12 de junho de 2024
Policial

Polícia Civil abrirá inquérito para apurar morte de andarilho em Hortolândia

A Polícia Civil de Hortolândia abrirá inquérito para investigar as causas da morte do desempregado Manoel de Oliveira Franco, de 41 anos. A vítima, que vivia na rua há cerca de 10 anos, foi encontrada morta próximo a um bar na Avenida Anita Garibaldi, no Jardim Amanda, em Hortolândia. Durante os exames necroscópicos, foi encontrado um ferimento no pescoço do homem, entretanto, nenhuma outra marca de violência foi encontrada no corpo. O corpo foi encontrado por volta das 11h de sábado.

O corpo foi encontrado próximo a um bar por populares, que acionaram uma ambulância do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Segundo os socorristas, no momento em que removeram o corpo e o óbito foi constatado, nenhuma lesão foi identificado.

Entretanto, após encaminhamento para o Hospital Mário Covas pela funerária, uma lesão no pescoço do homem foi identificada, o que gerou suspeita da Polícia Civil de que se trate de um homicídio.

O corpo foi removido para o IML (Instituto Médico Legal), em Americana, onde passou por exames necroscópicos.

Os familiares da vítima confirmaram que ela vivia na rua, mas afirmaram, segundo os investigadores, desconhecer qualquer tipo de doença que levaria a vítima a uma morte súbita. Os parentes não souberam informar se a vítima possuía inimigos.

O caso foi registrado no Plantão Policial de Hortolândia e foi encaminhado para o 2º Distrito Policial. Apesar de o caso ter sido registrado como morte suspeita, a Polícia Civil não descarta a hipótese de homicídio.

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98