Connect with us

Nossa Cidade

Hortolândia terá incubadora de mão de obra em parceria com Dell Computadores

Publicado

em

Na semana em que a Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados) coloca Hortolândia entre as principais cidades paulistas com presença relevante de indústrias e serviços no setor de software e TI (tecnologia da informação), a Prefeitura de Hortolândia anuncia uma parceria inédita com a Dell Computadores para capacitação profissional de jovens e apoio ao ingresso deste público no mercado de trabalho. A partir de 2015, 120 alunos do Ensino Médio de escolas públicas do município iniciam a formação em tecnologia da informação por meio de uma incubadora de mão de obra, consolidada com apoio da Secretaria de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo.

A capacitação inicia com a seleção de três escolas participantes, de um grupo de instituições já indicadas à empresa. Cada escola terá 40 alunos escolhidos para participar da formação, que será realizada na unidade da empresa, em Hortolândia. O projeto, uma iniciativa da Dell Computadores, acontecerá também nas cidades de São Paulo e Porto Alegre, com alunos destes municípios.

De acordo com o secretário de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo, Dimas Correa Pádua, a experiência da incubadora de mão de obra em TI possibilitará aos jovens estudantes aliar os estudos à capacitação profissional. “Temos em Hortolândia um pólo muito forte na área da tecnologia. Para os estudantes selecionados, será um privilégio entrar no mercado de trabalho em uma empresa como a Dell, recebendo qualificação profissional por meio deste projeto”, avalia o secretário.

As escolas que podem ser selecionadas foram indicadas à empresa, que escolhe três unidades de ensino. “Vão ser escolhidos 40 alunos por escola. Serão estudantes que se dedicam aos estudos e precisam deste apoio importante para seguir uma carreira promissora. Além do aspecto da capacitação profissional, esta ação demonstra o valor das parcerias entre poder público e o setor privado na questão social”, comentou Pádua. A seleção das escolas e dos estudantes deve acontecer nos próximos meses, já que a incubadora inicia suas atividades no próximo ano.

 

Análise da Fundação Seade

Nesta quarta-feira (02/07), a Fundação Seade divulgou, em um artigo, a análise da distribuição de indústrias e serviços no setor de software, tecnologia da informação e telecomunicações, no estado de São Paulo. Além de apontar os municípios com presença relevante de investidores deste ramo, a análise indica que cresce o número de profissionais graduados atuantes nesta área.

Caracterizado por empresas de micro e pequeno portes, o setor empregava, em 2012, 249 mil pessoas em 9.500 empresas em todo o estado. O estudo aponta um conjunto de 15 municípios paulistas que, em 2012, foram responsáveis por 87% de trabalhadores empregados neste ramo e 70% das empresas deste setor instaladas em São Paulo. São eles: Americana, Barueri, Bauru, Campinas, Hortolândia, Jaguariúna, Jundiaí, Mogi das Cruzes, Osasco, Poá, Ribeirão Preto, Santana de Parnaíba, Santo André, São José dos Campos e São Paulo.

 

Empregos

Segundo o artigo da Seade, os “empregos gerados no segmento de software na RMC, entre 2008 e 2012, mostram a consolidação dessa região como centro de desenvolvimento de programas de computador sob encomenda e desenvolvimento e licenciamento de programas de computador customizáveis”.

De acordo com uma projeção da Secretaria de Indústria, Comércio, Serviços e Turismo, Hortolândia tem cerca de 20 mil trabalhadores empregados nas empresas de software e TI instaladas na cidade. Dentro de subgrupos analisados na pesquisa, Hortolândia se destaca no setor de suporte técnico, com empresas com mais de mil empregados. “Apenas a IBM concentra oito mil trabalhadores. Temos ainda a Dell, a Sanmina, a ZTE e várias outras, que colaboram para que Hortolândia esteja entre as 15 cidades paulistas fortalecidas neste ramo”, disse o secretário municipal.

O material cita ainda que “as empresas do setor de software e serviços de tecnologia da informação e telecomunicações destacam-se pelo elevado nível de instrução de seus trabalhadores. Em 2012, enquanto graduados e pós-graduados representavam 18,8% do total dos empregos no estado de São Paulo, no setor essa presença chegou a 47,4%”.

