Connect with us

Saúde & Beleza

AVC precoce: previna-se e conheça as terapias de tratamento

Publicado

em

avc

Sedentarismo, excesso de trabalho, muita comida industrializada, tabagismo e uso de drogas ilícitas. Essas são algumas das causas apontadas por especialistas por trás do crescimento de casos de acidente vascular cerebral (AVC) precoce (antes dos 60 anos).

De acordo com a Central Nacional de Informações do Registro Civil, as pessoas com idades entre 20 e 59 anos representaram 17,2% dos óbitos por AVC no Brasil em 2019, mas esse número subiu para 18,5% em 2020 e para 20% entre janeiro e outubro de 2021.

Vejo esses dados com grande preocupação, pois o AVC precoce costuma ser mais grave do que entre idosos, faixa em que essa ocorrência é mais comum. Não existem pesquisas definitivas sobre o assunto, mas percebo que o estilo de vida atual conduz cada vez mais para o imediatismo, tudo ao alcance da mão pelo celular.

A vida facilitada das entregas de comida, muitas vezes, impede movimentos simples como a caminhada até um restaurante, ou mesmo a agitação natural dentro de casa no preparo dos alimentos. Além dos condimentos e da gordura próprios da comida comprada, o horário das refeições está se tornando um tempo não de descanso, mas de comer rapidamente para “resolver coisas” – ou mesmo para manter altos os níveis de atividade cerebral ao celular.

Tudo isso representa maiores níveis de estresse, excesso de informação, além do sedentarismo. Somado a isso, existe a tendência aos excessos noturnos da juventude, seja com hábitos irregulares de sono, uso do tabaco ou drogas ilícitas. Lamento que sejam atitudes tão corriqueiras a nos levar a um desequilíbrio tão grande, que inclui a pressão arterial, índices glicêmicos e muita obesidade.

Infelizmente, é raro que o AVC seja leve entre jovens, sendo mais comum a ocorrência de moderada a grave, com perdas importantes de atividade motora e cognitiva. Para quem sofreu um AVC em idade “produtiva”, felizmente existem bons resultados com o uso de métodos terapêuticos como o Perfetti, fruto de pesquisas realizada desde os anos 1970.

O Método Perfetti foi justamente originado de inquietações relacionadas ao acidente vascular, pois mesmo com o uso de diversas técnicas era comum chegar a um ponto do tratamento em que o paciente não evolui nem piora, ou seja, fica estagnado – o chamado platô.

A partir de recursos da reabilitação neurocognitiva, foi possível auxiliar essas pessoas a obter melhoras mais significativas – e isso é excelente, visto que elas desejam voltar a ser produtivas mais rapidamente, ainda que retomem carreiras diferentes daquelas em que atuavam.

Entre meus pacientes da terapia ocupacional, essa recuperação é gradual, mas consistente, e a constância no tratamento é fundamental. Seguimos assim, com muito interesse na recuperação da vida!

* Syomara Cristina Szmidziuk atua há 31 anos como terapeuta ocupacional, e tem experiência no tratamento e reabilitação dos membros superiores em pacientes neuromotores. Faz atendimentos em consultório particular e em domicílio para bebês, terapia infantil e juvenil, para adultos e terceira idade. Desenvolve trabalho com os métodos RTA e terapia da mão, e possui treinamento em contenção induzida, Perfetti (introdutório), Imagética Motora (básico), Bobath e Baby Course (Bobath avançado), entre outros.

OfertaMelhores No. 1
Alimentação natural para o dia a dia: 100 receitas vegetarianas com ingredientes simples
  • Britton, Sarah (Author)
  • 240 Pages - 03/08/2021 (Publication Date) - Companhia de Mesa (Publisher)
OfertaMelhores No. 2
Ghee com Sal Rosa 200 G, Benni Alimentos Saudaveis
  • Nossa ghee é totalmente pura sem nenhuma substancia maléfica ao organismo; comparado a margarina ou manteiga convencional ela pode ser muito mais atrativa a sua saúde e dieta; pois o preparo da Ghee faz diversos procedimentos para eliminar substancias maléficas a nosso organismo; tornando ela um grande aliado do sistema imunológico e até possui ações anti-inflamatórias
  • Mais saudável; ela realça o sabor e o aroma dos alimentos e também aumenta a absorção dos nutrientes
  • Não contém glúten e lactose
OfertaMelhores No. 3
Farinha Zaya - a Farinha Multiuso sem Glúten de Ingrediente Único
  • Feita 100% de mandioca: a zaya é uma farinha de ingrediente único, feita de mandioca.  é sem grãos, sem glúten, sem oleaginosas, paleo, vegan e com sabor semelhante ao trigo; com a zaya você pode fazer qualquer receita
  • Livre de alergênicos: como a zaya é feita de mandioca, ela é naturalmente livre dos alergênicos mais comuns, tais como: grãos, glúten, laticínios, ovos, soja e oleaginosas. além disso, a zaya não compartilha equipamentos com outros insumos além da pura mandioca, então podemos prometer a você e à sua família que estamos livres de contaminação cruzada
  • Da mandioca à farinha: a mandioca é um alimento básico em todo o mundo há séculos. o que nos diferencia da tapioca é a maneira como secamos e moemos essa raiz, usando-a inteira, e não apenas extraindo o seu amido. o resultado é uma farinha leve, de ingrediente único, sem grãos, sem glúten e sem
  • Substituta da farinha de trigo: recrie versões deliciosas de todas as suas receitas de família favoritas com a zaya. seu sabor suave e textura leve tornam-no um substituto fácil na maioria das receitas para a farinha de trigo

Saúde & Beleza

Dor na panturrilha durante caminhadas e exercícios precisa ser observada

Publicado

em

dorPePanturrilha

Nas férias, com as viagens e os passeios, é comum realizar longas caminhadas e passar mais tempo em pé. É possível que o grande esforço gere desconforto nos membros inferiores, como a panturrilha, o que pode ser um sinal do corpo em relação a outros problemas de saúde.

O incômodo, de modo geral, pode ser o indício de muitas patologias, segundo a vice-secretária da Sociedade Brasileira de Angiologia e de Cirurgia Vascular (SBACV), Drª Ziliane Caetano Lopes Martins.

A disfunção pode estar ligada a problemas vasculares ou não,  podendo ser consequência de  alterações nas veias, nas artérias, nos nervos, no sistema osteomuscular ou na pele, relacionada a infecções, como as erisipelas e celulites.  Tanto as pessoas que praticam atividades físicas regularmente, como as sedentárias e crianças podem ser acometidas pelos sintomas.

“É importante ter conhecimento das várias causas de dor e da avaliação especializada, se necessário. Mas claro que a pessoa com mais idade terá mais exposição e mais causas a serem diferenciadas”, aponta a profissional.

Os quadros venosos, causados por insuficiência venosa ou varizes, têm como característica uma dor vespertina, como peso ou cansaço, que pioram com o calor e melhoram com repouso e com a elevação das pernas. Parte dos pacientes que apresentam esses fenômenos possuem varizes visíveis, ou seja, veias aparentes, dilatadas, tortuosas e azuladas nos membros inferiores.

Em casos de origem arterial, a doença pode ser causada por uma obstrução crônica das artérias. A dor se manifesta ao andar, traz sensação de queimação nas panturrilhas e que vai se intensificando. Com o repouso a dor tem tendência a sumir, mas ao voltar a andar se inicia novamente. Em ocorrências mais avançadas os pés podem ficar frios, pálidos, azulados ou arroxeados e com a sensação de formigamento.

Também são comuns as dores se manifestarem durante a prática de algum exercício físico, em forma de cãibra, lesões no músculo ou no tendão. Os alongamentos, antes e depois da atividade, e sem exageros, ajudam a evitar dores e maiores agravamentos.

Durante as viagens, é importante se lembrar de movimentar os pés e as pernas.  “É muito comum nos esquecermos desse detalhe, principalmente pela dificuldade logística que pode haver. Mas é fundamental o movimento das pernas e pés para auxiliar o bombeamento muscular das panturrilhas e melhorar o retorno venoso”, afirma a médica.

