Connect with us

Nossa Cidade

Festa do Migrante terá oficinas e palestras gratuitas durante feira de apoio à mulher empreendedora

Publicado

em

Evento, que começa na próxima quarta-feira (16/10), acontece no Parque Renato Dobelin, na região central

Prefeitura oferece oficinas e palestras gratuitas durante feira de apoio à mulher que deseja empreender

Durante a Festa do Migrante, a Prefeitura de Hortolândia, por meio do Departamento de Políticas Públicas para as Mulheres, órgão da Secretaria de Chefia de Gabinete, realiza a “Feira de Apoio ao Empreendedorismo da Mulher de Hortolândia” e o “I Seminário Mulher e Empreendedorismo”. O objetivo das ações é apoiar as mulheres do município que desejam se tornar empreendedoras.

Os eventos acontecerão entre os dias 16 e 20 deste mês no Parque Socioambiental Renato Dobelin, na região central. Na manhã desta quinta-feira (10/10), uma comitiva oficial esteve no parque. O secretário de Cultura, Tino Sampaio, e a diretora do Departamento de Políticas Públicas para Mulheres, Laureana S. Gomes, foram conferir de perto o local e analisar o projeto de montagem da estrutura que abrigará a Festa, a Feira e o Seminário.

A ideia da Prefeitura é que a Feira seja um espaço que contribua com a empregabilidade, a geração de renda autônoma e o fortalecimento do empreendedorismo da mulher. Para tanto, promoverá a integração entre empresas públicas e privadas, entidades governamentais e mulheres. Haverá, ainda, exposição de produtos, distribuição de materiais informativos sobre serviço e temas ligados à atividade empreendedora, orientação por profissionais especializados, palestras e oficinas (confira a programação completa abaixo).

Todas as atividades da Feira são gratuitas. Durante a semana, entre os dias 16 e 18, as atividades acontecem das 19h às 23h. No final de semana, das 8h às 21h.

Palestras gratuitas

A programação prevê formações gratuitas, abertas ao público em geral. Na quarta-feira (16/10), das 19h às 20h, haverá a palestra “Valorizando Pessoas” com o psicólogo Felipe Amaro dos Santos Neto, ex-diretor de Trabalho e Geração de Renda da Prefeitura de Hortolândia. Na quinta-feira (17/10), no mesmo horário, o tema é “Gestão Empreendedora – Administração: caminho para o sucesso”, com Natanel dos Santos. Na sexta-feira (18/10), também das 19h às 20h, a palestra de Estela Juvenal trata sobre “Solução de Créditos para Empreendedores”.

No sábado (19/10), das 10h às 10h30 e das 15h às 15h30, haverá atividades do programa “Viva Mais e Melhor”, desenvolvido pela Prefeitura de Hortolândia, que promove, junto à população, hábitos de vida saudáveis, que levem a uma maior qualidade de vida.

Projeto Brasil Afroempreendedor

À noite, entre 18h e 20h, acontece exposição do projeto “Brasil Afroempreendedor, Desenvolvimento e Fortalecimento do Empreendedorismo Afro-brasileiro”. Realizado pelo Sebrae (Serviço de Apoio às Pequenas e Médias Empresas), em parceria com o IAB (Instituto Adolpho Bauer) e do Ceabra/SP (Coletivo de Empresários e Empreendedores Negros de São Paulo), o projeto é uma iniciativa de inclusão das populações afro-brasileiras no desenvolvimento do País.

Minioficinas para as mulheres

Durante a Feira, haverá, no sábado (19/10), quatro minioficinas, todas voltadas à capacitação do público feminino, com vistas a um lugar no mercado de trabalho ou oportunidades de geração de renda. Os temas são: artesanato, manicure/pedicure e técnicas de beleza, informática básica e consumo consciente.

As inscrições devem ser feitas na própria tenda identificada onde acontecerá o Seminário. As interessadas podem participar de quantos cursos desejar. Elas devem informar RG, CPF e endereço completo (com CEP).

A oficina “Mulheres Digitais”, que acontece das 9h às 10h, pretende motivar a inclusão da mulher empreendedora no mundo digital. Também vai passar instruções básicas sobre ferramentas da informática, internet e redes sociais para garantir o acesso às novas tecnologias.

A oficina “Do lixo ao luxo”, que será das 10h30 às 11h30, vai mostrar formas de consumo consciente. O objetivo é levar ao reaproveitamento e diminuição do desperdício de alimentos, visando a melhorar a qualidade nutricional e despertar a percepção para alternativas empreendedoras voltadas à alimentação.

