedro, após receberem relatos...

    Nova onda de calor no Sudeste Nova onda de calor no Sudeste
    Nossa Cidade4 horas ago

    Nova onda de calor no Sudeste chega em breve e pode afetar Hortolândia

    Uma nova onda de calor no Sudeste. Isso é o que pode ocorrer nos próximos dias, segundo previsões do Climatempo...

    Lua Cheia Rosa Lua Cheia Rosa
    Brasil4 horas ago

    Saiba como ver a Lua Cheia Rosa, fenômeno que ocorrerá hoje (23) no céu de todo país

    Na noite de hoje (23), um fenômeno conhecido como Lua Cheia Rosa poderá ser visto no céu de todo país....

    Consimares Consimares
    Nossa Região5 horas ago

    Escola em Elias Fausto implanta projeto de compostagem em parceria com o Consimares

    Estudantes da Escola Municipal Aparecida do Carmo Maschietto, em Elias Fausto, estão se tornando verdadeiros agentes de mudança ao aprenderem...

    Praça da Cidadania Praça da Cidadania
    Nossa Cidade6 horas ago

    Confira quando a Praça da Cidadania, em Hortolândia, será inaugurada

    Nesta quinta-feira (25), Hortolândia celebra a entrega da Praça da Cidadania, um projeto colaborativo entre o Governo do Estado de...

    Advertisement
    cinema

    Populares