Connect with us

Nossa Cidade

Moradores da região do Jardim Santa Izabel são orientados sobre Agenda Verde

Publicado

em

Profissionais do Centro de Zoonoses visitam as casas para explicar sobre ação, que promove remoção de entulho e outras ações de melhoria urbana

 

Agentes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) estão percorrendo, nesta semana, residências de sete bairros da região do Jardim Santa Izabel, levando informações sobre a ação Agenda Verde – Mutirão de Limpeza e Zeladoria, que leva serviços de limpeza, remoção de resíduos e educação ambiental à todas as regiões da cidade. Os moradores são orientados sobre a Operação Cata Bagulho, que acontece sempre na semana seguinte às visitas dos agentes. A mobilização é uma iniciativa da Prefeitura de Hortolândia, com a participação de nove secretarias municipais, além do apoio da população.

Publicidade

O objetivo da Agenda Verde é envolver toda a comunidade numa parceria construtiva, para que praças, ruas e avenidas, áreas de lazer e outros espaços públicos recebam manutenção permanente, com equipamentos e pessoal trabalhando em todos os bairros. A Prefeitura acredita que, mobilizando a população, será mais fácil resolver, em conjunto, questões ambientais que se tornam problemas de saúde pública, como o descarte irregular de entulhos e volumosos nas calçadas, terrenos baldios e áreas verdes, situações que favorecem a proliferação do mosquito Aedes aegypti. As ações buscam despertar no munícipe o sentimento de participação, responsabilidade e atenção para com os próprios hábitos em relação à cidade.

Atualmente, a ação está na sua segunda etapa. Os bairros em visitação nesta semana são Jardim Santa Izabel, Jardim Ricardo, Núcleo Santa Izabel, Jardim Nossa Senhora da Penha, Jardim Viagem, Jardim Santa Cândida e Jardim Santo Antônio, locais onde a Operação Cata Bagulho inicia na próxima segunda-feira (24/04). Já os bairros da região do Jardim Nossa Senhora de Fátima, locais que já tiveram a visita dos agentes do CCZ, recebem, nesta semana, a Operação Cata Bagulho.

Publicidade

Na primeira etapa, 22 bairros foram abrangidos pela Agenda Verde, contemplando 16 mil residências com a Operação Cata Bagulho. Além da remoção de resíduos, a Agenda Verde promove plantio de mudas, palestras de educação ambiental e de divulgação dos equipamentos públicos de descarte correto de entulhos e demais recicláveis (como PEVs e LEVs). Há, ainda, roçagem, limpeza e manutenção de bueiros, varrição, lavagem de rua e pintura de guias, bem como intervenções na área da mobilidade, como revitalização da sinalização de ruas e avenidas, e operação, em caráter experimental, do ônibus elétrico, menos poluente e mais econômico que o movido a diesel.

 

Descarte

Publicidade

A Prefeitura chama a atenção da comunidade para um fato importante: após o mutirão passar pelos bairros, o descarte irregular de resíduos estará sujeito a fiscalização e multa que varia de R$ 160,43 a R$ 32.086,00. É que, segundo a legislação vigente, todo proprietário é responsável pela conservação do próprio terreno. E todos os moradores têm um papel fundamental para que a cidade volte a ser acolhedora e atrativa, inclusive para novos empreendedores. Em caso de flagrante de desrespeito ambiental, basta acionar os agentes da fiscalização pelo WhatsApp (19) 99976-1840, enviando texto, foto ou vídeo em que seja possível comprovar o crime e seus responsáveis. Denunciantes serão mantidos em sigilo.

Nossa Cidade

Em Hortolândia, vandalismo nos abrigos de ônibus é infração do código de posturas e sujeito à multa

Publicado

em

Valores  aplicados pela Prefeitura variam de R$ 122,80 a R$ 2.047,00

A Prefeitura de Hortolândia realiza modernização nos abrigos de ônibus em todas as regiões da cidade.  De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana, já foram instalados mais de 150 novos abrigos. Além da mudança das estruturas, os abrigos garantem comodidade e mais segurança aos usuários do transporte público. Os novos abrigos possuem espaço para cadeirante e piso podotátil para deficientes visuais, assim como bancos reforçados para obesos e pictograma que sinaliza a reserva de vaga para PCD (Pessoa com Deficiência). 

Para manter os abrigos conservados, é necessária a colaboração da população. Vandalizar os abrigos com pichações, colar cartazes e danificar ou quebrar as estruturas é infração do código municipal de posturas . O infrator fica sujeito às penalidades definidas em lei. Os valores das multas variam de 30 (trinta) UFMH equivalente a R$ 122,80  a 500 UFMH  (quinhentas) equivalente a R$ 2.047,00. Ao flagrar este tipo de situação, o municípe pode acionar a Guarda Municipal pelos telefones 153 / 08000-111-580.

