Nossa Região

Mulheres ‘caçam’ crianças em casas em Sumaré

Com desculpa de cadastro para campanha de vacinação, dupla busca informações sobre menores

mulheres sumare
Genro da diarista Magaly Torres de Oliveira, de 48 anos, evitou a ação após a abordagem

Duas mulheres, que falam que trabalham no serviço de saúde da cidade, têm rodado pelas ruas do bairro Bom Retiro e região da Área Cura, de Sumaré, desde quarta–feira (25), para buscar informações de crianças menores de 3 anos, com a desculpa de cadastro para campanha de vacinação. Muitos moradores desconfiaram e buscaram informações na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Parque Bandeirantes, que logo desmentiu a campanha nas ruas.

Segundo a dona de casa Suelen Inácio, 25 anos, mãe de 2 filhos, as mulheres chegaram batendo no portão dizendo que eram do setor de vacina. Perguntaram, também, se havia criança em casa. Suelen informou que não, pois não sabia do que se tratava direito.

A moradora telefonou para a UBS e buscou informação. “Eu acompanho as cadernetas dos meus filhos e sei que estão em ordem”, disse.

Para a diarista Magaly Torres de Oliveira, 48 anos, a abordagem foi um pouco diferente. Elas brincaram com a neta, pediram água, falaram de vacinação e serviço fotográfico. “Quando entrei em casa para pegar água, elas entraram atrás, aí eu desconfiei.”

O genro apareceu na hora e evitou qualquer suposta ação.

A Prefeitura de Sumaré informou ao que não tem nenhum servidor municipal nas ruas para esse serviço.

Fonte: Correio Popular



Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98