Manter a hidratação e uma alimentação equilibrada, sem o consumo de gorduras, frituras e açúcares, traz mais qualidade de vida. Orientações básicas podem ajudar a evitar maiores desconfortos:

  • Aquecimento antes da prática de atividades físicas;
  • Alongamentos antes e após os exercícios físicos;
  • Realizar acompanhamento com um profissional habilitado;
  • Utilizar meias de compressão para aumentar o retorno venoso e diminuir dores e edemas nas pernas;
  • Evitar longos períodos sem se movimentar;
  • Sempre se hidratar e manter uma alimentação saudável.

Com a manifestação de qualquer sintoma persistente é preciso buscar ajuda profissional para receber a prescrição de um tratamento adequado. Ter informações e estar alerta aos sinais do corpo são importantes para o diagnóstico precoce. A SBACV tem como missão levar informação de qualidade sobre saúde vascular para a população. Para outras informações acesse o site.

OfertaMelhores No. 1
Alimentação natural para o dia a dia: 100 receitas vegetarianas com ingredientes simples
  • Britton, Sarah (Author)
  • 240 Pages - 03/08/2021 (Publication Date) - Companhia de Mesa (Publisher)
OfertaMelhores No. 2
Ghee com Sal Rosa 200 G, Benni Alimentos Saudaveis
  • Nossa ghee é totalmente pura sem nenhuma substancia maléfica ao organismo; comparado a margarina ou manteiga convencional ela pode ser muito mais atrativa a sua saúde e dieta; pois o preparo da Ghee faz diversos procedimentos para eliminar substancias maléficas a nosso organismo; tornando ela um grande aliado do sistema imunológico e até possui ações anti-inflamatórias
  • Mais saudável; ela realça o sabor e o aroma dos alimentos e também aumenta a absorção dos nutrientes
  • Não contém glúten e lactose
OfertaMelhores No. 3
Farinha Zaya - a Farinha Multiuso sem Glúten de Ingrediente Único
  • Feita 100% de mandioca: a zaya é uma farinha de ingrediente único, feita de mandioca.  é sem grãos, sem glúten, sem oleaginosas, paleo, vegan e com sabor semelhante ao trigo; com a zaya você pode fazer qualquer receita
  • Livre de alergênicos: como a zaya é feita de mandioca, ela é naturalmente livre dos alergênicos mais comuns, tais como: grãos, glúten, laticínios, ovos, soja e oleaginosas. além disso, a zaya não compartilha equipamentos com outros insumos além da pura mandioca, então podemos prometer a você e à sua família que estamos livres de contaminação cruzada
  • Da mandioca à farinha: a mandioca é um alimento básico em todo o mundo há séculos. o que nos diferencia da tapioca é a maneira como secamos e moemos essa raiz, usando-a inteira, e não apenas extraindo o seu amido. o resultado é uma farinha leve, de ingrediente único, sem grãos, sem glúten e sem
  • Substituta da farinha de trigo: recrie versões deliciosas de todas as suas receitas de família favoritas com a zaya. seu sabor suave e textura leve tornam-no um substituto fácil na maioria das receitas para a farinha de trigo
Continue Lendo

Saúde & Beleza

Dez coisas que você precisa saber antes de fazer a cirurgia bariátrica

Publicado

em

gordura

A cirurgia bariátrica costuma ser um procedimento que causa muitas dúvidas nos pacientes. Considerada um dos tratamentos mais eficazes para o emagrecimento, ela não é a cura da doença obesidade, que é crônica, portanto, o comprometimento do paciente é fundamental para o sucesso dos resultados, principalmente a longo prazo. É importante estar ciente de todo o processo e do quanto a mudança de hábitos de vida é fundamental para a manutenção do peso ao longo dos anos.

Com quase cinco mil cirurgias bariátricas realizadas, o cirurgião bariátrico Admar Concon Filho, presidente do Hospital Galileo e fundador do Grupo de Cirurgia Bariátrica de Valinhos, conta que o grande segredo do sucesso é o comprometimento do paciente e o acompanhamento da equipe multidisciplinar. “Por isso, é feito um preparo do paciente antes da cirurgia. Ele precisa ser consciente de todas as mudanças que estão por vir, de como a cirurgia bariátrica vai impactar a sua vida”, comenta. “Quanto mais ciente ele estiver das mudanças, melhor será sua adaptação”, explica Concon.