A oficina “Artesanato – das calçadas para as vitrines”, apresentará, das 14h às 15h, técnicas de artesanato em crochê, tricô, arranjos e pintura em tecido. O foco será desenvolver a criatividade e aprimorar a habilidade das participantes para confeccionar produtos com potencial de venda.

Finalmente, das 15h30 às 16h30, a oficina “Espelho Mágico” oferecerá conhecimentos de manicure, pedicure e tratamentos de beleza, mas também pretende também tratar da valorização, cuidados pessoais e autoestima da mulher.

“A Feira de Apoio ao Empreendedorismo da Mulher vem atender a um dos objetivos do Departamento de Políticas Públicas para Mulheres, que é proporcionar às mulheres do município informação e formação de qualidade para a atividade empreendedora”, destaca a diretora Laureana Gomes. “A autoestima feminina está intimamente ligada à sua autonomia financeira, pois quando a mulher possui meios de garantir a sua estabilidade financeira ou simplesmente implementar a renda familiar, temos como resultado uma mulher autoconfiante e protagonista de sua própria história”, afirma.

“Desejamos que a mulher hortolandense progrida com qualidade de vida para ela e sua família, seja respeitada também como profissional, e a mulher que não queira o emprego formal tenha oportunidade de ser empreendedora, no espaço e horário que desejar e possa oportunizar o desenvolvimento econômico para ela mesma. Temos oportunizadas muitas formações porque nós entendemos que conseguimos proporcionar um diferencial na vida da pessoa quando a gente possibilita a formação”, afirma a secretária de Chefia de Gabinete, Sandra Fagundes Freire.

Confira a programação completa da Feira:

16/10 – 19h às 20h – Palestra “Valorizando Pessoas” (aberta ao público)
17/10 – 19h às 20h – Palestra “Gestão Empreendedora – Administração: caminho para o sucesso” (aberta ao público)
18/10 – 19h às 20h – Palestra “Solução de Créditos para Empreendedores” (aberta ao público)
19/10 – 9h às 10h – Oficina “Mulheres Digitais” (apenas para mulheres inscritas)
19/10 – 10h30 às 11h30 – Oficina “Do lixo ao luxo” (apenas para mulheres inscritas)
19/10 – 14h às 15h – Oficina “Das calçadas para as vitrines” (apenas para mulheres inscritas)
19/10 – 15h30 às 16h30 – Oficina “Espelho Mágico” (apenas para mulheres inscritas)

Fonte: Assessoria de Comunicação / Prefeitura de Hortolândia

Nossa Cidade

70% dos comerciantes do Jd. Amanda estão formalizados

Publicado

em

O programa ainda apontou que o segmento com o maior número de estabelecimentos na região é o de bares e lanchonetes

Mais de 70% dos lojistas do Jardim Amanda são formalizados. Este é o resultado do programa “Agentes de Desenvolvimento” que a Prefeitura de Hortolândia realiza na região, a mais populosa da cidade. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, foram visitados 374 estabelecimentos comerciais e de serviços. Destes, 72% (267) estão com a situação regularizada. 

O programa foi lançado em setembro deste ano pelo prefeito José Nazareno Zezé Gomes. O objetivo é fomentar o comércio local e aproximar o Poder Público Municipal dos empreendedores locais. A ação consiste em visitas feitas aos estabelecimentos por uma equipe de 10 agentes, identificados com camisetas alusivas ao programa. Nas visitas, os agentes orientam e esclarecem dúvidas dos lojistas sobre temas relacionados ao seu negócio. “Os agentes também acolhem demandas e reclamações dos comerciantes e as encaminham para as respectivas secretarias municipais”, salienta a coordenadora do projeto, Hillary Parnissolo. 

A coordenadora ainda destaca que o programa tem um caráter censitário, uma vez que possibilitará à Prefeitura descobrir a quantidade de estabelecimentos na cidade, entre outras informações importantes. A partir da coleta desses dados, a Prefeitura poderá definir e traçar estratégias e ações específicas para cada região da cidade.  

