Connect with us

Policial

Força Tática recupera carga avaliada em 850 mil reais e detém 6 indivíduos

Portal Hortolândia

Publicado

em

Uma carga de barbeador, avaliada em R$ 850 mil reais, foi recuperada pela polícia militar de Força Tática na noite desta quinta-feira em Monte mor. As caixas com os produtos foram encontrados no chão do galpão e um caminhão também foi localizado. 

Após a empresa de monitoramento receber o sinal do GPS, acionou a polícia militar que contou com o apoio da guarda municipal e foram até uma região de sítio afastada da cidade. 

A quadrilha utilizava um bloqueador de sinal. 

Com a chegada dos policiais, seis indivíduos iniciaram fuga a pé entre uma mata existente no local. Os PMs foram atrás e detiveram os indivíduos. Entre eles havia um adolescente. 

Diante dos fatos eles foram conduzidos ao Plantão Policial de Monte Mor, onde o delegado determinou a elaboração do boletim de ocorrência, ficando os cinco homens presos à disposição da justiça, e o menor entre a sua genitora. 

Toda a carga foi restituída à empresa.

Policial

10º BAEP prende homem com drogas na Vila da Conquista em Hortolândia

Portal Hortolândia

Publicado

em

Segunda-feira (10), policiais militares do 10º BAEP – Batalhão de Ações Especiais durante patrulhamento com Cães pelo município de Hortolândia, bairro Vila da Conquista, avistaram dois indivíduos que ao perceberem a aproximação da equipe tentaram fugir, mas foram abordados logo em seguida.

Na busca pessoal foi localizada uma sacola com R$120,00 em espécie, 22 pinos de cocaína e 8 porções de maconha. Com o apoio do Cão Yran, em varredura pelo local indicou odor específico de drogas vindo de uma mochila e de um buraco, totalizando 2,193 kg de maconha, 0,632 kg de cocaína, R$ 120,00 em espécie, 1 balança digital e 1 aparelho celular.

Ocorrência encaminhada ao Distrito Policial de Hortolândia, permanecendo os criminosos à disposição da Justiça.

Continue Lendo

Policial

Policia Federal de Campinas deflagra operação contra crime financeiro de R$ 2,5 bilhões

Portal Hortolândia

Publicado

em

A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (11/5) a Operação Black Flag, para apurar crimes contra o Sistema Financeiro Nacional e de lavagem de dinheiro na ordem de R$ 2,5 bilhões. É investigada uma organização criminosa que montou uma complexa rede com pessoas físicas e jurídicas fictícias, responsável por movimentações financeiras fraudulentas.

No total, 220 policiais federais e 50 servidores da Receita Federal participaram da operação, com buscas e prisões nos estados de Ceará, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal.  São cumpridos 15 mandados de prisão e 70 mandados de busca e apreensão, expedidos pela Primeira Vara Federal de Campinas.

Entre as medidas cumpridas, está o bloqueio de contas e investimentos no valor de R$ 261 milhões de reais, sequestro de bens imóveis e congelamento de transferências de bens móveis. Também foi determinado o afastamento de um policial federal do exercício do cargo.

A investigação iniciou-se há dois anos e contou com a atuação conjunta da Polícia Federal, Receita Federal e Ministério Público Federal. As fraudes foram descobertas a partir de ações fiscais da Receita Federal, que detectou movimentações financeiras suspeitas.

Com a instauração do inquérito policial e o avanço das investigações, descobriu-se uma complexa rede de pessoas físicas e jurídicas fictícias que chegou a movimentar R$ 2,5 bilhões em operações financeiras. O objetivo dessas operações era propiciar aos integrantes da organização criminosa um alto padrão de vida, com a aquisição de veículos de luxo, imóveis, lanchas e patrocínio de esporte automobilístico.

Para proteger o patrimônio, foram criadas empresas que assumiram a propriedade dos bens e os blindaram de eventuais ações fiscais, cujos créditos já apurados pela Receita Federal ultrapassam R$ 150 milhões. A origem de recursos que iniciou um sistêmico processo de fraude é pública, já que a primeira empresa fictícia obteve um contrato com uma agência de fomento econômico estatal  e outro com a Caixa Econômica Federal, no valor total de 73 milhões de reais na época do fato (2011), o que, em valores corrigidos, importa em aproximadamente 100 milhões de reais.

Os envolvidos responderão, na medida de suas participações, pelos crimes de lavagem de dinheiro, crimes contra o sistema financeiro, crimes contra a ordem tributária, estelionato, falsidade ideológica e material e organização criminosa.

Continue Lendo

Policial

Polícia Civil prende jovem de 19 anos que planejava atacar escola em SP

Portal Hortolândia

Publicado

em

A Polícia Civil, por meio da Divisão de Crimes Cibernéticos (DCCIBER/Deic), cumpriu um mandado de prisão preventiva nesta segunda-feira (10) e deteve um homem de 19 anos em São Paulo. O jovem planejava invadir e matar alunos de uma escola, no bairro de Americanópolis, na zona sul da Capital. O suspeito foi detido no bairro do Capão Redondo.

Os agentes detiveram o rapaz na casa de um tio e o levaram ao Palácio da Polícia Civil, na região central da capital. A identidade do suspeito não foi revelada. Um celular foi apreendido e será analisado pela perícia, que pode revelar detalhes dos planos.

A prisão aconteceu com auxílio de informações vindas de autoridades americanas. Ele cooptava, pela internet, jovens dispostos a realizar ataques.

Mais dois adolescentes foram identificados como suspeitos e são procurados pela polícia.

Os policiais informaram que o jovem passou por tratamento e foi detido por motivo semelhante em 2020. Agora, ficará preso por tempo indeterminado após o cumprimento do mandado de prisão preventiva.

Continue Lendo

Populares