A pandemia do Coronavírus (COVID-19) fez com que os governos federal, estaduais e municipais tomassem providências e anunciassem medidas para conter a propagação do vírus. A partir desta segunda-feira (23/03), o CRAM (Centro de Referência e Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica) “Débora Regina Leme dos Santos” e o Departamento de Direitos Humanos e Políticas Públicas para Mulheres passarão a atender, remotamente, em formato digital, via  WhatsApp e por e-mail (veja abaixo).

De acordo com o diretor do Departamento de Direitos Humanos, Amarantino Jesus de Oliveira, o Tino Sampaio, a permanência das pessoas em casa protege tanto os funcionários quanto os atendidos. “Reduzindo o trânsito e o contato com as pessoas, colaboramos com as medidas comprovadamente efetivas para controlar esta epidemia”, afirmou Sampaio.

O diretor explica que o CRAM funcionará em regime de plantão 24h, diariamente, sem interrupção. Já no caso do Departamento de Direitos Humanos, os plantões serão em horário comercial, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h.

Atendimento no CRAM

19 97171-5655 –

\n

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Atendimento no Departamento de Direitos Humanos

19 99786-7590 –

\n

O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia