Serviço foi realizado nesta quinta-feira (25/07)

A Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), em parceria com a Prefeitura de Hortolândia, realizou, na manhã desta quinta-feira (25/07), fiscalização para identificar ligações irregulares de esgoto no Jardim Adelaide. A ação é necessária para evitar o descarte irregular de dejetos das residências nas galerias de águas pluviais. Atualmente, Hortolândia conta com 96,3% de rede coletora de esgoto. A previsão é que até 2020 todo o esgoto da cidade seja coletado e tratado.

De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, despejar esgoto de modo irregular prejudica o meio ambiente porque os resíduos vão parar nos rios, ribeirões e lagoas. Além do mau cheiro e da proliferação de doenças, o descarte inadequado desregula os componentes químicos da água causando o crescimento de plantas aguapés. 

“Caso a ligação irregular da rede de esgoto na rede de águas pluviais seja identificada, realizaremos a identificação e notificaremos o morador da residência para que ele possa regularizar a situação”, informa o agente de fiscalização da Secretaria Serviços Urbanos, Claudimir de Oliveira.

Segundo o agente, foi utilizada a técnica do “fumacê”, que consiste na aplicação de uma fumaça não tóxica nas entradas dos poços de visitas, componentes das redes de esgoto e águas pluviais, tornando possível a verificação de possíveis lançamentos indevidos de dejetos.

Denúncias sobre ligações irregulares de esgoto podem ser realizadas por meio da linha direta da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico de São Paulo), pelo telefone 08000550195 ou pelo WhatsApp da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, no número (19) 999761840.

Os indicadores apontam que Hortolândia está à frente da maioria das cidades brasileiras quando assunto é coleta e tratamento de esgoto: conforme dados do SNIS (Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento), a média nacional de atendimento de esgoto é de 50,26%.  Hortolândia já conta com 96,3% de cobertura do serviço.

LUTA HISTÓRICA PELO ESGOTO TRATADO

A luta histórica da população de Hortolândia por esgoto começou na década de 1980 e viu os primeiros resultados a partir de 2005, na primeira gestão do prefeito Angelo Perugini que, em parceria com a Sabesp, fez Hortolândia sair do marco zero de coleta e tratamento de esgoto para 96,3% de cobertura do serviço. Esse resultado contou, principalmente, com a participação popular.

A universalização do esgoto é uma ação que faz parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), programa que prevê mais de 100 intervenções e serviços que promoverão o desenvolvimento urbano, ambiental, social e humano para que Hortolândia cresça com planejamento e sustentabilidade nos próximos 30 anos.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Artigo anteriorExpoflora inicia hoje a venda do último lote de ingressos promocionais
Próximo artigoAção Comunitária é neste sábado (27/07), no Jd. Amanda I