Pádua ressalta que, em Hortolândia, esta tendência também é forte graças à oferta de curso superior em informática no IFSP (Instituto Federal São Paulo), além dos cursos técnicos também oferecidos na instituição federal e na Etec (Escola Técnica) Paula Souza. “Recebemos, ainda, influência das instituições de ensino de Campinas, já que muitos dos nossos profissionais se qualificaram aqui mesmo na região”. A área da tecnologia é um setor que não apresenta crise, está sempre em pleno desenvolvimento. As empresas continuam chegando à cidade e isso comprova que Hortolândia possui um universo muito amplo nesta área”, finalizou.

Fonte: Pref.Hortolândia

Nossa Cidade

Emei Carlos Vilela começa a funcionar na primeira quinzena de setembro, afirma Secretaria de Educação

Publicado

em

Data de abertura da 60ª escola da rede municipal de Hortolândia foi anunciada nesta segunda-feira (15/08), após visita do prefeito José Nazareno Zezé Gomes à obra

A Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Carlos Vilela, 60ª unidade da rede municipal de ensino de Hortolândia, será aberta à comunidade escolar na primeira quinzena de setembro. O anúncio da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia foi feito na tarde desta segunda-feira (15/08), durante a visita do prefeito José Nazareno Zezé Gomes às obras da nova creche pública e gratuita.

“A Rede Municipal de Educação ganhará, dentro das próximas semanas, uma nova escola de Educação Infantil, a Emei ‘Carlos Vilela’, na região do Nossa Senhora de Fátima. Um espaço que foi totalmente reformado e vai atender, num primeiro momento, 51 crianças. Sem dúvida, um importante avanço na Educação, uma das melhores redes públicas de ensino do Estado de São Paulo. Entregar esse espaço será, sem dúvida, um momento de muito orgulho”, comentou o prefeito, ao lado do secretário Fernando Moraes.

Localizada na Rua Sebastião Lázaro da Silva, 654, a nova unidade funcionará com três salas: uma de Berçário II, uma de Minigrupo e uma de Maternal I. A previsão da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia é que a creche comece a funcionar atendendo as crianças da região do Jd. Rosolém que estavam em lista de espera. A meta é, nos próximos anos, ampliar o total de vagas lá disponíveis. Com a abertura da creche, a rede municipal de Educação passa a ter 60 unidades, sendo 16 delas exclusivamente creches e 31 escolas que atendem a Educação Infantil e também o Ensino Fundamental. 

“Essa nova escola, a Emei Carlos Vilela, lá no Fátima, é uma escola muito importante e especial, que vem ao encontro do nosso planejamento de atendimento, a fim de zerar a fila de espera das crianças de 0 a 3 anos da nossa cidade. Para que os pais possam ter mais tranquilidade para trabalhar, a criança já pode desde bebê frequentar esse ambiente chamado escola, onde tem a diversidade, o encontro de afetos. Então, é muito importante essa escola, não só pra aquela comunidade localmente, mas em especial para a rede municipal de Hortolândia, uma rede que acompanha o crescimento da cidade e pode ofertar educação de qualidade, cuidando das crianças, cuidando do seu povo. O prefeito Zezé Gomes nos deu a incumbência de fazer essa ampliação para a gente conseguir, cada vez mais, fortalecer a rede municipal”, ressaltou Moraes.

Saiba o que mudou no prédio

No prédio público de dois andares, antes aos cuidados da Secretaria de Cultura, funcionava um CCE (Contro de Convivência Educacional). Com a reforma, a unidade contará com quatro salas, três para aulas e uma a ser usada como espaço lúdico. Também foram implantados dois banheiros infantis com circuito de banho para que as crianças se banhem com auxílio dos educadores, segundo o  Setor de Manutenção Escolar. 

No pavimento térreo, foi trocado todo o piso do pátio, da cozinha e da despensa, assim como o do primeiro andar. Os banheiros para funcionários também passaram por manutenção. O espaço onde ficava o pátio original foi dividido para abrigar pátio e refeitório. O prédio ganhou ainda um abrigo GLP, uma salinha onde ficam os botijões de gás de cozinha, e lixeira, espaço onde é colocado o lixo pelo lado de dentro para ser recolhido pelo lado de fora. As equipes de manutenção trabalham ainda na construção do parquinho com tanque de areia, que, depois, receberá os brinquedos do playground. 

A creche terá duas entradas, sendo a da frente com grade e mureta, destinada a pais e alunos, e outra, na parte de trás, com estacionamento cimentado, onde os funcionários poderão deixar o carro e haverá movimentação de carga e descarga de suprimentos para a cozinha. A nova escola já está quase toda pintada.

