Policial

Homem é preso por extorsão de cliente em casa de prostituição no Jardim Itatinga

Um homem foi preso na madrugada desta quarta-feira (10) suspeito de extorquir R$ 2,1 mil de um cliente em uma casa de prostituição no Jardim Itatinga, em Campinas (SP). A vítima acionou a polícia após ser impedida de sair do local até que fizesse o pagamento.

De acordo com o boletim de ocorrência, o cliente esteve no local na noite de terça-feira (9) e acertou o valor de R$ 80 por um programa sexual. No quarto, a mulher trouxe uma garrafa de bebida para consumo, mesmo diante dos protestos da vítima.

Em depoimento à Polícia Civil, o homem disse ter sido cobrado em R$ 2,1 mil na saída e impedido de deixar o estabelecimento por dois homens até que fizesse o Pix do valor. Se sentindo coagido, o cliente fez o pagamento e, na sequência, acionou a polícia.

Na casa de prostituição, os policiais encontraram um dos homens suspeitos de realizar a extorsão, que afirmou não trabalhar no local, mas admitiu ter dito à vítima que deveria fazer o pagamento antes de sair. No entanto, nenhuma comanda de consumo foi apresentada.

Após ser reconhecido pela vítima, o suspeito foi levado à cadeia anexa ao 2º Distrito Policial de Campinas, onde aguarda a decisão da Justiça. Segundo a Polícia Civil, ocorrências de extorsão em casas de prostituição são apresentadas semanalmente nos plantões policiais.

Outro caso de extorsão

Em junho, dois homens foram presos suspeitos de extorquir R$ 1,2 mil de um metalúrgico em uma casa de prostituição no Jardim Itatinga. O valor foi acima do acertado pelo programa sexual, de R$ 200.

Assim que os policiais civis chegaram ao local, a vítima já havia sido liberada após os pagamentos, e foi localizada graças aos comprovantes de transações obtidas com a máquina de cartões do local.

Ao todo, dez pessoas foram conduzidas à delegacia para prestar esclarecimentos, e a vítima, após ser localizada, realizou o reconhecimento dos dois homens, de 27 e 29 anos, apontados como responsáveis pela extorsão. Os demais, entre eles três mulheres que afirmaram que atendiam na casa, foram liberados.

Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98