20 de maio de 2024
Nossa Cidade

Protesto para redução da tarifa de ônibus acontece amanhã (21/06) em Hortolândia (SP)

Além da redução da passagem, manifestantes querem aumento na linha de ônibus

movimenta hortolandia

O protesto marcado para amanhã (21/06) em Hortolândia deverá pedir ao governo municipal a redução da tarifa de ônibus de R$ 2,60 para R$ 1,00. Organizado pelo Facebook, a manifestação será feito em apoio aos protestos em São Paulo e em outras capitais brasileiras. Até a noite de ontem, 2.800 pessoas haviam “confirmado” a participação. O ato está marcado para às 16h e o grupo deve se encontrar na sede da Prefeitura, no bairro Remanso Campineiro.

De acordo com a organização da manifestação, será reivindicado também o aumento de linhas de ônibus. O ato deverá protestar contra a precarização do transporte público no município, contra o monopólio empresarial do setor e a favor de mais ônibus adaptados. Segundo a organização, a “passagem de R$ 1,00” seria uma promessa eleitoral do prefeito Antonio Meira (PT).

“Vamos armados apenas com nossas vozes e direitos. Vamos exigir não só a redução do preço da passagem, pois isso é pouco. Vamos cobrar qualidade no serviço público e mais respeito para com a população”, diz o texto publicado na página do protesto. O organizador da manifestação não foi encontrado pela reportagem para comentar o assunto.

A Prefeitura de Hortolândia diz que a redução da tarifa de ônibus faz parte do pacote de ações do governo para ampliar a eficiência do transporte coletivo na cidade. A Administração afirmou que finaliza os estudos técnicos que definirão o valor do subsídio parcial pago à empresa concessionária. Os manifestantes pedem que o subsídio seja zero. Após a finalização, um projeto de lei deverá ser encaminhado à Câmara.

De acordo com o secretário de Planejamento Urbano, Marcelo Zanibon, a administração trabalha para implantar o subsídio parcial da passagem de ônibus ainda neste ano. Atualmente, cerca de 7.000 pessoas utilizam o transporte municipal. O valor da tarifa é de R$ 2,60.

“A Prefeitura de Hortolândia entende que toda manifestação popular é legítima quando realizada de forma pacífica e prestará apoio para proporcionar segurança aos manifestantes e motoristas, por meio dos agentes de trânsito”, afirmou o governo, em nota.

Fonte: Oliberal

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98