Outras escolas passam por reforma e manutenção

Além desta, a Prefeitura de Hortolândia também realiza obras de reforma e manutenção em outras escolas da rede municipal de Ensino. A ação é possível graças à contratação, via licitação, de empresa específica, que atua no sentido de ampliar e agilizar os serviços prestados pelo Setor de Manutenção Escolar da Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia. 

As ações de reforma e manutenção beneficiam diretamente toda a comunidade escolar, inclusive os cerca de 26 mil estudantes da rede municipal, oferecendo em cada unidade um ambiente mais agradável e seguro para a realização das atividades pedagógicas e administrativas. Outras unidades escolares também serão atendidas, mediante agendamento junto aos gestores do Setor.

 

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Programa “Agenda Verde” retoma palestras sobre meio ambiente em escolas

Publicado

em

Prefeitura ministrou palestras na EE (Escola Estadual) Maristela Carolina Mellin, nesta terça-feira (16/08)

Os jovens são aliados importantes do poder público no combate ao descarte irregular de resíduos. Para incentivar esse público a participar dessa luta, a Prefeitura de Hortolândia retoma a realização de palestras ambientais em escolas da cidade. Essa é uma das ações que marca a retomada do programa “Agenda Verde”. Nesta terça-feira (16/08), o Núcleo de Educação Ambiental, órgão da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, ministrou duas palestras para 360 alunos do Ensino Médio da EE (Escola Estadual) Maristela Carolina Mellin, no Jardim Minda. 

A equipe do núcleo orienta os estudantes sobre a importância do descarte correto de resíduos nos 12 PEVs (Pontos de Entrega Voluntária de entulho e outros materiais recicláveis) disponibilizados em várias regiões da cidade pela Prefeitura. 

Os agentes ainda explicam que os materiais recicláveis recolhidos pela Prefeitura nos PEVs e por meio do serviço de coleta seletiva porta a porta são destinados para a Cooperativa Águia de Ouro, parceira da Prefeitura. O valor obtido pela cooperativa com a coleta, a triagem e a venda dos recicláveis gera renda para as cerca de 20 pessoas de baixa renda que trabalham na cooperativa. Outros temas abordados nas palestras são uso racional de água e energia elétrica, queimadas, dentre outros.

“A realização das palestras para os jovens é sempre interessante. Buscamos estimulá-los para que assumam seu papel na transformação da cidade, da rua onde eles moram. Para aproximá-los da realidade em que eles vivem, mostramos fotos das ações da retomada do programa ‘Agenda Verde’ que a Prefeitura realizou na região do Jardim São Jorge, que é próxima à escola onde eles estudam”, salienta o coordenador do núcleo, Ricardo Zanoni. 

A programação de palestras prossegue nesta quarta-feira (17/08) com a realização de duas ações para 380 estudantes do Ensino Fundamental II da mesma escola. O coordenador Ricardo Zanoni salienta que essas palestras terão cunho mais lúdico em virtude dos alunos serem de uma faixa etária mais jovem. 

Escolas das redes municipal, estadual e particular de ensino, associações de bairro, entidades beneficentes, igrejas e empresas que tenham interesse em receber a palestra sobre educação ambiental da Prefeitura, podem entrar em contato para agendar a atividade pelo e-mail
O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Agenda Verde

Em paralelo às palestras, a Prefeitura de Hortolândia percorre diferentes regiões da cidade com o programa “Agenda Verde”. Nesta semana, as equipes de Fiscalização e de Educação Ambiental da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável continuam a realizar ação casa a casa na região do Parque do Horto.

Os agentes conversam e informam os moradores sobre a retomada do programa. As equipes também dão orientações sobre como fazer o descarte correto de resíduos nos PEVs e distribuem material explicativo sobre outros temas ambientais, como queimada e ligação correta de esgoto.

Na ação, os agentes também têm reforçado com a população a importância de manter os cuidados para evitar a proliferação do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como Dengue, Zika e Chikungunya, e o aplicativo Agenda Verde.

Aplicativo

A retomada do programa conta com uma ferramenta de comunicação disponível para os moradores. É o aplicativo Agenda Verde. Por meio da ferramenta, as pessoas podem fazer denúncias de descarte irregular de resíduos na cidade. O Aplicativo pode ser baixado nas plataformas Google Play ou App Store do celular da pessoa. A identidade do denunciante é mantida em sigilo.

Programa “Agenda Verde”

O programa “Agenda Verde” foi instituído em 2017, na gestão do falecido prefeito Angelo Perugini. Nessa primeira fase, o programa executou ações de enfrentamento às demandas ambientais, com ênfase nas questões da destinação correta dos resíduos, limpeza e zeladoria da cidade. 

Crime ambiental

O descarte irregular de resíduos em vias e áreas públicas é crime ambiental, sujeito à multa. O valor da multa varia de 25 a 10.000 UFMHs (Unidade Fiscal Municipal de Hortolândia, que neste ano é de R$ 4,0941), de acordo com a lei municipal Nº 873, de 2001 (Código de Posturas). Já o valor da multa para descarte irregular em terreno particular também varia de 25 a 10.000 UFMHs.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Continua o mutirão de reforço da sinalização de solo na Av. Olívio Franceschini

Publicado

em

Trabalho é realizado por equipes da Prefeitura de Hortolândia, durante as madrugadas

O mutirão de implantação e reforço da sinalização de solo em toda a extensão da avenida Olívio Franceschini, uma das mais movimentadas de Hortolândia, continua intensificado. De acordo com a Secretaria de Mobilidade Urbana da Prefeitura, desde o final de julho, a ação acontece toda semana, à partir da quinta-feira e vai até o domingo, sempre realizada às madrugadas para evitar problemas no tráfego. O reforço e a implantação da pintura de sinalização de solo tem o objetivo de priorizar a segurança viária. Também neste semestre, o mesmo trabalho foi realizado na avenida da Emancipação. O serviço é feito com uma tinta especial que melhora a visibilidade de pedestres e motoristas além de durar mais tempo sem a necessidade de reforço à curto prazo.

“A sinalização de solo acontece nas principais avenidas da cidade mas, também, em ruas residenciais e que dão acesso à estas grandes avenidas. Além disso, o trabalho é prioridade no entorno de unidades de saúde, ensino, praças e parques de todas as regiões da cidade. Desde o inicio do ano, o mutirão da sinalização é realizado, semanalmente, e contribui com a visibilidade para motoristas e pedestres, além de evitar acidentes. Atualmente, a sinalização está intensificada nas ruas do Jardim Nossa Senhora Auxiliadora”, explica o diretor de operações da Secretaria de Mobilidade Urbana, José Eduardo Vasconcellos. 

Para salvar vidas no trânsito, são desenvolvidas ainda ações, que vão desde atividades educativas com motoristas e pedestres  até a implantação de semáforos e radares controladores de velocidade, principal medida adotada pela Administração Municipal. Os dispositivos começaram a funcionar em janeiro de 2019.  Outra medida importante é a instalação dos painéis eletrônicos informativos nos portais de entrada e saída da cidade e investimentos na malha cicloviária, que, neste ano chegará a 50 quilômetros de um total de 100 quilômetros que serão implantados.

 

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Noticias

Nossa Cidade1 hora atras

Emei Carlos Vilela começa a funcionar na primeira quinzena de setembro, afirma Secretaria de Educação

Data de abertura da 60ª escola da rede municipal de Hortolândia foi anunciada nesta segunda-feira (15/08), após visita do prefeito...

Nossa Cidade2 horas atras

Programa “Agenda Verde” retoma palestras sobre meio ambiente em escolas

Prefeitura ministrou palestras na EE (Escola Estadual) Maristela Carolina Mellin, nesta terça-feira (16/08) Os jovens são aliados importantes do poder...

Nossa Cidade2 horas atras

Continua o mutirão de reforço da sinalização de solo na Av. Olívio Franceschini

Trabalho é realizado por equipes da Prefeitura de Hortolândia, durante as madrugadas O mutirão de implantação e reforço da sinalização...

Nossa Cidade2 horas atras

Prefeitura de Hortolândia libera trânsito na ponte Jd. Minda, com sentido único

Ponte construída próxima à Delegacia, no Pq. dos Pinheiros, faz parte das obras do Superviário A rua Flamboyant, próxima à...

Nossa Cidade2 horas atras

Judô de Hortolândia é destaque na Copa São Carlos da modalidade

Torneio foi disputado no final de semana passado por alunos do Projeto Escolinhas Esportivas da Prefeitura O time de judô...

Nossa Cidade3 horas atras

Debate sobre contribuições da consciência fonológica para a alfabetização abre Semana de Educação em Hortolândia

Formação começou na noite desta segunda-feira (15/08) e vai até primeiro de setembro em duas etapas Com um debate sobre...

Publicidade

Populares