Se você está entre as pessoas que pretendem fazer a cirurgia bariátrica, confira essas informações:

1 – Quem tem indicação para a cirurgia bariátrica?

Para fazer a cirurgia bariátrica, é necessário ter IMC (Índice de Massa Corpórea) acima de 40 kg/m2 ou acima de 35 kg/m2, com doenças causadas pela obesidade. Também é necessário comprovar que tentou, por pelo menos dois anos, tratamento clínico com médicos especializados em obesidade para perder peso, sem obter sucesso.

2 – É necessário ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar?

Sim, tanto antes quanto depois da cirurgia. É importante ter acompanhamento e laudo de nutricionista, endocrinologista, cardiologista, pneumologista, psicólogo/psiquiatra, entre outros profissionais que forem necessários.

3 – Quais são os tipos de cirurgia bariátrica?

Basicamente, no Brasil, utilizamos duas técnicas: a Bypass (ou Gastroplastia em Y de Roux) e a Gastrectomia Vertical (ou Sleeve). A indicação leva em conta algumas características do paciente, e a decisão deve ser tomada em conjunto, entre ele e o cirurgião.

Na Bypass, é feita uma redução importante do tamanho do estômago e um desvio do intestino delgado, e nós não retiramos nenhuma parte do estômago. Nós fazemos um grampeamento para diminuir o tamanho do órgão, mas a parte maior continua no paciente. Com esta técnica, o paciente perde de 35% a 40% do seu peso inicial. A recidiva de peso, ou seja, o reganho, atinge cerca de 20% dos pacientes.

Já na Sleeve, nós retiramos uma grande parte do estômago e transformamos a parte que fica no formato de uma manga, nós chamamos de estômago tubular. Nessa técnica, não há desvio do intestino. A perda de peso varia de 30% a 35% do peso inicial e a recidiva atinge uma parcela um pouco maior dos pacientes: cerca de 25%.

4 – Quem escolhe o método da cirurgia?

O método (Bypass ou Sleeve) deve ser definido em conjunto pelo paciente e pelo médico, que vai considerar as necessidades e características de cada paciente. De forma geral, a Bypass é mais indicada para quem tem diabetes mellitus tipo 2 porque o desvio do intestino melhora a função pancreática e, assim, melhora muito o diabetes, reduzindo – e muito – a necessidade do uso de medicações. É uma técnica também indicada para pacientes com esofagite de refluxo, problema que também melhora bastante após a cirurgia. A Sleeve costuma ser feita em pacientes sem diabetes ou com diabetes leve, que pode melhorar já com a perda de peso de cerca de 30%, e também em pacientes sem sintomas de refluxo.

5 – Existe risco de morte na cirurgia?

Todo procedimento médico oferece riscos, mas a cirurgia bariátrica evoluiu muito ao longo dos anos e hoje os riscos são semelhantes aos de uma cesárea ou retirada de vesícula. O procedimento por videolaparoscopia é considerado uma cirurgia minimamente invasiva.

6 – Com o tempo, é possível comer de tudo novamente?

Sim, após passar por todas as fases da dieta pós-operatória, o paciente pode comer de tudo, mas vai ingerir uma quantidade bem menor. No entanto, é importante que ele entenda que a cirurgia é uma grande oportunidade para que ele mude seus hábitos alimentares, a fim de não recuperar o peso novamente.

7 – A cirurgia bariátrica é a cura da obesidade?

Não. A obesidade é uma doença incurável. A cirurgia bariátrica é um dos tratamentos para a obesidade. Por isso o paciente terá de mudar seus hábitos após o procedimento.

8 – A pessoa que faz bariátrica pode voltar a engordar?

