Apesar das temperaturas frias registradas nos últimos dias, a Prefeitura de Hortolândia prossegue com as ações de eliminação do mosquito Aedes aegypti, transmissor das doenças Dengue, Chikungunya e Zika. Nesta semana, a UVZ (Unidade de Vigilância e Zoonoses), órgão da Secretaria de Saúde, continua com os trabalhos de casa a casa no Jardim Nossa Senhora Auxiliadora e de nebulização no Parque Orestes Ôngaro. Estas ações são executadas em regiões onde foram notificados casos positivos e suspeitos de Dengue. O órgão ressalta que as duas ações são complementares e precisam ser executadas juntas, pois eliminam o mosquito em diferentes fases de vida. A Prefeitura solicita para que os moradores recebam os agentes e os deixem entrar em suas residências para realizar as ações. Os agentes estão identificados com uniforme e crachá. A Prefeitura ainda ressalta que a população deve manter o uso obrigatório de máscaras durante a realização dos trabalhos.

A UVZ salienta que o mosquito continua ativo no período diurno, uma vez que a temperatura é ideal para sua reprodução. Portanto, a população deve manter os cuidados e eliminar em casa os criadouros do mosquito, que ainda estão nas fases de ovo e larva, e assim ajudar a diminuir a infestação do mosquito no próximo verão.

Na ação de casa a casa, os agentes da UVZ visitam as casas dos moradores para fazer a busca ativa e a eliminação de possíveis criadouros do Aedes aegypti. A ação é para eliminar o mosquito ainda na fase de larva. Caso sejam encontradas larvas, algumas delas são recolhidas para identificação em laboratório.

A nebulização também consiste de visitas de agentes da UVZ às casas da população. Eles utilizam aparelhos nebulizadores colocados nas costas para espalhar o inseticida em forma de vapor para eliminar o Aedes aegypti já na fase adulta.

A UVZ reforça que a população deve fazer a parte dela no combate e na prevenção ao Aedes aegypti. Para evitar o acúmulo de água parada em casa, condição favorável para a reprodução do mosquito, a UVZ recomenda cuidados simples, tais como  manter tampados tonéis, barris e caixas d’água, colocar telas em ralos e mantê-los limpos, deixar garrafas com a boca virada para baixo e encher os pratinhos de vasos de plantas com areia até a borda. De acordo com a UVZ, cerca de 80% dos focos de Dengue estão nas casas das pessoas.

Outra atitude da população que ajuda no combate ao mosquito é evitar fazer o descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas e em terrenos baldios. A Prefeitura reforça a orientação para que a população faça o descarte de resíduos e materiais reaproveitáveis nos 11 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) da Prefeitura.

De acordo com a Vigilância Epidemiológica, órgão da Secretaria de Saúde, o munícipio registra neste ano 790 notificações de Dengue, das quais 268 casos positivos, 341 casos negativos, 181 aguardam resultado e nenhum óbito. Já de Chikungunya, neste ano foram registradas 3 notificações, das quais 1 caso positivo, 1 caso negativo e 1 aguarda resultado e nenhum óbito.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia