Parte da América do Sul e do Oceano Pacífico poderão observar, a partir das 16h48 de hoje (2) um dos fenômenos mais interessantes da astronomia: o eclipse total do Sol. Os americanenses poderão observar a partir das 17h.

O fenômeno ocorre quando a Lua fica entre a Terra e o Sol, ocultando total ou parcialmente a luz solar em uma faixa terrestre. Uma peculiaridade tornará o evento ainda mais interessante e raro, este ano. A sombra projetada na Terra passará pelo observatório La Silla, no Chile – um dos mais importantes do mundo, localizado a uma altitude de 2,5 mil metros, livre da poluição visual produzida pelas luzes das cidades.

No Brasil, o fenômeno poderá ser visto em alguns estados, mas apenas de forma parcial. O Observatório Nacional informa que os lugares com melhor visualização serão Porto Alegre, onde o sol terá 75% de sua área sombreada pela lua, a partir das 16h48; Florianópolis (60%, com início às 16h53), Curitiba (55%, com o eclips iniciando às 16h55), Campo Grande (46% – início às 16h56), São Paulo (46% – início às 17h), Rio de Janeiro (40% – início às 17h03).

O próximo eclipse total do Sol só poderá ser visto em 12 de agosto de 2045 no Nordeste brasileiro.

foto Pixabay

Artigo anteriorCiência em show com apresentações gratuitas no Shopping Hortolândia
Próximo artigoPrefeitura de Sumaré prepara ampla programação para comemorar os 151 anos da cidade