Para a coordenadora, a situação verificada entre os comerciantes do bairro surpreendeu positivamente. Em virtude das dificuldades causadas pela pandemia do Coronavírus na economia, a coordenadora explica que a expectativa era encontrar um grande número de lojistas em situação irregular. De acordo com o levantamento feito pelo programa, 107 estabelecimentos visitados na região não são formalizados. “Para os lojistas que estão nessa situação, oferecemos apoio e orientação para formalizarem seus negócios na Casa do Empreendedor, órgão da Prefeitura localizado no HORTOFÁCIL”, explica a coordenadora. 

O programa ainda apontou que o segmento com o maior número de estabelecimentos na região é o de bares e lanchonetes. De acordo com o levantamento, foram identificados 74 estabelecimentos dessa categoria. Na 2ª posição ficou o segmento de salão de beleza, com 66 estabelecimentos. De acordo com a coordenadora, só falta realizar as visitas aos comerciantes da avenida Brasil, principal via do Jardim Amanda, para o programa concluir o trabalho na região. Em paralelo, o programa iniciou, na semana passada, as visitas aos estabelecimentos na região central da cidade. Em seguida, o programa irá percorrer as lojas do Jardim Rosolém.

“A Prefeitura age de forma proativa, indo até o empresário para avaliar e buscar soluções para suas demandas e dificuldades. Com isso, os Agentes de Desenvolvimento Econômico são fundamentais para estreitar o contato entre o poder público e o setor privado. Comunicar as ações de fomento do desenvolvimento local e territorial, e servir como parâmetro para a Prefeitura ouvir a cidade e fazer o balanço das ações que vem realizando junto a eles”, destaca a secretária de Desenvolvimento Econômico, Trabalho, Turismo e Inovação, Monique Freschet.

Continue Lendo

Nossa Cidade

HortoFest terá área com artesãos cadastrados no Departamento de Economia Solidária da Prefeitura

Publicado

em

Público poderá conferir produtos variados feitos com porcelana, feltro, madeira e patchwork

A Prefeitura de Hortolândia continua a implementar ações para apoiar a retomada de diferentes setores econômicos da cidade no pós-pandemia. Uma dessas ações é o fomento aos segmento de artesanato.

Neste fim de semana, a Prefeitura realiza o evento HortoFest, no Parque Socioambiental Chico Mendes, localizado na avenida Olívio Franceschini, s/nº, região central. O evento terá uma área com 15 artesãos cadastrados no Departamento de Geração de Renda e Economia Solidária da Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social.

O HortoFest, realizado pela Secretaria de Cultura, acontecerá nesta sexta-feira (22/10), das 16h às 22h, e no sábado e domingo (23 e 24/10), das 12h às 22h. O evento integra, ainda, a programação “Movimento Rosa” de conscientização sobre câncer de mama. 

Os artesãos irão comercializar produtos confeccionados com porcelana, feltro, madeira e patchwork. O público poderá conferir artigos variados: de roupas a cintos, bonés, calçados, bijuterias, panos de prato, tapetes, bolsas, luminárias, enfeites natalinos até coleiras de cachorro, entre outros.

“O fomento aos artesãos é uma das ações de enfrentamento à pandemia realizada pela Prefeitura. As pessoas que empreendem precisam do fomento do poder público para retomarem suas atividades e negócios neste momento de avanço da vacinação contra a COVID-19 na cidade”, destaca o diretor do Departamento de Geração de Renda e Economia Solidária, Tino Sampaio.

O diretor ainda salienta que a Prefeitura trabalha para realizar mais ações e projetos para também oferecer capacitação aos empreendedores. Atualmente, cerca de 300 empreendedores, entre individuais e reunidos em associações ou coletivos, estão cadastrados no departamento. Empreendedores interessados em se cadastrar podem fazê-lo na Secretaria de Inclusão e Desenvolvimento Social, que fica no Paço Municipal, sede da Prefeitura, localizado na rua José Cláudio Alves dos Santos, 585, Remanso Campineiro. O cadastro pode ser feito de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h. Os empreendedores devem apresentar Carteira de Identidade, Título de Eleitor, documentação e informações referentes à sua área de atuação. A entrada no Paço Municipal é feita somente com o uso obrigatório de máscara.

OBS.: FOTO TIRADA ANTES DA PANDEMIA

Continue Lendo

Nossa Cidade

Novo complexo viário em construção terá acesso facilitado ao São Jorge e Nova Hortolândia

Publicado

em

Obra realizada pela Prefeitura prevê vias paralelas à principal avenida, que seguirá desde a região central até a área sob a ponte estaiada

Com o avanço da pavimentação do principal trecho do novo viário em construção pela Prefeitura de Hortolândia, o terreno onde serão implantadas ruas de acesso à esta nova avenida começam a ser preparados. No Jd. São Jorge, a Administração Municipal realiza escavações e aterro de tubos para drenagem de águas pluviais num trajeto de cerca de 300 metros, onde será aberta uma via de ligação desde a rua Amazonas até a Frederico Alves da Costa, no Jd. Nova Hortolândia. Já esta última via, dará acesso ao novo viário por meio de um novo trecho em construção, com 370 metros de extensão.

Todo o complexo viário terá 5,1 km de extensão, integrando importantes regiões da cidade, economizando tempo de deslocamento entre os bairros e melhorando o fluxo de trânsito com o objetivo de atrair empresas e investimentos ao município.  A intervenção vai desde a Vila Real, na região central, até a área sob a Ponte da Esperança, próximo da avenida Panaíno, no bairro Green Park.

As intervenções serão realizadas com recursos do Banco CAF (Banco de Desenvolvimento da América Latina), proveniente de financiamento internacional contratado pela Prefeitura em 2018 para realização de diversas obras de infraestrutura e mobilidade urbana, ações que garantirão a retomada do desenvolvimento econômico da cidade.

Etapas da obra

De acordo com a Secretaria de Obras, são muitas as frentes de trabalho atuando na construção deste complexo, o que faz com que a obra avance em diversos pontos. O principal eixo viário segue desde a avenida Amélia Basso Breda (rua da feira, na Vila Real) até a rua Pacaembu (Jd. Carmem Cristina), próximo da avenida Sabina Baptista de Camargo, com transposição sobre o córrego da Vila Real. Este viário terá aproximadamente 1,5 km de extensão, trecho dotado de iluminação em LED, pista de caminhada e ciclovia. Este trajeto já tem 50% do caminho asfaltado, em pista dupla com canteiro central.

Paralelas a esta nova avenida, as ruas de acesso aos bairros são abertas, como a que está em construção a partir do Jd. São Jorge e Jd. Nova Hortolândia. Já no Jd. Carmem Cristina, o trajeto prossegue sentido Ponte da Esperança por meio de uma ponte que será construída na rua Flamboyant (rua da Delegacia de Polícia). Haverá, ainda, a duplicação do trecho da avenida Sabina Baptista de Camargo, desde a rua Nossa Senhora do Carmo (Jardim Minda) até o cruzamento com a avenida Carlos Roberto Prataviera (que dá acesso ao cemitério), na rotatória atrás da empresa Magneti Marelli e ao lado do Parque Socioambiental Remanso das Águas. Uma ponte será construída neste trecho, sobre o córrego que corta a via, elevando a altura da pista e evitando inundações em dias de chuva forte. Todo este trecho do sistema viário terá aproximadamente 1,4 km com iluminação em LED, pista de caminhada e ciclovia.

A obra prossegue com a canalização do córrego, mais uma ação que também já teve início em outra frente de trabalho, e a urbanização da área sob a Ponte da Esperança. Já a área lateral ao reservatório de contenção de enchentes que fica sob a ponte será transformada em um novo espaço de convivência para desfrute da população, com equipamentos públicos de lazer e duas travessias para pedestres sobre afluentes do Ribeirão Jacuba. Ao lado desta nova área de lazer, a nova avenida prosseguirá até a avenida Panaíno, atrás do Condomínio Green Park. A obra contempla, ainda, a ligação do viário que será construído até a avenida Panaíno, com sobreposição da linha férrea. Nesta outra extremidade da obra, são 1,5 km de sistema viário com iluminação em LED em todo trecho, pista de caminhada, ciclovia, academia ao ar livre, playground, espaços de convívio com lixeiras e bancos, além de estacionamento.

Parque linear

A área ambiental terá destaque nesta obra, com a criação de um parque linear na região central, margeando a rua Luiz Camilo de Camargo, do lado direito de quem segue sentido centro, paralelo à linha férrea, desde o Remanso Campineiro, até o Parque dos Pinheiros, no cruzamento com a avenida da Emancipação. O parque linear prossegue no trecho do Jardim Carmen Cristina até a duplicação da avenida Sabina Baptista de Camargo, mantendo o padrão das áreas de lazer do município: iluminação em LED, pista de caminhada e ciclovia, espaço para implementação de academia ao ar livre e espaços de convívio em todo o trecho.

Continue Lendo

Noticias

Youtube

 

PONTE DA ESPERANÇA

Populares