Um pedreiro de 45 anos e o filho de apenas 3 anos, foram seqüestrados em frente a uma unidade de saúde no Jardim Nova Alvorada, em Monte Mor. O crime aconteceu na manhã desta quarta-feira, quando a vítima teria ido até a unidade levar a esposa. No momento do crime, a mulher estava no interior do posto de saúde. Os bandidos usariam o carro da vítima, um Corsa 1999, para realizar um assalto, segundo a Polícia Militar.

Segundo informações da Polícia Militar, durante a manhã desta quarta-feira, o pedreiro teria ido levar a esposa em um posto de saúde de Monte Mor. Enquanto a mulher entrava na unidade, a vítima e o filho ficaram no carro aguardando.

Em ação rápida, três homens armados chegaram a pé e renderam a vítima e entraram no carro, saindo com o veículo do local. A criança estava na cadeirinha de segurança, no banco de trás do veículo.

A criança foi abandonada pelos bandidos cerca de duas quadras depois da unidade de saúde. Já o pai foi abandonado no Jardim Amanda, em Hortolândia, aproximadamente cinco quilômetros depois do local do sequestro.

A PM teria afirmado que os bandidos queriam usar o carro para realizar outro assalto. Até o fechamento desta reportagem, ninguém havia sido preso. Durante o crime, nem o pai e nem a criança ficaram feridos.

DENÚNCIA

O crime teria sido denunciado por uma funcionária da unidade, que teria visto a ação criminosa e acionou uma viatura da Guarda Civil Municipal, que encontrou a criança pelas ruas do bairro.

A GCM acionou a PM, que conseguiu encontrar o pedreiro. O carro não foi localizado. A PM afirma que a vítima preferiu não registrar boletim de ocorrência.

Artigo anteriorPolícia Militar forma 2.614 soldados para reforçar policiamento nas ruas
Próximo artigoSábado (30/05), linha do Ôngaro muda