Nossa Cidade

SAMU de Hortolândia usa informação para reduzir trotes

samu de hortolandia 192

Entre 20% e 30% das 1,2 mil ligações recebidas, em média, mensalmente pelo SAMU (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) Regional de Hortolândia são trotes. São cerca de 210 atendimentos desperdiçados por mês. Felizmente, alguns são percebidos, antes de as ambulâncias serem acionadas para visitas improdutivas.

Para evitar este problema e conscientizar os munícipes, equipes do SAMU Hortolândia têm feito palestras nas escolas e empresas. É o projeto “Samuzinho na escola”, que procura fazer da população uma aliada na otimização do atendimento às urgências e emergências, utilizando como principal ferramenta a informação.

O projeto, criado em novembro de 2010, foi mantido na gestão Meira. Só neste ano, cerca de 20 palestras já foram feitas. A última aconteceu no final de maio para alunos da ETEC Hortolândia (Escola Técnica Estadual). A próxima, marcada para o dia 10 deste mês, às 19h, vai ser para alunos de Nutrição e Dietética do Centro Paula Souza.

 

MAPEAMENTO

A maioria dos trotes é feita por crianças e jovens, de aparelhos utilizados nas regiões da Vila real e do Jardim Nova Hortolândia, segundo a coordenação do Serviço, vinculado à Secretaria de Saúde – Atenção à Urgência e Emergência da Prefeitura.

“Nosso objetivo é conscientizar as pessoas, principalmente os jovens, estudantes do 5º ao 8º ano, sobre o uso do SAMU, o que é a urgência e emergência, quais são os critérios de atendimento”, afirma Rodrigo Giacomelli, coordenador da SAMU Regional Hortolândia.

 

PROJETO

Compõem a equipe do “Samuzinho” dois técnicos de enfermagem e três enfermeiros. Na tarefa de diminuir e mesmo evitar os trotes, os profissionais orientam como acionar o SAMU, a importância de manter a calma e ter clareza ao relatar o caso, de não mentir para agilizar um atendimento. O grupo também passa orientações de primeiros socorros, muito útil nos casos de quedas, orientando sobre como deve ser o relato de sangramentos e por que é importante permanecer ao lado da vítima, mas sem mexer no paciente para não agravar eventuais lesões internas.

Atualmente, há quatro ambulâncias em operação na base Hortolândia do SAMU Regional – uma avançada e três básicas, além das duas de reserva (uma básica e outra avançada) utilizadas quando há maior demanda ou retirada de veículo para manutenção.

 

Texto: Ana Medina Néri / Depto. de comunicação-PMH

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98