Connect with us

Nossa Cidade

Guarda Municipal de Hortolândia alerta sobre perigo do uso de cerol

Publicado

em

Além de pôr vidas em risco, prática é crime previsto em lei municipal e pode render multa

Tempo de vento forte é também tempo de alerta para a GM (Guarda Municipal), força de segurança da Prefeitura. Nesta época do ano, é comum ver o céu de Hortolândia colorido pela presença de pipas, em diversas áreas verdes e de lazer da cidade, como os parques socioambientais Lago da Fé, nas imediações do Parque Gabriel, e Chico Mendes, no Remanso Campineiro. Porém, a brincadeira que tanto diverte crianças e jovens, durante o período das férias escolares do meio do ano, oferece riscos, se os cordões usados para empinar os papagaios contêm substâncias cortantes. 

A mistura que origina o cerol, feita à base de cola e vidro moído, é capaz de cortar o fio de outra pipa no ar, mas também pode produzir graves lesões em ciclistas, motociclistas e pedestres que entrem em contato com ela, bem como nos próprios brincantes, durante a confecção da arraia. Foi o que aconteceu, neste final de semana, com duas crianças feridas nas mãos pelo cerol, ao confeccionarem papagaios. Elas tiveram que buscar atendimento médico na UPA-24h (Unidade de Pronto Atendimento) Jd. Amanda, segundo relato da GM, chamada pela acompanhar o caso. 

Entre o domingo e a segunda-feira (24 e 25/07), a corporação apreendeu 38 carretilhas grandes com fios banhados em cerol. Além disso, graças ao serviço de inteligência da GM, foi possível coibir o uso da mistura cortante, durante um festival de pipas, marcado via redes sociais, que reuniu aproximadamente mil pessoas, no parque localizado entre o Jd. Novo Ângulo e o Jd. Nova América.

“A Guarda Municipal atua sempre para garantir a segurança da população hortolandense, especialmente nas ações preventivas, e ao realizar as operações para coibir o uso do cerol, vem encontrando o apoio e agradecimento de vários pais que temem pela segurança de seus filhos”, relata o subcomandante da Guarda Municipal, Edson Luís de Paiva.

Multas devem se tornar mais pesadas

Assim como nas ocorrências desta semana, dados da corporação mostram um aumento no número de casos, na cidade: em 2020, foram emitidas 22 multas; em 2021, foram feitas 11 autuações ao longo do ano e, em 2022, até julho, já houve 24 registros de uso de cerol. O uso da mistura é proibido no município e, atualmente, pode render multa aos praticantes e seus responsáveis, se flagrados por agentes da Guarda Municipal. É o que prevê o decreto 4.504, de 10/07/2020, que regulamentou a lei 1059, de 19/04/2002. A mesma lei proíbe a venda desses artigos. Mas a punição pode se tornar mais dura, em breve. É que a Administração Municipal pretende enviar projeto de lei ao Legislativo, de modo que o valor da multa, hoje afixado em reais, seja calculado em UFMHs (Unidades Fiscais do Município de Hortolândia), que varia ano a ano. O objetivo da medida é ter ferramentas mais potentes para proibir os casos, contribuindo para que a brincadeira ocorra de maneira lúdica, sem oferecer riscos aos participantes.

“O prefeito Zezé Gomes preza pela qualidade de vida da população, principalmente das nossas crianças e adolescentes, para que tenham opções de lazer nas praças e parques de nossa cidade. Entretanto, ressaltamos a importância de que todas as diversões sejam com segurança. Não é proibido soltar pipa, mas sim usar cerol ou outras linhas cortantes”, ressalta o secretário de Segurança, Joldemar Nunes Corrêa, o Dr. Jold.

Confira as recomendações para soltar pipa em segurança:

    • Evite usar cerol ou outras misturas cortantes na linha da pipa;

    • Procure um lugar seguro para brincar, longe da fiação da rede elétrica de alta tensão e mesmo dos canteiros centrais de avenidas, que oferecem risco de acidentes graves e atropelamentos;

    • Ao soltar pipa, mantenha os pés firmes no chão, pois ao fazer isso em cima de muros, há risco de quedas geradas pelo vento forte e pela desatenção.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Auxílio Brasil paga hoje R$ 600 a beneficiários com NIS final 4

Publicado

em

Por

Até o fim do ano, benefício tem valor mínimo de R$ 600 por família

A Caixa Econômica Federal paga hoje (12) a parcela de agosto do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) de final 4. Essa é a primeira parcela com o valor mínimo de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.

A emenda também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil. Com isso, o total de beneficiários atendidos pelo programa sobe para 20,2 milhões a partir deste mês.

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Em janeiro, o valor mínimo do Auxílio Brasil voltará a R$ 400, a menos que nova proposta de emenda à Constituição seja aprovada. Tradicionalmente, as datas do Auxílio Brasil seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava nos dez últimos dias úteis do mês. No entanto, portaria editada no início de agosto antecipou o pagamento da parcela deste mês para o período de 9 a 22.

Calendário de pagamentos do Auxílio Brasil de R$ 600

Calendário de pagamentos do Auxílio Brasil de R$ 600 – Diário Oficial da União

Auxílio Gás

O Auxílio Gás também será pago hoje às famílias inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico), com NIS final 4. Com valor de R$ 110 neste mês, o benefício segue o calendário do Auxílio Brasil.

Com duração prevista de cinco anos, o programa beneficiará 5,5 milhões de famílias, até o fim de 2026. O benefício, que equivalia a 50% do preço médio do botijão de 13 quilos nos últimos seis meses, é retomado em agosto com o valor de 100% do preço médio, o que equivale a R$ 110. O aumento vigora até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada pelo Congresso.

Pago a cada dois meses, o Auxílio Gás originalmente tinha orçamento de R$ 1,9 bilhão para este ano, mas a verba subiu para R$ 2,95 bilhões após a promulgação da emenda.

Só pode fazer parte do programa quem está incluído no CadÚnico e tenha pelo menos um membro da família que receba o Benefício de Prestação Continuada (BPC). A lei que criou o programa definiu que a mulher responsável pela família terá preferência, assim como mulheres vítimas de violência doméstica.

Benefícios básicos

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga emprego ou tenha filho que se destaque em competições esportivas, científicas ou acadêmicas.

Podem receber os benefícios extras as famílias com renda per capita até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e até R$ 200, em condição de pobreza.

Agência Brasil elaborou guia de perguntas e respostas sobre o Auxílio Brasil. Entre as dúvidas que o beneficiário pode tirar estão critérios para integrar o programa social, os nove tipos diferentes de benefícios e o que aconteceu com o Bolsa Família e o auxílio emergencial, que vigoraram até outubro do ano passado.

Fonte Agência Brasil

Continue Lendo

Nossa Cidade

Com exceção das unidades de Saúde, uso de máscaras deixa de ser obrigatório nos prédios públicos da Prefeitura de Hortolândia

Publicado

em

Uso da máscara de proteção também deixa de ser obrigatório nas escolas municipais hortolandensesA Prefeitura de Hortolândia anunciou nesta quinta-feira (11/308), a flexibilização do uso de máscaras de proteção facial em todos os prédios públicos municipais, inclusive na rede municipal de ensino e no transporte público, com exceção das unidades de saúde (UBS, UPA e Hospital).

O decreto foi publicado na edição desta quinta-feira do Diário Oficial do Município. O uso agora torna-se opcional, sendo recomendado nos meios de transporte coletivo de passageiros, pontos de embarque e desembarque e para pessoas que apresentem sintomas (tosse, dor de garganta, febre, coriza) de doenças respiratórias, como gripe e resfriado. A Administração também recomenda uso de máscaras para a parcela da população de maior risco de complicações por doenças respiratórias.Além disso, o decreto mantém o uso obrigatório de máscaras por pacientes, profissionais e prestadores de serviço em unidades de saúde, clínicas e hospitais de Hortolândia.

A decisão pela flexibilização nos espaços públicos foi baseada em análises da redução do número de casos positivos da Covid-19 no município. Foi levada em consideração o alto índice de vacinação. Até o momento, mais de 556 mil doses de vacinas foram aplicadas no município, com cerca de 200 mil pessoas com duas doses e mais de 117 mil habitantes com a terceira dose de reforço. A Prefeitura ressalta a importância de as pessoas completarem o esquema vacinal, por meio das doses de reforço.

Em relação aos casos de internação, apenas três pacientes se encontram em tratamento no município, todos eles em enfermaria.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Hortolândia apresenta ações de incentivo ao aleitamento materno em reunião com municípios da região

Publicado

em

Profissionais da Prefeitura ministraram palestra sobre amamentação e a campanha “Agosto Dourado” em encontro nesta quinta-feira (11/08)

O trabalho que Hortolândia desenvolve para estimular o aleitamento materno tem sido destaque na região. Prova disso é que a Prefeitura foi convidada para realizar palestra sobre o tema na reunião do GTAB (Grupo de Trabalho de Atenção Básica), nesta quinta-feira (11/08), em Indaiatuba. O grupo é formado pelas Secretarias de Saúde dos municípios da RMC (Região Metropolitana de Campinas). Em maio, Hortolândia sediou a primeira reunião presencial do grupo desde o início da pandemia. 

A Secretaria de Saúde apresentou as ações que o município realiza com gestantes, parturientes e puérperas para orientá-las sobre a importância do aleitamento materno. Uma das ações destacadas foi a capacitação ministrada para as equipes da rede municipal de saúde. O objetivo é capacitar as equipes para a retomada ou a implantação dos grupos de amamentação nas UBSs (Unidades Básicas de Saúde). A Secretaria de Saúde também destacou o calendário de ações do município para a campanha “Agosto Dourado” neste mês. “O encontro é importante por propiciar a troca de experiências sobre as ações exitosas que cada município realiza”, destaca a diretora da Atenção Básica da Secretaria de Saúde, Cilene Mantuan.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Populares