Pode. Com o tempo, o paciente consegue comer quantidades maiores e também aprende a burlar a cirurgia, comendo coisas mais calóricas. Eu costumo dizer que opero o estômago e não a cabeça. Por isso, o paciente precisa ter consciência de que a cirurgia não é uma solução definitiva. Ele terá de fazer a parte dele, com uma alimentação mais saudável e exercícios físicos regulares. O que é esperado é um reganho de até 10% do peso eliminado, ou seja, se a pessoa emagreceu 50 quilos, ela pode recuperar até 5 quilos.

9 – É verdade que algumas pessoas transferem o “vício” da comida para outra coisa?

Sim, pode acontecer. Algumas pessoas começam a ingerir mais bebida alcoólica, outras viciam em compras… Por isso, também é importante o acompanhamento psicológico.

10 – É necessário tomar vitaminas por toda a vida?

Sim. Como a cirurgia altera a absorção de alguns alimentos, é necessário fazer a suplementação. O tipo de vitamina será de acordo com os resultados dos exames periódicos de acompanhamento e deve sempre ser receitada por um membro da equipe (cirurgia, nutricionista ou endocrinologista).

Sobre Admar Concon Filho

Dr. Admar Concon Filho é cirurgião bariátrico, cirurgião do aparelho digestivo e médico endoscopista. Palestrante internacional, presidente do Hospital e Maternidade Galileo e fundador do Grupo de Cirurgia Bariátrica de Valinhos. Ele é membro titular e especialista pelo Colégio Brasileiro de Cirurgia Digestiva, Colégio Brasileiro de Cirurgiões e Sociedade Brasileira de Endoscopia Digestiva, além de membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Bariátrica e Metabólica e membro da International Federation for the Surgery of Obesity and Metabolic Disorders. CRM – 53.577

OfertaMelhores No. 1
Alimentação natural para o dia a dia: 100 receitas vegetarianas com ingredientes simples
  • Britton, Sarah (Author)
  • 240 Pages - 03/08/2021 (Publication Date) - Companhia de Mesa (Publisher)
OfertaMelhores No. 2
Ghee com Sal Rosa 200 G, Benni Alimentos Saudaveis
  • Nossa ghee é totalmente pura sem nenhuma substancia maléfica ao organismo; comparado a margarina ou manteiga convencional ela pode ser muito mais atrativa a sua saúde e dieta; pois o preparo da Ghee faz diversos procedimentos para eliminar substancias maléficas a nosso organismo; tornando ela um grande aliado do sistema imunológico e até possui ações anti-inflamatórias
  • Mais saudável; ela realça o sabor e o aroma dos alimentos e também aumenta a absorção dos nutrientes
  • Não contém glúten e lactose
OfertaMelhores No. 3
Farinha Zaya - a Farinha Multiuso sem Glúten de Ingrediente Único
  • Feita 100% de mandioca: a zaya é uma farinha de ingrediente único, feita de mandioca.  é sem grãos, sem glúten, sem oleaginosas, paleo, vegan e com sabor semelhante ao trigo; com a zaya você pode fazer qualquer receita
  • Livre de alergênicos: como a zaya é feita de mandioca, ela é naturalmente livre dos alergênicos mais comuns, tais como: grãos, glúten, laticínios, ovos, soja e oleaginosas. além disso, a zaya não compartilha equipamentos com outros insumos além da pura mandioca, então podemos prometer a você e à sua família que estamos livres de contaminação cruzada
  • Da mandioca à farinha: a mandioca é um alimento básico em todo o mundo há séculos. o que nos diferencia da tapioca é a maneira como secamos e moemos essa raiz, usando-a inteira, e não apenas extraindo o seu amido. o resultado é uma farinha leve, de ingrediente único, sem grãos, sem glúten e sem
  • Substituta da farinha de trigo: recrie versões deliciosas de todas as suas receitas de família favoritas com a zaya. seu sabor suave e textura leve tornam-no um substituto fácil na maioria das receitas para a farinha de trigo
Continue Lendo

Saúde & Beleza

Diferença entre blush e iluminador

Publicado

em

blush

Para muitos pode parecer uma dúvida simples, porém, certamente há pessoas que ficarão em pensativas ao tentar responder. A principal diferença entre blush e iluminador é a seguinte:

  • O blush é para colorir sua bochecha;
  • Já o iluminador destaca pontos de luz no rosto. Isso inclui as maçãs do rosto, o nariz e a testa.

