Dados do Infosiga-SP se referem ao primeiro semestre deste ano, comparado com o mesmo período de 2018

Segundo a Prefeitura, com os radares em operação, Hortolândia reduziu em 76% o número de vítimas fatais em acidentes de trânsito nas ruas da cidade, no primeiro semestre deste ano, comparado ao mesmo período de 2018. Os dados são do Sistema de Informações de Acidentes de Trânsito (Infosiga-SP), divulgados nesta semana. As ações da Prefeitura para garantir mais segurança no trânsito e salvar vidas fazem parte do PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento).

De acordo com o Infosiga-SP, de janeiro a junho deste ano, quatro pessoas morreram em acidentes de trânsito na cidade, enquanto no primeiro semestre de 2018 foram registrados 18 óbitos.

“Desde o início de 2017, com a criação da Secretaria de Mobilidade Urbana, a Prefeitura realiza medidas para diminuir a violência no trânsito da cidade. O prefeito Angelo Perugini colocou em prática um pacote de ações para coibir os acidentes, sendo que a mais enérgica foi a reativação dos radares controladores de velocidade, que estavam desligados desde 2013 e voltaram a funcionar no início deste ano”, explicou o secretário de Mobilidade Urbana, Atílio André Pereira.

Os dados do Infosiga-SP também revelam que o primeiro semestre deste ano é o mais seguro no trânsito de Hortolândia desde 2015, quando foram registradas 11 mortes em acidentes nas ruas da cidade.

PADRÃO ONU

A Prefeitura de Hortolândia também cumpriu a meta da ONU (Organização das Nações Unidas) em reduzir pela metade o número de acidentes de trânsito com vítimas fatais. A comparação analisa o primeiro quadrimestre (janeiro a abril) de 2017, quando foram contabilizados seis óbitos em acidentes viários na cidade, com os quatro primeiros meses deste ano, quando o número de mortes em acidentes de trânsito caiu para três.

AÇÕES QUE SALVAM VIDAS

Os radares estão em funcionamento desde o dia 21 de janeiro deste ano. A Prefeitura também realiza outras ações que contribuem com a redução dos acidentes: reforço na sinalização de trânsito em ruas próximas a escolas e nas vias mais movimentadas, trabalho em parceria com o Detran (Departamento Estadual de Trânsito), a Operação Tapa-Buraco, que até o final deste ano chegará em todos os bairros, além de ações educativas sobre direção segura com a comunidade.

Hortolândia tem 38 pontos de fiscalização eletrônica, instalados em 12 vias, entre elas, as três avenidas com o maior número de acidentes (Santana, Emancipação e Olívio Franceschini), registrados durante estudo realizado para implantação dos dispositivos. Além da velocidade, em alguns pontos de fiscalização, os radares flagram o avanço do sinal vermelho e a parada dos veículos sobre a faixa de pedestres.

PIC

As ações de segurança viária em Hortolândia integram o PIC (Programa de Incentivo ao Crescimento), conjunto de mais de 100 obras e serviços que a Administração Municipal realizará para reestruturar o sistema viário, modernizar a cidade, gerar emprego e renda, com sustentabilidade e planejamento.

Este artigo foi enviado pela Prefeitura de Hortolandia

Artigo anteriorPonto MIS encerra programação de férias com o filme “Mato Sem Cachorro”
Próximo artigoCursos de automação industrial estão com vagas abertas