Estudantes do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental da rede municipal de Hortolândia também participam da campanha “Maio Amarelo”. Eles têm aulas e fazem atividades de educação para o trânsito, durante todo o ano letivo, dentro do programa “Caminhos para a Cidadania”, promovido pela concessionária CCR Autoban, em parceria com a Prefeitura de Hortolândia. Em razão da pandemia do Coronavírus, as atividades são disponibilizadas pela Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, por meio do Espaço “Educação na Rede”, hospedado no site oficial da Prefeitura.

O “Caminhos para a Cidadania” é uma ação socioeducacional com foco em segurança no trânsito, mobilidade urbana, cidadania e cidadania digital. Segundo a Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia, além de capacitar profissionais da área, o programa disponibiliza materiais digitais, cursos EAD e estratégias de ensino pautadas no desenvolvimento das 10 Competências Gerais da BNCC (Base Nacional Comum Curricular) e nas competências socioemocionais, baseando-se em quatro pilares: aprender a conhecer; aprender a fazer; aprender a viver juntos e aprender a ser.

De acordo com a coordenadora pedagógica do Centro de Formação de Profissionais da Educação “Paulo Freire”, Carla Borrego Varani, responsável pelo programa em toda a rede, “dentro das escolas, o Maio Amarelo é trabalhado dentro do projeto CCrautoban – Caminhos para a Cidadania. O resultado final são os trabalhos desenvolvidos pelos alunos, através de cartazes, músicas, desenhos, que haja uma conscientização sobre os perigos e a prevenção de acidentes no trânsito”, esclarece ela.

É o caso da turma da professora Eliane de Fatima Vieira Galvão, da Emef (Escola Municipal de Ensino Fundamental) Fernanda Grazielle Resende Covre, na Vila Real. Para trabalhar o tema, mesmo de maneira remota, a professora fez uma roda de conversa virtual com os alunos do 2º ano D para falar sobre a iniciativa. “Expliquei o propósito da campanha ‘Maio Amarelo’ e apresentei a eles, por meio de alguns slides, assuntos como: o índice de mortes por acidentes no trânsito; a segurança no trânsito; os perigos nas rodovias; as principais causas de acidentes no trânsito e placas de sinalização. Apresentei também a charge ‘Desrespeito no Trânsito’, do cartunista Arionauro, para que analisassem o que havia de errado, e algumas sinalizações e leis de trânsito importantes. Deixei os alunos interagirem com comentários sobre o assunto. Em seguida, assistimos ao vídeo ‘Leis de Trânsito. Educação infantil’ do canal Conta Contos”.

Passadas as orientações, chegou a hora de os estudantes irem às atividades práticas. “Pedi aos alunos que realizassem um trabalho, mostrando o bairro onde moram, com os pontos principais. Realizei algumas perguntas orientadoras para facilitar na realização do trabalho. Alguns realizaram desenhos, outros confeccionaram uma maquete para representar uma cartografia da segurança e gravaram um vídeo apresentando algumas frases, conscientizando as pessoas sobre o respeito e segurança no trânsito. A participação dos alunos foi um sucesso, os pais ajudaram os filhos na produção e fiquei encantada com a dedicação, desenvoltura e criatividade dos alunos, que, por sua vez, se sentiram importantes e capazes de promover mudanças e exercer a cidadania. Acredito que, com esse projeto, mesmo sendo realizado de maneira remota, despertei o interesse e curiosidade dos alunos em conhecer um assunto que muitas vezes passava despercebido, por serem crianças, e que agora podem conscientizar as pessoas que dirigem a agirem com respeito e responsabilidade no trânsito”, avalia a professora, satisfeita com o resultado.

Maio Amarelo

O “Maio Amarelo” é uma campanha internacional realizada anualmente para conscientizar as pessoas e, deste modo, evitar acidentes de trânsito. Idealizada e coordenada pelo Observatório Nacional de Segurança Viária, a iniciativa é abraçada pelo Poder Público e parceiros da iniciativa privada, contando com o apoio da Prefeitura de Hortolândia, por meio da Secretaria de Mobilidade Urbana. Neste ano, o tema é “Respeito e Responsabilidade: Pratique no trânsito”.

 

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia