Policial

GM mata bandido durante assalto em Hortolândia

Guarda municipal foi baleado dentro de casa em Hortolândia durante assalto

O desempregado Danilo Alves, de 21 anos, foi morto após tentar assaltar a residência do municipal E. C. P., de 32 anos, na noite de terça-feira, no Jardim Firenze, em Hortolândia. De acordo com informações, o desempregado acompanhado de duas pessoas invadiu a residência do patrulheiro e anunciou o assalto. Em dado momento, o guarda e o bandido entraram em luta corporal. O patrulheiro conseguiu tomar a pistola do bandido e efetuou diversos disparos, acertando o ombro de um dos comparsa e outro tiro no acertou Danilo, que ainda tentou fugir, mas acabou morrendo.

Segundo o boletim de ocorrência, durante a noite de terça-feira, três homens, sendo um deles armado, invadiu a residência do patrulheiro no Jardim Firenze. De acordo com as vítimas, o guarda foi agredido com coronhadas e teve a vida ameaçada por diversas vezes.

Os bandidos estavam em um veículo Classic Spirit e colocavam os produtos roubados dentro do carro. No entanto, em dado momento, a vítima foi obrigada a entrar para o quarto do filho.

De acordo com a esposa do guarda, a dona de casa E. A. S. P., de 31 anos, deu para ouvir o barulho de tiros dentro do cômodo, momento em que os bandidos correram. A dona de casa pode ver que o marido estava baleado, assim como dois bandidos.

Danilo tentou pular o muro, como o comparsa que conseguiu fugir, mas acabou caindo no quintal, onde morreu. O terceiro bandido, baleado no ombro, tentou se esconder embaixo do veículo da vítima, mas acabou preso posteriormente pela Polícia Militar. O homem, identificado como Helez Wender Pinheiro, de 20 anos, sofreu uma tentativa de linchamento por parte dos moradores e foi levado para o Hospital Municipal Mário Covas, onde passou por atendimento e foi encaminhado para a Cadeia Pública de Sumaré.

O bandido que conseguiu fugir foi identificado como Emerson de Campos Elias Junior, de 18 anos, que acabou deixando o celular e o documento de identidade no local. Ele e Helez foram indiciados por roubo. Até o fechamento desta edição, o acusado não havia sido encontrado.

O guarda municipal, que trabalha na cidade de Jaguariúna, também foi levado para o Hospital Municipal Mário Covas, onde passou por atendimento e permanece internado. Porém, não correi risco de morte.

A Polícia Civil e a perícia técnica estiveram no local. O caso foi registrado como roubo e homicídio e foi encaminhado para o 2º Distrito Policial, onde o caso será apurado.

Reportagem: Thiago Alves | Hortolândia



Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98