Connect with us

Nossa Cidade

Motoristas enfrentam congestionamento na SP-101

Publicado

em

Os motoristas enfrentam congestionamento nesta manhã de segunda-feira (28), na rodovia Campinas Monte Mor (SP-101), no quilômetro 4, na altura do Parque Santa Bárbara.

Um grupo de manifestantes bloqueiam a via com faixas protestando contra a atual situação em que o país atravessa.

Outras rodovias da região também foram bloqueadas. Na rodovia Santos Dumont, manifestantes atravessaram um ônibus coletivo no meio da pista, e em alguns metros adiante colocaram fogo em pneus. Na rodovia Anhanguera foi fechada na altura do Aparecidinha.

Ainda pela SP-101, a Polícia Militar Rodoviária acompanha de perto toda a movimentação dos manifestantes. A faixa da esquerda está liberada, porém, há registro de muita lentidão no trânsito.

foto: internauta
Por: Cézar Henrique

Nossa Cidade

Saiba como ajudar pessoas em situação de rua nos dias frios

Publicado

em

Em Hortolândia, serviços públicos de acolhimento e abrigo provisório são feitos pelo Instituto Esperançar

Nos dias frios do Outono, com temperaturas mínimas variando entre 10 e 12 graus Célsius, atualmente, o que fazer para auxiliar quem vive em situação de rua, em Hortolândia? Além de participar da Campanha do Agasalho, promovida pelo Fundo Social de Solidariedade, doando cobertores, casacos e similares, é possível ligar, pedindo auxílio público para os que estão em condição socialmente mais vulnerável. Os canais de ajuda são: (19) 2210-9144 e (19) 98805-4585. 

Os serviços públicos de acolhimento e abrigo provisório são prestados por uma OSC (Organização da Sociedade Civil), contratada pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social: o Instituto Esperançar. “Pelos canais de contato, a população pode acionar o serviço, caso identifique alguém passando frio, dormindo em calçada. Basta entrar em contato. Existe o serviço de plantão e eles podem ir lá para buscar a pessoa e levá-la para o abrigo”, explica o diretor de Inclusão Social, Jesus José Ribeiro da Costa.

O abrigo provisório fica na Rua Francisco Guimarães de Oliveira, 40, no Remanso Campineiro, e disponibiliza ao todo 40 vagas. Existe também a Casa de Passagem, localizada na Rua José Cavalcante, 204, na Vila Real, que conta com 20 vagas. Ela é voltada a pessoas em processo migratório pelo município. Em ambos os espaços, há vagas para homens e mulheres.

A Administração Municipal abriu chamamento público recentemente a fim de ampliar o atendimento a este segmento populacional e deixá-lo conforme o que preconiza o SUAS (Sistema Único de Assistência Social). O processo já está em andamento, com previsão de conclusão em até 45 dias. Com isso, o município criará o Abrigo Institucional para Pessoas em situação de rua, com 30 vagas, e a Casa de Passagem, com 50 vagas. A Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social estima que, atualmente, há 160 pessoas nesta condição na cidade, sendo 150 homens e 10 mulheres.

Desde a última terça-feira (17/05), véspera do dia mais frio do mês, servidores da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, percorrem bairros da cidade, à noite, em busca de pessoas em situação de rua, para convidá-las a se recolherem ao abrigo provisório. Os que não aceitam o convite, recebem cobertores. Até o momento foram entregues cerca de 80 cobertores.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura inicia semana com reforço da poda do mato e limpeza em espaços públicos de Hortolândia

Publicado

em

Trabalho aconteceu em praças e canteiros centrais de ruas e avenidas em quatro bairros

Com a chegada da temporada mais seca do ano, a reunião de esforços entre a Prefeitura de Hortolândia e a população sempre é importante para evitar focos de queimada e incêndio, principalmente em terrenos e áreas verdes. A semana começou com a intensificação da poda do mato e da limpeza, ação que também ajuda a manter a cidade limpa e conservada. O trabalho foi realizado nas margens da linha do trem, na região Central, em canteiros centrais de avenidas e nos espaços interno e externo do Centro Cultural Arlindo Zadin, no Jardim Amanda e em praças no Jardim Novo Ângulo e da Vila Real. 

“A época do tempo mais seco, sem chuvas com grandes volumes, propicia facilidade no surgimento dos focos de queimadas e incêndios em áreas verdes ou onde há muito mato, portanto, intensificar a poda e a limpeza contribui para evitar este problema”, explica o secretário adjunto de Serviços Urbanos, Marcos Panício, o Mercadão. De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, além do trabalho, é necessário o  apoio da população para não descartar em qualquer espaço público, irregularmente, lixo, entulho e outros tipos de material. 

Com o esforço de todos, a cidade agradece

A Prefeitura salienta que o descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas é crime sujeito a multa. De acordo com o setor de fiscalização ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, o valor da multa varia de 25 a 10.000 UFMH (Unidade Fiscal Municipal de Hortolândia, que neste ano é de R$ 4,0941), de acordo com a lei municipal Nº 873, de 2001 (Código de Posturas). Já o valor da multa para descarte irregular em terreno particular também varia de 25 a 10.000 UFMHs. 

