Nossa Cidade

InterArtes começa com apresentações de violão, balé e dança do ventre, nesta quinta-feira (07/11)

Se você gosta de artes, já pode anotar na agenda. Nesta quinta-feira (07/11) começa a edição do segundo semestre de 2019 da mostra InterArtes, um dos eventos mais tradicionais do calendário cultural da cidade realizado pela Prefeitura. A abertura será, às 19h30, na Unidade Cultural “Arlindo Zadi”, localizada na rua Graciliano Ramos, 280, Jardim Amanda. A abertura nesta quinta-feira terá apresentações dos alunos dos cursos livres de violão e dança do ventre da Unidade Cultural “Arlindo Zadi”, e de balé da Escola de Artes “Augusto Boal”.

A mostra InterArtes, realizada a cada semestre, apresenta trabalhos dos alunos dos cursos livres e das formações culturais (cursos profissionalizantes) que são ministradas pela Prefeitura na Escola de Artes “Augusto Boal” (Jardim Amanda), no Armazém das Artes “Carlos Vilela” (Jardim Nossa Senhora de Fátima) e na Unidade Cultural “Arlindo Zadi” (Jardim Amanda).     

Para a secretária de Cultura, Alessandra Amora Barchini, o InterArtes é importante por abrir espaço para os alunos. “O InterArtes é um evento especial para a cidade. É o momento em que os aprendizes mostram o conteúdo aprendido nos cursos livres e nas formações culturais. Já para a comunidade é uma oportunidade enriquecedora de ter contato com os diferentes tipos de manifestações artísticas”, destaca Alessandra.

Confira abaixo a programação da abertura do InterArtes:   

Violão

Turmas: 1 a 6

Repertório: Versões instrumentais de canções consagradas do repertório popular nacional e internacional. Alunos de diferentes níveis e idades compartilhando os papéis de acompanhamento e solista nos arranjos das canções. 

Arte-educador: Luiz Antonio F. da Silva (Spiga) 

Turmas: 7 e 8

Repertório: “Flores” (Titãs), “Velha Infância” (Tribalistas) e “La Bamba” (Richie Valens)

Arte-educador: Giliard Sartori 

 

Balé (Aprendizes da Escola de Artes “Augusto Boal”)

Turma: 2

Nome da coreografia: Espera

Sinopse: A cada dia esperamos e acreditamos que dias melhores virão, caminhamos motivados para que a cada novo dia tenhamos nossa chance de ser feliz, esperamos por algo maior que nós mesmos, assim lutamos e vencemos.

Arte-educador: Vanessa Reis

Turma: 4 

Nome da coreografia: Oceano 

Sinopse: A imensidão do oceano pode nos paralisar. Olhar à frente e ver tantos desafios nos traz medo; buscando outra saída, podemos nos sentir sozinhos, mas quando menos esperamos temos alguém ao nosso lado; e a cada volta da vida formamos nossa base para chegar ao topo.

Arte-educadora: Vanessa Reis

Turma: 5

Nome da coreografia: Gratidão

Sinopse: Existe um acordo secreto que nos faz acreditar sem precisar de provas. Existe uma luz para te guiar. Diga a verdade: mesmo que tudo pareça ter dado errado, você ainda pode agradecer e recomeçar.

Arte-educadora: Vanessa Reis

Turma: 6 

Nome da coreografia: Descoberta 

Sinopse: Quando ainda somos pequenos e frágeis, não sabemos por onde seguir, nos achamos incapazes e não vemos saída. Quando começamos a lutar, nossas asas crescem, se fortalecem e nos fazem voar. Coreografia de Vanessa Reis e Natalia Beserra. 

Arte-educadora: Vanessa Reis

 

Dança do Ventre 

Turma: 1

Nome da coreografia: Mar do mundo dança do ventre Brasil

Sinopse: O corpo é um mapa cultural, por isso a dança tem papel fundamental na sociedade como fator de desenvolvimento pessoal e coletivo. Esta coreografia reflete a importância da dança do ventre no processo de evolução dos povos, como instrumento de socialização. Uma experiência que possibilita novas formas de expressão, comunicação e descoberta da linguagem corporal.

Arte-Educadora: Vera Oliveira

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Para mais notícias, eventos e empregos, siga-nos no Google News (clique aqui) e fique informado

Lei Proibida a reprodução total ou parcial, sem autorização previa do Portal Hortolandia . Lei nº 9610/98