 

Publicidade

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Formação para professores da rede municipal de ensino mostra como recuperar perdas na aprendizagem causadas pela pandemia

Publicado

em

Cerca de 50 profissionais da Educação Básica participam da atividade, nesta terça e quarta-feira (05 e 06/07)

 

Cerca de 50 professores da rede municipal de ensino participam, nesta terça e quarta-feira (05 e 06/07), da formação “Fortalecimento contínuo de aprendizagem: saberes em foco”, promovida pela Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, no Centro de Formação dos Profissionais em Educação “Paulo Freire”, no Remanso Campineiro. A capacitação tem como objetivo primordial contribuir para a recuperação das aprendizagens essenciais das crianças não consolidadas na pandemia. A atividade é ministrada pelas professoras Cristiane Begalli, Cristiane Santos e Elizandra Marinho. 

A formação atende ao que é preconizado no artigo 24 da LDB (Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional) 9394/96 e contribui para ampliar as estratégias que garantam a continuidade da aprendizagem por parte dos alunos municipais, considerando as dificuldades pedagógicas trazidas pela pandemia do Coronavírus. 

Publicidade

De acordo com a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, apesar de todo o esforço realizado pelos profissionais da Educação, durante os dois anos iniciais da pandemia, verificou-se que havia crianças em condição de defasagem em relação aos processos de aprendizagem de Língua Portuguesa e Matemática. A situação foi detectada ainda em outubro de 2021, após aplicação de atividade diagnóstica, no retorno presencial às aulas na rede municipal de Hortolândia.

Com a realização do programa, a Prefeitura busca mitigar defasagens e promover a recuperação paralela complementar, voltada a crianças com baixo rendimento escolar, com foco na alfabetização e na superação das dificuldades de aprendizagem nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática.

“É um programa de reforço para garantir a melhoria de aprendizagem dos alunos da nossa rede, até em razão de todo o processo que tivemos da pandemia. Muitos alunos tiveram ou apresentaram alguma dificuldade por causa disso. Então, para sanar as dificuldades dos alunos, principalmente na questão da alfabetização, esse programa vem para ajudar”, afirma a professora Cristiane Begalli.

De acordo com a professora Cristiane Santos, para otimizar o ensino e a aprendizagem, uma das propostas, a ser implantada no segundo semestre letivo, é formar agrupamentos com, no máximo, 10 crianças. Essas crianças serão reavaliadas constantemente com o objetivo de repensar as estratégias de ensino para o alcance individual de cada criança.

Publicidade

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Continue Lendo

Nossa Cidade

Apresentações festivas marcam encerramento de semestre letivo no Cier em Hortolândia

Publicado

em

Cerca de 230 estudantes e profissionais da Educação participaram das comemorações, realizadas nesta terça-feira (05/07), na quadra da escola, no Jd. Santo André

 

Eventos festivos e lúdicos, na quadra da escola, marcaram o encerramento das atividades do primeiro semestre letivo deste ano no CIER (Centro Integrado de Educação e Reabilitação) Romildo Pardini, unidade escolar da Prefeitura de Hortolândia, no Jardim Santo André, voltada ao atendimento de estudantes com deficiências múltiplas. As apresentações do espetáculo “Vila do Chaves em: enfrentando a pandemia, que saudades da escola!” aconteceram nesta terça-feira (05/07), nos períodos matutino e vespertino, e reuniram estudantes e profissionais da unidade, totalizando cerca de 230 pessoas.

“Eu quero que o mundo conheça o CIER e que o CIER conheça o mundo!”, afirmou a terapeuta educacional da unidade, Ângela Rocha, que conduziu as apresentações, buscando envolver a todos. Especialistas, professores, educadores e estudantes vestiram-se a caráter e atuaram nas apresentações. 

Publicidade

“Eu gostei da apresentação. A gente se despediu da Neusa hoje e quinta-feira passada. A gente fez homenagem pra ela hoje. Eu gostei de me apresentar. Minha família veio e assistiu. Eu fui o Kiko”, comentou Diogo de Souza, de 27 anos, estudante do CIER, referindo-se à monitora Neusa Uliana, que solicitou aposentadoria.

“Eu fiquei muito emocionada com a apresentação, porque ano passado o Felipe teve COVID-19. Eu quase o perdi. Então, vê-lo se apresentar hoje me emocionou muito. Saber que estamos vencendo essa batalha também está sendo ótimo. Ver Felipe se apresentando com as outras crianças foi muito importante”, ressaltou Solange Santos, mãe do estudante Felipe Santos, de 12 anos.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Publicidade
Continue Lendo

Noticias

Publicidade

Populares