A população pode fazer denúncias sobre descarte irregular de resíduos na cidade por meio do aplicativo Agenda Verde, que pode ser baixado nas plataformas Google Play ou App Store do celular da pessoa. A identidade do denunciante é mantida em sigilo. Outra ação que a população deve adotar é fazer o descarte correto de resíduos e recicláveis nos PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis). Atualmente, Hortolândia tem 13 PEVs. Os moradores podem consultar qual é o PEV mais perto de onde mora na lista disponível no site da Prefeitura.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Campanha do Agasalho de Hortolândia é lançada e conta com 38 pontos de entrega voluntária

Publicado

em

Fundo Social informa que podem ser doadas roupas masculinas e femininas, para todas as idades, cobertores, roupas de cama, meias, gorros, calçados e toalhas 

A festa pelos 31 anos de emancipação política de Hortolândia, celebrado no dia 19 de maio, contou com o lançamento oficial da Campanha do Agasalho 2022. Promovido pelo Fundo Social de Solidariedade, o trabalho busca a arrecadação de roupas e cobertores que serão destinados as pessoas em situação de vulnerabilidade social para se protegerem contra o frio.

O lançamento ocorreu durante a inauguração da ampliação do Parque Socioambiental Lago da Fé. A presidente do Fundo Social, Maria dos Anjos, destacou a importância da participação da comunidade em mais essa jornada para auxiliar as famílias mais carentes do município. “Neste ano, o frio chegou mais cedo e a Campanha do Agasalho vem justamente para preencher essa lacuna que existe em nossa sociedade e que, infelizmente, foi agravada nesses dois últimos anos por conta da pandemia da Covid-19. Muitas pessoas perderam empregos, além disso, a inflação vem corroendo o poder de compra de muitas famílias. Neste sentido, a solidariedade é o que vem fazendo a diferença em nossa cidade. Caso você tenha uma roupa, cobertor, blusa, em bom estado de conservação, doe e ajude aqueles que mais precisam”, afirmou Maria dos Anjos.

Neste ano, o Dia “D” de arrecadação está marcado para o dia 28 de maio, das 8h às 17h, na Secretária Municipal de Serviços Urbanos, localizada na rua Capitão Lourival Mey, 869, no Remanso Campineiro. “O Dia D será um momento de grande mobilização, onde montaremos uma tenda na Secretaria para que possamos receber a arrecadação de cobertores e roupas em bom estado de conservação”, explicou Maria.Para a campanha, podem ser doadas roupas masculinas e femininas, para todas as idades, cobertores, roupas de cama, meias, gorros, sapatos e toalhas. “Ao realizar a doação, é importante certificar-se de que as peças estão em boas condições e limpas. Quando as peças chegam ao Fundo Social elas são separadas, devidamente embaladas e, posteriormente, encaminhadas para doação”, explicou.

Para facilitar a doação, o Fundo Social de Solidariedade espalhará caixas de coleta para entrega voluntária nos prédios públicos, como Prefeitura e Câmara, e em outros 36 pontos estratégicos do município. A doação também pode ser feita diretamente na sede do Fundo Social, na rua Benedito Francisco de Faria, 467, no Remanso Campineiro. CONFIRA OS LOCAIS

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Noticias

Nossa Cidade8 minutos atras

Saiba como ajudar pessoas em situação de rua nos dias frios

Em Hortolândia, serviços públicos de acolhimento e abrigo provisório são feitos pelo Instituto Esperançar Nos dias frios do Outono, com...

Nossa Cidade13 minutos atras

Prefeitura inicia semana com reforço da poda do mato e limpeza em espaços públicos de Hortolândia

Trabalho aconteceu em praças e canteiros centrais de ruas e avenidas em quatro bairros Com a chegada da temporada mais...

Nossa Cidade18 minutos atras

Campanha do Agasalho de Hortolândia é lançada e conta com 38 pontos de entrega voluntária

Fundo Social informa que podem ser doadas roupas masculinas e femininas, para todas as idades, cobertores, roupas de cama, meias,...

Nossa Cidade28 minutos atras

Nova etapa da “Ação Bar” orienta motoristas contra bebida e direção em Hortolândia

Conscientização foi realizada em estabelecimentos comerciais na quinta-feira (19/05) e sexta-feira (20/05) Orientar e conscientizar os motoristas continua sendo prioridade...

Nossa Cidade53 minutos atras

Campeonato de Futebol Amador começou com chuva de gols em jogos da primeira e segunda divisões

Partidas apoiadas pela Prefeitura  acontecem desde o dia 19 de maio, aniversário da cidade A primeira rodada do Campeonato Amador...

Nossa Cidade58 minutos atras

Idosa dá dicas para evitar proliferação do Aedes aegypti em vasos de plantas

Ana Aparecida Romancini, moradora do Jd. Nova Europa, toma os cuidados para que os vasos não se tornem criadouros do...

Publicidade

Populares