Quem é tutor de animal assume o compromisso da guarda responsável. Mas os cuidados vão além da alimentação e saúde. Para garantir o bem-estar do animal, é necessário mantê-lo em um lugar seguro e adequado para evitar que ele fuja e circule pela cidade. Quando um animal fica solto principalmente em ruas e rodovias pode causar acidentes de trânsito, em alguns casos, fatais. Para evitar esta situação de risco, a Prefeitura de Hortolândia intensifica a fiscalização de animais soltos em áreas e vias públicas em cumprimento à lei municipal Nº 925 de 2001 que regulamenta a posse responsável de animais, controle e prevenção de zoonoses no município.  

De acordo com o DPBEA (Departamento de Proteção e Bem-Estar Animal), órgão da Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável responsável pela fiscalização, neste mês foi registrado aumento de 30% na quantidade de animais soltos em vias públicas. “Recolhíamos, em média, dois animais por semana. Agora, houve aumento para cinco animais por semana, a maioria cavalos”, salienta o diretor do órgão, Vanderlei Fernando de Azevedo.

Em virtude deste aumento, o órgão reforça a orientação para que os tutores de animais, em especial os de grande porte, como burros, jumentos, mulas, pôneis, bois, vacas, entre outros, mantenham-os em locais seguros para que não circulem por vias públicas ou em áreas urbanas. Outro risco apontado pelo diretor do órgão é que animais soltos podem ser hospedeiros de carrapatos, transmissores de doenças, como a Febre Maculosa, que afeta o ser humano e pode causar a morte. O tutor que deixar animal solto em vias públicas está sujeito a penalidades e multa. 

Denúncias sobre animais soltos em vias públicas podem ser feitas ao DPBEA via telefone pelos números 3897-3312 e 3897-5974. O denunciante não precisa se identificar. O serviço funciona 24h. Após receber a denúncia, a equipe da Prefeitura vai até o local onde foi informada a presença do animal solto, que é recolhido e abrigado pelo órgão. O DPBEA está localizado na rua Athanázio Gigo, 60, Chácaras Recreio 2000. Em função da Fase Vermelha do Plano São Paulo, o órgão suspendeu o atendimento presencial.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia