Connect with us

Nossa Cidade

Guarda Municipal completa 25 anos mais moderna e próxima da comunidade

Publicado

em

 

 

Prefeitura trabalha para ampliar a proximidade da GM com a comunidade, por meio do Projeto Guarda Comunitária

A Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Segurança, celebrou, nesta sexta-feira (21/09), os 25 anos de história da Guarda Municipal e da primeira turma formada na corporação. O evento aconteceu na sede da Guarda Municipal, localizada na rua Odenir Padovani, 260, Residencial Maria de Lourdes. No ano de sua criação, em julho de 1993, a Guarda Municipal tinha 53 patrulheiros. Atualmente, conta com 150 guardas municipais.

Nessas duas décadas e meia de história, informa a Secretaria de Segurança, a Guarda Municipal passou por uma grande transformação: ganhou sede própria, desenvolveu parcerias e projetos que aproximaram a corporação da comunidade, investiu em tecnologia, implantou a Romu (Ronda Ostensiva da Guarda Municipal), espécie de tropa de elite da GM para atender ocorrências de grande complexidade, aquisição de novas viaturas e armamento. 

Um dos projetos realizados pela Guarda Municipal junto à comunidade é o Bem Me Quer Paz se Quer, que orienta crianças matriculadas no 5º ano do Ensino Fundamental sobre os danos e riscos causados pelas drogas e álcool. Agora, se prepara para retomar o Projeto Guarda Comunitária, que começa funcionar em outubro no Jd. Terras de Santo Antonio.

“A Guarda Municipal, atualmente, é uma peça fundamental de apoio a Polícia Militar, para garantir a segurança da população. Trabalhamos para que a Guarda esteja cada dia mais próxima da comunidade, sendo a principal aliada dos moradores na prevenção à criminalidade”, afirma o secretário municipal de Segurança, Luis Leite de Camargo.

As acomodações da corporação também passaram por mudanças. A primeira base da Guarda Municipal, considerada na época como boa, era mantida num sobrado, localizado na Avenida Ana Tereza Cecon Breda. Com o aumento do efetivo, a sede ficou pequena e a corporação foi transferida para um prédio na Avenida Olívio Franceschini, na antiga Siurb, localizado no Parque São Gabriel. O espaço era inadequado e o estacionamento era dividido com os demais servidores. No ano de 2005, o prefeito Angelo Perugini decidiu entregar uma nova sede mais moderna, com mais comodidade e espaço amplo, que funciona na avenida da Emancipação.  

A Guarda Municipal tem o objetivo de manter a segurança da cidade, por meio de apoio e patrulhamento, para garantir a tranquilidade e qualidade de vida da população. A corporação foi criada, inicialmente, para zelar o patrimônio público. Após anos de atuação, os patrulheiros começaram a dar suporte na segurança, ao lado da Polícia Militar, nas áreas de prevenção e repressão ao crime no município.  

TÚNEL DO TEMPO

De acordo com a chefe de Núcleo de Desenvolvimento, Miriam Ana Ansante Ribas, a Guarda Municipal enfrentou no início muitas dificuldades devido aos altos índices de criminalidade registrada no município. “O início da atuação da Guarda Municipal de Hortolândia se deu num período muito crítico, em que a cidade carecia de infraestrutura e, dentre outras dificuldades, vivenciava alto índice de homicídios, um dos maiores do Estado de São Paulo. Com foco em seus princípios e objetivos e, unida a outras forças policiais, esse índice foi reduzido drasticamente, graças aos esforços de muitas administrações que perceberam a necessidade de investimento na segurança”.

Segundo a chefe de Núcleo do Desenvolvimento, duas ocorrências ficaram marcadas nestes 25 anos de Guarda Municipal. “Em 1995, durante uma ocorrência atendida na SP-101, próximo ao Jardim Amanda, um condutor de um veículo ocupado por sete passageiros, perdeu o controle e colidiu contra uma viatura da GM. Com o impacto, o veículo pegou fogo e causou a morte de 5 das 7 vítimas. Os patrulheiros, mesmo feridos, tiveram tempo de salvar dois ocupantes do carro. 

Na visão do sub-inspetor, Antonio Carlos dos Santos Santana, com atuação na guarda municipal desde a 1ª turma, a aquisição de novos armamentos, a renovação da frota, a criação da Romu (Ronda Ostensiva da Guarda Municipal), o desenvolvimento de projetos de prevenção às drogas nas escolas foram fundamentais para a redução do índice de criminalidade no município. 

O guarda municipal José Carlos Rodrigues, outro integrante da 1ª turma, relembra uma das grandes ações que participou na guarda. “Nossa viatura foi acionada para atender um roubo em andamento no Jardim Rosolen. Durante o trajeto, a guarnição deparou com um veículo suspeito, onde houve êxito de prender os indivíduos e recuperar o patrimônio da vítima. Ao ser avisada sobre a recuperação do veículo, a vítima parabenizou a corporação por esclarecer o caso rápido”, contou Rodrigues.

Texto: José Ricardo de Camargo Neves 

Foto: Reginaldo Prado

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Nossa Cidade

Campeonatos Infantil e Mirim começam no dia 20

Publicado

em

Oito equipes disputam competição, que neste ano permitirá inscrição de meninas

Após a realização do congresso técnico, a Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Esporte, definiu os grupos (ver abaixo) e a fórmula de disputa do campeonato de futebol das categorias Infantil (nascidos em 2007 e 2008) e Mirim (nascidos em 2009 e 2010).

A competição começa no sábado (20/08) com previsão de encerramento no dia 24 de setembro. Pela categoria Mirim, as partidas são disputadas em dois tempos de 25 minutos cada, enquanto no Infantil os jogos durarão dois tempos de 30 minutos. De acordo com a Secretaria de Esporte, neste ano, o diferencial será a permissão para a inscrição de meninas nos times que disputarão o campeonato.

A competição será disputada por oito times que serão divididos em dois grupos com quatro equipes em cada um. Os times jogarão entre si, dentro do próprio grupo. Ao final da primeira fase, o líder de cada grupo já está classificado automaticamente para as semifinais. Já as equipes que terminarem em segundo e terceiro na classificação, respectivamente, disputam as outras duas vagas para a semifinal. “Na próxima semana mais uma etapa do futebol de Hortolândia será iniciada com a disputa das categorias Infantil e Mirim. Estes jovens que sonham em ser jogador de futebol estarão mostrando o talento nos campos e, acima de tudo, se divertindo. O esporte é um importante meio de construir amizades e promover a inclusão social”, comenta o secretário de Esporte, Gléguer Zorzin.

Confira os grupos das categorias Infantil e Mirim

GRUPO A: Bola de Ouro, Ases de Ouro, Projeto Revolução Esmeralda e Raça Sport

GRUPO B: Audax, Projeto Águia, Projeto Hortolândia e Canarinho

Calendário do futebol recheado

O calendário do futebol em Hortolândia está cheio de torneios até o final deste ano. No momento, acontecem as disputas da fase final da primeira e segunda divisões  do Campeonato Amador e das categorias Master e Super Master.  Em outubro, a previsão é de início das competições nas categorias Veterano (jogadores à partir dos 35 anos de idade) e da terceira divisão do Campeonato Amador. Para fechar o calendário do futebol 2022 em Hortolândia, em novembro, devem acontecer as disputas das categorias Juniores (19 e 20 anos) e Juvenil (16 e 18 anos).

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Prefeitura instala guarda-corpo e intensifica concretagem de calçada na Ponte do Morete

Publicado

em

Local recebe grande fluxo de pessoas e veículos e faz a ligação de duas regiões de Hortolândia

A revitalização realizada por equipes da Prefeitura de Hortolândia na ponte localizada na avenida João Coelho, na região do Jardim Nossa Senhora de Fátima, conhecida como Ponte do Morete continua intensificada. Diversas ações de melhorias acontecem no local desde o início do mês. Agora, paralelo a concretagem da calçada, a Administração Municipal instala guarda-corpo, proteção de ferro com o objetivo de evitar quedas. A Ponte do Morete é uma importante ligação da região do Fátima até o Jardim Sumarezinho e outros bairros do lado oposto da Rodovia Jornalista Francisco Aguirre de Proença (SP-101).

De acordo com a Secretaria de Serviços Urbanos, além da concretagem da calçada e da instalação do guardo-corpo, outras ações na estrutura da ponte, que vão desde a instalação de novos gradis de proteção, maiores, para facilitar a travessia de pedestres até o reforço da pintura, nivelamento do asfalto, poda do mato e do galho das árvores em uma área verde sob a ponte e a Operação Tapa-Buraco já aconteceram. “A ponte recebe um grande fluxo de veículos e pedestres para acessar diferentes locais da cidade. Por isso, a realização destes serviços é importante, em diversos aspectos, para a população. Todos estes trabalhos tem o objetivo de evitar acidentes e danos à veículos. Os trabalhos continuam nos próximos dias”, explica o secretário adjunto de Serviços Urbanos, Marcos Panício, o Mercadão.

 

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Nossa Cidade

Pontos MIS realiza oficina on-line sobre o cineasta Eduardo Coutinho

Publicado

em

Atividade será nos dias 23, 24 e 25 deste mês, das 19h às 21h

Na história do cinema brasileiro, Eduardo Coutinho (foto) é um considerado um dos principais documentaristas. Para a crítica, sua obra prima é “Cabra marcado para morrer”, de 1984. O cineasta é o tema da oficina on-line “Eduardo Coutinho: o documentarista do povo”, realizada pelo Pontos MIS (Museu da Imagem e do Som) e a Prefeitura de Hortolândia. A oficina está com inscrições abertas por meio deste LINK. A atividade acontecerá nos dias 23, 24 e 25 deste mês, das 19h às 21h.

A oficina abordará a vida, a obra e a carreira do cineasta. Coutinho buscou mostrar pessoas simples, enfatizando suas histórias, característica que o tornou referência em documentário. Por isso, a oficina também destacará o método e o processo criativo do cineasta, bem como aspectos importantes de sua filmografia. A atividade será ministrada pela professora Nathalie Hornhardt. A profissional tem extensa atuação nas áreas de rádio, televisão e internet, além de também ser atriz e roteirista. É integrante do grupo de pesquisa “Juvenália: questões estéticas, geracionais, raciais e de gênero na comunicação e no consumo”. É autora do livro “Quando o Santo é forte: uma discussão sobre a insuficiência humana no documentário de Eduardo Coutinho”.

Fonte: Prefeitura

Continue Lendo

Populares