sirene policia

Dois adolescentes foram detidos durante a terça-feira, em dois bairros de Hortolândia pela Polícia Militar. No primeiro caso, durante a tarde, um adolescente de 13 anos foi flagrado vendendo maconha no Jardim Aline. Já à noite, a PM flagrou um menor de 17 anos traficando cocaína no Jardim Amanda. Os dois flagrantes foram registrados como ato infracional no Plantão Policial de Hortolândia.

De acordo com o boletim de ocorrência, a PM realizava um patrulhamento rotineiro pelo Jardim Aline quando, ao passar pela Rua Coréia do Sul, viram o adolescente parado. Ao perceber que era observado pelos policiais, o menor correu e entrou em um matagal próximo.

Porém, os policiais foram atrás do menor e conseguiram detê-lo. Durante revista pessoal, os agentes encontraram três porções de maconha em seu bolso e R$ 58,50 em dinheiro.

Para os agentes, o adolescente alegou que uma mulher “nóia” teria entregado a maconha para ele, pedindo que o mesmo as vendesse. O dinheiro também teria sido entregue pela mulher, segundo o adolescente, para possíveis “trocos”.

O menor foi apreendido pela Polícia Civil e encaminhado para a Fundação Casa, onde permanecerá sob a disposição da Vara da Infância e da Juventude.

JARDIM AMANDA

Horas depois, a PM passou a patrulhar o Jardim Amanda, passando pela Rua Graciliano Ramos, momento em que o adolescente de 17 anos foi avistado. Assim como o menor do Jardim Aline, ao ver a viatura, o adolescente infrator dispensou uma sacola e correu, mas acabou detido.

Dentro da sacola plástica, a PM encontrou 14 cápsulas de cocaína. Em um de seus bolsos, foi encontrado mais uma cápsula de cocaína e R$ 40 em dinheiro.

O adolescente confessou que estava traficando drogas no local e foi apreendido pela Polícia Civil, sendo encaminhado para a Cadeia Pública de Sumaré, onde aguardará transferência para uma unidade da Fundação Casa.

Todos os casos foram registrados no Plantão Policial de Hortolândia e continuarão sendo acompanhados pela Polícia Civil e pelo Conselho Tutelar da cidade.

Artigo anteriorLeonardo e Eduardo Costa em Americana
Próximo artigoProcurado pela Justiça é preso após espancar mulher