Quando fala-se de adicionar dimensão a um rosto, realçar as melhores características e dar um brilho saudável no rosto, ambos podem ser usados. Use o blush depois da aplicação da base ou na pele nua e o iluminador após o blush.

O que é Blush

Produto para colorir o rosto em várias tonalidades. A pele fica com um visual mais saudável e vibrante. Porém, fique atento em escolher o tom certo para sua pele. Ou seja, cores que se assemelhem ao brilho natural do rosto.

Por exemplo: quando se passa cores mais brilhantes, é porque você tem um tom de pele mais escuros. Cores suaves funcionam para tons de pele mais claros.

Há modelos em pó e em versão creme.

O primeiro conta com uma ampla variedade de tons, seja ele fosco ao acetinado. Passe-os com o rosto nu ou sobre uma base.

Já o blush em creme é bom para a pele nua, principalmente porque, desta forma, irá permanecer por mais tempo.

O que é iluminador

Como o próprio nome já diz, é um produto que ajudará a iluminar sua pele. Quando bem utilizado, cria uma sensação de profundidade. Há opções em líquido, creme e pó.

As áreas onde o iluminador deve ser usado são:

  • Testa;
  • Maçã do rosto;
  • Nariz;
  • Queixo.

Pois são locais onde a luz natural atinge o rosto. No entanto, caso queira um destaque apenas em pontos específicos, não tem porque passar iluminador em todos estes pontos.

Esperamos ter tirado a dúvida sobre a diferença entre blush e iluminador.

OfertaMelhores No. 1
Mega Necessaria - Rbl Coza Rosa Blush
  • Funcional
  • Espaçosa, pode ser utilizada para guardar acessórios, material escolar, material de costura, remédios etc
  • Fechamento prático e seguro, e alça para carregar
OfertaMelhores No. 1
Alimentação natural para o dia a dia: 100 receitas vegetarianas com ingredientes simples
  • Britton, Sarah (Author)
  • 240 Pages - 03/08/2021 (Publication Date) - Companhia de Mesa (Publisher)
OfertaMelhores No. 2
Ghee com Sal Rosa 200 G, Benni Alimentos Saudaveis
  • Nossa ghee é totalmente pura sem nenhuma substancia maléfica ao organismo; comparado a margarina ou manteiga convencional ela pode ser muito mais atrativa a sua saúde e dieta; pois o preparo da Ghee faz diversos procedimentos para eliminar substancias maléficas a nosso organismo; tornando ela um grande aliado do sistema imunológico e até possui ações anti-inflamatórias
  • Mais saudável; ela realça o sabor e o aroma dos alimentos e também aumenta a absorção dos nutrientes
  • Não contém glúten e lactose
OfertaMelhores No. 3
Farinha Zaya - a Farinha Multiuso sem Glúten de Ingrediente Único
  • Feita 100% de mandioca: a zaya é uma farinha de ingrediente único, feita de mandioca.  é sem grãos, sem glúten, sem oleaginosas, paleo, vegan e com sabor semelhante ao trigo; com a zaya você pode fazer qualquer receita
  • Livre de alergênicos: como a zaya é feita de mandioca, ela é naturalmente livre dos alergênicos mais comuns, tais como: grãos, glúten, laticínios, ovos, soja e oleaginosas. além disso, a zaya não compartilha equipamentos com outros insumos além da pura mandioca, então podemos prometer a você e à sua família que estamos livres de contaminação cruzada
  • Da mandioca à farinha: a mandioca é um alimento básico em todo o mundo há séculos. o que nos diferencia da tapioca é a maneira como secamos e moemos essa raiz, usando-a inteira, e não apenas extraindo o seu amido. o resultado é uma farinha leve, de ingrediente único, sem grãos, sem glúten e sem
  • Substituta da farinha de trigo: recrie versões deliciosas de todas as suas receitas de família favoritas com a zaya. seu sabor suave e textura leve tornam-no um substituto fácil na maioria das receitas para a farinha de trigo
Continue Lendo

Noticias

Amazon

Populares